Quando:
18 Outubro, 2021 todo o dia
2021-10-18T00:00:00+01:00
2021-10-19T00:00:00+01:00

Faro, 09 jun 2021 (Ecclesia) – A Diocese do Algarve está a preparar uma edição do Curso Básico de Teologia para agentes de pastoral, em regime online e seis jornadas presenciais, que vai começar este ano, a partir de 18 de outubro, até 2024.

“O curso destina-se à Igreja do Algarve, mas não se impossibilita a participação de outros interessados”, disse o diretor do Centro de Estudos e Formação de Leigos do Algarve (CEFLA).

O padre Mário de Sousa explica que entre os destinatários do Curso Básico de Teologia vão ter “em especial atenção” os possíveis candidatos ao diaconado permanente e os “animadores de comunidades”.

“Os candidatos ao diaconado permanente terão, concomitantemente, um percurso de discernimento vocacional, que será feito em conjunto e em casal (acompanhado também pelos filhos)”, acrescentou o sacerdote, informa o jornal ‘Folha do Domingo’.

A assiduidade e a avaliação são obrigatórias para os alunos que querem ter uma classificação no certificado de participação, e para os candidatos ao diaconado permanente.

O Curso Básico de Teologia é composto por 18 disciplinas semestrais de frequência online, uma das novas disciplinas é ‘A arte de acolher, comunicar e presidir’, e conta com 14 docentes desta diocese algarvia, de Beja e de Évora, para além de seis jornadas de participação presencial.

O diretor do CEFLA explica que as seis jornadas intensivas, entre 2022 e 2023, são exclusivamente presenciais “para permitir também o encontro físico entre os participantes”, e têm cinco docentes.

A formação vai começar a 18 de outubro deste ano e cada uma das 18 disciplinas vai ter 13 aulas de 50 minutos; O Jornal ‘Folha de Domingo’ informa que a Diocese do Algarve tem as inscrições abertas para o Curso Básico de Teologia até 24 de setembro, para Serviços Diocesanos de Pastoral.

Na última edição do Curso Básico de Teologia para agentes de pastoral, realizada entre 2015 e 2018, destinou-se também a professores de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC), catequistas, orientadores de grupos da ‘Lectio Divina’, animadores de grupos de jovens, dirigentes do Corpo Nacional de Escutas, ministros extraordinários da comunhão, orientadores da celebração dominical na ausência de ministro ordenado, acólitos e leitores.

Segundo o padre Mário de Sousa, nas reuniões de vigararias e nos Conselhos Presbiteral e de Pastoral “há muito que se manifestara o desejo de um novo Curso Básico de Teologia, precisamente pelo agrado generalizado que o anterior gerou”.

“Dos ecos que me têm chegado, as paróquias têm sabido aproveitar a formação que as pessoas receberam, quer na continuidade dos serviços que já exerciam, quer nos novos que se lhes entregaram”, salientou o diretor do Centro de Estudos e Formação de Leigos do Algarve.

CB

Partilhar:
Share