Santuário de Fátima mantém protocolo de segurança, pedindo aos peregrinos para que respeitem o distanciamento social e o uso de máscara

Foto: Santuário de Fátima

Fátima, 10 jul 2020 (Ecclesia) – D. Vitorino Soares, bispo auxiliar do Porto, vai presidir à peregrinação internacional do 13 de julho, no Santuário de Fátima, anunciou a instituição em comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA.

Esta é segunda peregrinação do ano a ser celebrada com o recinto aberto à participação da assembleia, depois do período de confinamento imposto pela pandemia, seguindo um formato mais breve, por forças das contingências que persistem na organização de eventos públicos.

A peregrinação começa hoje, às 21h30, com a oração do Rosário, a que se seguem a Procissão das Velas e a celebração da Palavra, no altar do Recinto; na segunda-feira, às 09h00, será rezado o Rosário e às 10h00 tem lugar a Missa Internacional, no Recinto de Oração, com a Bênção dos Doentes, concluindo-se com a Procissão do Adeus.

A celebração das aparições do 13 de julho de 1917 tem por base a narrativa contada por Lúcia, recorda o Santuário de Fátima, que elenca quatro elementos principais: “o pedido de Nossa Senhora de voltarem, no dia 13 seguinte; a insistência na oração do terço, para o abrandamento da guerra; os pedidos da Lúcia para a cura de algumas pessoas próximas; e a promessa de Nossa Senhora de fazer um milagre, em outubro, para que todos acreditassem”.

D. Vitorino Soares, bispo auxiliar do Porto, preside a esta peregrinação pela primeira vez, quatro dias antes de completar o seu primeiro ano de episcopado.

Durante as celebrações, o Santuário de Fátima manterá o protocolo de segurança em vigor com um renovado pedido aos peregrinos para que respeitem o distanciamento social e o uso de máscara bem como a higienização frequente das mãos.

“As entradas e saídas do Santuário estão devidamente assinaladas bem como os percursos para a Comunhão”, acrescenta a instituição.

OC

Partilhar:
Share