Calendário

Jun
6
Sáb
Pax Christi: Encontro virtual sobre «Perspetivas de futuro a favor da paz»
Jun 6@15:00_17:00

Lisboa, 04 Jun 2020 (ECCLESIA) – A Pax Christi-Portugal organiza, dia 06 deste mês, entre as 15h00 e as 17h00, um encontro virtual sobre «Boas práticas, conquistas e perspetivas de futuro a favor da paz e da não-violência».

Os interessados podem participar nesta iniciativa da Pax Christi através dos meios digitais devido ao tempo pandémico que aflige a sociedade, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

A Pax Christi Internacional está a celebrar este ano 75 anos de existência e, não fosse a situação atual de pandemia/confinamento, teria realizado a sua assembleia mundial em Hiroxima (Japão), de 18 a 23 maio.

Em Portugal tinham planeado realizar um encontro em maio, no espaço onde instalaram a nova sede (Basílica da Estrela-Lisboa).

LFS

Jun
9
Ter
Festas Populares: Lisboa prepara-se para celebrar o Santo António
Jun 9 todo o dia

DR

Lisboa, 02 Jun 2020 (ECCLESIA) – Nas comemorações das festas de Santo António vai realizar-se em Lisboa, dia 09 deste mês, às 18h00, uma conferência sobre este santo nascido na capital portuguesa e falecido na cidade italiana de Pádua.

A conferência sobre Santo António vai ser proferida por Maria Adelina Amorim, anuncia o programa enviado à Agência ECCLESIA.

De 30 de maio a 12 de junho, na Igreja de Santo António (junto à Sé de Lisboa) há duas celebrações diárias – uma às 11h00 e outra às 17h00 –  onde o andor de Santo António está situado à porta da igreja, lê-se.

No dia 13 de junho, Dia de Santo António, haverá missas às 11h00 e 17h00 com Responsório de Santo António e bênção final com relíquia.

A missa da festa é às 12h00 e vai ser presidida por D. Joaquim Mendes, bispo auxiliar de Lisboa, com bênção à cidade de Lisboa, a Portugal e ao Mundo com Relíquia de Santo António.

Aos cristãos que não podem deslocar-se à Igreja de Santo António, podem solicitar o envio do Pão de Santo António através do email: stoantoniolisboa@gmail.com e podem acompanhar a transmissão em direto das celebrações no canal: www.pscp.tv/stoantoniolisboa.

Fernando Martins de Bulhões nasceu, em Lisboa, por volta de 1195. Depois de ter recebido a primeira instrução junto à Sé, aos 15 anos, entra no Mosteiro de São Vicente de Fora, onde prossegue a sua formação. Pouco tempo depois, ingressa no Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, onde completa a sua formação e é ordenado sacerdote, aos 25 anos.

Em fevereiro de 1220, chegam ao Mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra, as relíquias dos cinco missionários franciscanos que tinham sido martirizados, em Marrocos. Fernando, cativado pela sua coragem, simplicidade e fé, em confronto com a mediocridade da sua vida, decide juntar-se aos franciscanos e partir para as missões. Troca o mosteiro de Santa Cruz pelo pobre ermitério de Santo Antão dos Olivais, muda de nome e assume o de António e, depois de um breve tempo, parte para Marrocos na senda dos cinco primeiros Mártires franciscanos.

LFS

Jun
10
Qua
Festas Populares: Lisboa prepara-se para celebrar o Santo António
Jun 10 todo o dia

DR

Lisboa, 02 Jun 2020 (ECCLESIA) – Nas comemorações das festas de Santo António vai realizar-se em Lisboa, dia 09 deste mês, às 18h00, uma conferência sobre este santo nascido na capital portuguesa e falecido na cidade italiana de Pádua.

A conferência sobre Santo António vai ser proferida por Maria Adelina Amorim, anuncia o programa enviado à Agência ECCLESIA.

De 30 de maio a 12 de junho, na Igreja de Santo António (junto à Sé de Lisboa) há duas celebrações diárias – uma às 11h00 e outra às 17h00 –  onde o andor de Santo António está situado à porta da igreja, lê-se.

No dia 13 de junho, Dia de Santo António, haverá missas às 11h00 e 17h00 com Responsório de Santo António e bênção final com relíquia.

A missa da festa é às 12h00 e vai ser presidida por D. Joaquim Mendes, bispo auxiliar de Lisboa, com bênção à cidade de Lisboa, a Portugal e ao Mundo com Relíquia de Santo António.

