Iniciativa decorre a 12 e 13 de julho

Lisboa, 03 jul 2019 (Ecclesia) – O Núcleo de Braga da Faculdade de Teologia, da Universidade Católica Portuguesa, está a organizar um encontro ibério de especialistas em Catequese que se vai realizar dias 12 e 13 de julho, na arquidiocese minhota.

“Esta é a primeira vez que se reúnem, deste modo, aqueles que trabalham a catequética no âmbito da Teologia, refletindo sobre a prática eclesial”, assinalou o padre Luís Figueiredo Rodrigues, em informação enviada à Agência ECCLESIA pelo portal ‘Educris’.

O diretor-adjunto do Núcleo de Braga da Faculdade de Teologia explica que se vão procurar “estabelecer pontes”, a partir de “diferentes pontos de vista pastoral e académicos”.

A iniciativa pretende um “maior diálogo e cooperação entre os agentes de pastoral e teologia catequética” da Península Ibérica.

‘Uma Catequese com sabor a Jesus Cristo’ é o tema central do encontro que o núcleo regional de Braga Faculdade de Teologia da UCP recebe dias 12 e 13 de julho.

O primeiro dia é uma reunião e reflexão dos catequetas da Península Ibérica, “fomentando a interajuda e o trabalho conjunto ao serviço da Igreja”; no segundo dia, o evento “abre-se a todos os interessados”, entre as 09h00 e as 13h00, no Auditório Professor Manuel Isidro Alves, no Campus Camões.

Do programa para o dia aberto, destacam-se as intervenções de D. António Moiteiro, presidente da Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé – ‘As opções para a Catequese em Portugal’; do diretor da especialidade de Teologia Catequética de San Damaso, Juan Carlos Carvajal Blanco, sobre ‘A Catequese com sabor a Jesus Cristo’, às 11h00; e ainda a intervenção ‘Interpelações ao acompanhamento’, do diretor do setor da Catequese de Lisboa, o padre Tiago Neto.

O encontro de Catequetas, que conta com o apoio do Secretariado Nacional da Educação Cristã, nasce da participação de três sacerdotes portugueses – os padres Manuel Queirós, Vasco Gonçalves e Luís Miguel Rodrigues – na reunião anual da Associação Espanhola de Catequetas.

“Neste contexto, foi ganhando corpo o desejo de uma maior aproximação entre os catequetas dos dois países ibéricos, como forma de nos entreajudarmos e estimularmos na missão de servir a Igreja através do nosso trabalho”, desenvolveu o padre Luís Miguel Figueiredo Rodrigues ao sítio online ‘Educris’.

CB/OC

Partilhar:
Share