Funchal, Madeira, 06 nov 2019 (Ecclesia) – O autor Francisco Gomes vai apresentar esta quinta-feira, no Museu Casa da Luz, o livro ‘Reflexões’, com uma entrevista biográfica de D. Teodoro Faria, bispo emérito do Funchal.

A obra tem prefácio do atual bispo diocesano, D. Nuno Brás, e diversos contributos de personalidades madeirenses da vida social, cultural e religiosa, adianta o “Jornal da Madeira”.

Natural da freguesia de Santo António, no concelho do Funchal, D. Teodoro de Faria foi bispo da diocese madeirense entre 1982 e 2007, após ter estado 20 anos em Roma, primeiro como estudante e depois como reitor do Pontifício Colégio Português.

‘Reflexões’, com a chancela da editora ‘O Liberal’, apresenta “um diálogo que aborda o percurso religioso de D. Teodoro de Faria, assim como a sua opinião sobre alguns dos temas que têm marcado a história recente da Igreja”.

“Neste trabalho, encontramos o testemunho de vida de D. Teodoro de Faria, a quem, mais do que bispo emérito do Funchal, prefiro encarar como um pastor, que tem legado aos muitos com os quais tem partilhado o seu caminho um testemunho sério e sincero de amor, justamente o conceito que define o mais excelso dos sentimentos humanos”, observa Francisco Gomes.

No prefácio, D. Nuno Brás classifica o livro como “um testemunho essencial”, apontando, em referência a D.Teodoro de Faria, que “o presbitério do Funchal é hoje, em grande parte, o resultado da sua ação”.

“Presbitério variado em opções teológicas, espirituais e pastorais, mas onde o senhor D. Teodoro continua a ser um ponto de referência, alvo do respeito e admiração de todos”, salienta.

A apresentação da obra será feita pelo cónego Toni Sousa.

D. Aires de Ornelas, no século XIX, e D. Teodoro de Faria foram os dois únicos bispos naturais da Madeira na história de mais de 500 anos da Diocese do Funchal.

OC

Partilhar:
Share