Dia Mundial da Justiça Social celebra-se a 20 de fevereiro

Foto Agência ECCLESIA/LFS – Pobreza

Lisboa, 19 Fev 2021 (Ecclesia) – O «Movimento Erradicar a Pobreza» escreveu uma mensagem para Dia Mundial da Justiça Social, que se celebra a 20 deste mês, onde lamenta os “valores inadmissíveis” do desemprego.

“O desemprego atinge valores inadmissíveis, os salários não garantem condições de vida digna, o fosso entre os mais ricos e os mais pobres aumenta”, lê-se na mensagem enviada à Agência ECCLESIA.

Em 2007 foi estabelecido pela ONU o dia 20 de fevereiro como o Dia Mundial da Justiça Social, focando-se “no combate pela erradicação da pobreza passando tal objetivo pelo pleno emprego e a promoção social”.

No documento, o «Movimento Erradicar a Pobreza» realça que, atualmente, “a covid-19 serve de desculpa para tudo, mas mesmo antes dele já as desigualdades se acentuavam”.

Baseando em dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), a mensagem realça que “entre 2009 e 2019 os salários cresceram 13,8% e os lucros das entidades empregadoras 20,8%”.

A pandemia veio “agravar a situação”, como se pode verificar pelos dados do INE, pois “entre 31 de março e 30 de junho houve uma redução de 154,5 mil na população empregada”.

O crescimento da desigualdade criada pela crise da Covid-19 ameaça “deixar para trás de si um legado de pobreza e instabilidade social e económica devastadora”, acrescenta.

“É preciso exigir que se cumpra o artigo 2º da Constituição que consagra como tarefa fundamental do Estado promover o bem-estar e a qualidade de vida do povo, bem como a efetivação dos direitos económicos, sociais”, pede o movimento.

LFS

Partilhar:
Share