Aos cristãos que não podem deslocar-se à Igreja de Santo António, podem solicitar o envio do Pão de Santo António através do email: stoantoniolisboa@gmail.com e podem acompanhar a transmissão em direto das celebrações no canal: www.pscp.tv/stoantoniolisboa.

Fernando Martins de Bulhões nasceu, em Lisboa, por volta de 1195. Depois de ter recebido a primeira instrução junto à Sé, aos 15 anos, entra no Mosteiro de São Vicente de Fora, onde prossegue a sua formação. Pouco tempo depois, ingressa no Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, onde completa a sua formação e é ordenado sacerdote, aos 25 anos.

Em fevereiro de 1220, chegam ao Mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra, as relíquias dos cinco missionários franciscanos que tinham sido martirizados, em Marrocos. Fernando, cativado pela sua coragem, simplicidade e fé, em confronto com a mediocridade da sua vida, decide juntar-se aos franciscanos e partir para as missões. Troca o mosteiro de Santa Cruz pelo pobre ermitério de Santo Antão dos Olivais, muda de nome e assume o de António e, depois de um breve tempo, parte para Marrocos na senda dos cinco primeiros Mártires franciscanos.

LFS

Jun
11
Qui
Festas Populares: Lisboa prepara-se para celebrar o Santo António
Jun 11 todo o dia

DR

Lisboa, 02 Jun 2020 (ECCLESIA) – Nas comemorações das festas de Santo António vai realizar-se em Lisboa, dia 09 deste mês, às 18h00, uma conferência sobre este santo nascido na capital portuguesa e falecido na cidade italiana de Pádua.

A conferência sobre Santo António vai ser proferida por Maria Adelina Amorim, anuncia o programa enviado à Agência ECCLESIA.

De 30 de maio a 12 de junho, na Igreja de Santo António (junto à Sé de Lisboa) há duas celebrações diárias – uma às 11h00 e outra às 17h00 –  onde o andor de Santo António está situado à porta da igreja, lê-se.

No dia 13 de junho, Dia de Santo António, haverá missas às 11h00 e 17h00 com Responsório de Santo António e bênção final com relíquia.

A missa da festa é às 12h00 e vai ser presidida por D. Joaquim Mendes, bispo auxiliar de Lisboa, com bênção à cidade de Lisboa, a Portugal e ao Mundo com Relíquia de Santo António.

Aos cristãos que não podem deslocar-se à Igreja de Santo António, podem solicitar o envio do Pão de Santo António através do email: stoantoniolisboa@gmail.com e podem acompanhar a transmissão em direto das celebrações no canal: www.pscp.tv/stoantoniolisboa.

Fernando Martins de Bulhões nasceu, em Lisboa, por volta de 1195. Depois de ter recebido a primeira instrução junto à Sé, aos 15 anos, entra no Mosteiro de São Vicente de Fora, onde prossegue a sua formação. Pouco tempo depois, ingressa no Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, onde completa a sua formação e é ordenado sacerdote, aos 25 anos.

Em fevereiro de 1220, chegam ao Mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra, as relíquias dos cinco missionários franciscanos que tinham sido martirizados, em Marrocos. Fernando, cativado pela sua coragem, simplicidade e fé, em confronto com a mediocridade da sua vida, decide juntar-se aos franciscanos e partir para as missões. Troca o mosteiro de Santa Cruz pelo pobre ermitério de Santo Antão dos Olivais, muda de nome e assume o de António e, depois de um breve tempo, parte para Marrocos na senda dos cinco primeiros Mártires franciscanos.

LFS

Lisboa: Cardeal-Patriarca preside à Missa do Corpo de Deus com bênção à cidade e à diocese
Jun 11@11:00

Este ano não se realiza a procissão nas ruas com o Santíssimo Sacramento por causa da pandemia do Covid-19

Foto: Nuno Moura/Arautos do Evangelho (arquivo 2019)

Lisboa, 04 jun 2020 (Ecclesia) – O cardeal-patriarca de Lisboa vai presidir à Missa do Corpo de Deus, no dia 11 de junho, às 11h00, na Sé, com bênção à cidade e à diocese mas este ano sem procissão nas ruas da cidade.

O Patriarcado de Lisboa informa que no final da Eucaristia está previsto um tempo de adoração e D. Manuel Clemente vai abençoar a cidade e a diocese a partir do átrio da Sé.

Este ano não se realiza a procissão com o Santíssimo Sacramento pelas ruas da cidade, por causa da pandemia do coronavírus Covid-19, uma manifestação recomendada pelo Código de Direito Canónico, no qual se refere que “onde, a juízo do bispo diocesano, for possível, para testemunhar publicamente a veneração para com a santíssima Eucaristia faça-se uma procissão pelas vias públicas, sobretudo na solenidade do Corpo e Sangue de Cristo” (cân 944, §1).

O Patriarcado de Lisboa vai transmitir a celebração do Corpo de Deus através do seu sítio online, das  redes sociais e no MeoKanal (nr 210021).

O Corpo de Deus, feriado nacional em Portugal, é uma celebração com raízes medievais; desde o século XII, muitas localidades assinalam uma solenidade que evoca o “triunfo do amor de Cristo pelo Santíssimo Sacramento da Eucaristia”.

A solenidade litúrgica do Corpo e Sangue de Cristo começou a ser celebrada há mais de sete séculos e meio, em 1246, na cidade de Liège, na atual Bélgica, tendo sido alargada à Igreja latina pelo Papa Urbano IV através da bula “Transiturus”, em 1264, dotando-a de missa e ofício próprios.

Na origem, a solenidade constituía uma resposta a heresias que colocavam em causa a presença real de Cristo na Eucaristia, tendo-se afirmado também como o coroamento de um movimento de devoção ao Santíssimo Sacramento; teria chegado a Portugal provavelmente nos finais do século XIII e tomou a denominação de festa de Corpo de Deus.

Esta exultação popular à Eucaristia é manifestada no 60.° dia após a Páscoa, uma quinta-feira, ligando-se assim à Última Ceia, de Quinta-feira Santa.

Só durante a Idade Média se regista, no Ocidente, um culto dirigido mais deliberadamente à presença eucarística, dando maior relevo à adoração; no século XII é introduzido um novo rito na celebração da Missa: a elevação da hóstia consagrada, no momento da consagração.

No século XIII, a adoração da hóstia desenvolve-se fora da Missa e aumenta a afluência popular à procissão do Santíssimo Sacramento.

A “comemoração mais célebre e solene do Sacramento memorial da Missa” (Urbano IV) recebeu várias denominações ao longo dos séculos: festa do Santíssimo Corpo de Nosso Senhor Jesus Cristo; festa da Eucaristia; festa do Corpo de Cristo. Hoje denomina-se solenidade do Corpo e Sangue de Cristo, tendo praticamente desaparecido a festa litúrgica do “Preciosíssimo Sangue”, a 1 de julho.

CB/OC

Jun
12
Sex
Festas Populares: Lisboa prepara-se para celebrar o Santo António
Jun 12 todo o dia

DR

Lisboa, 02 Jun 2020 (ECCLESIA) – Nas comemorações das festas de Santo António vai realizar-se em Lisboa, dia 09 deste mês, às 18h00, uma conferência sobre este santo nascido na capital portuguesa e falecido na cidade italiana de Pádua.

A conferência sobre Santo António vai ser proferida por Maria Adelina Amorim, anuncia o programa enviado à Agência ECCLESIA.

De 30 de maio a 12 de junho, na Igreja de Santo António (junto à Sé de Lisboa) há duas celebrações diárias – uma às 11h00 e outra às 17h00 –  onde o andor de Santo António está situado à porta da igreja, lê-se.

No dia 13 de junho, Dia de Santo António, haverá missas às 11h00 e 17h00 com Responsório de Santo António e bênção final com relíquia.

A missa da festa é às 12h00 e vai ser presidida por D. Joaquim Mendes, bispo auxiliar de Lisboa, com bênção à cidade de Lisboa, a Portugal e ao Mundo com Relíquia de Santo António.

Aos cristãos que não podem deslocar-se à Igreja de Santo António, podem solicitar o envio do Pão de Santo António através do email: stoantoniolisboa@gmail.com e podem acompanhar a transmissão em direto das celebrações no canal: www.pscp.tv/stoantoniolisboa.

Fernando Martins de Bulhões nasceu, em Lisboa, por volta de 1195. Depois de ter recebido a primeira instrução junto à Sé, aos 15 anos, entra no Mosteiro de São Vicente de Fora, onde prossegue a sua formação. Pouco tempo depois, ingressa no Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, onde completa a sua formação e é ordenado sacerdote, aos 25 anos.

Em fevereiro de 1220, chegam ao Mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra, as relíquias dos cinco missionários franciscanos que tinham sido martirizados, em Marrocos. Fernando, cativado pela sua coragem, simplicidade e fé, em confronto com a mediocridade da sua vida, decide juntar-se aos franciscanos e partir para as missões. Troca o mosteiro de Santa Cruz pelo pobre ermitério de Santo Antão dos Olivais, muda de nome e assume o de António e, depois de um breve tempo, parte para Marrocos na senda dos cinco primeiros Mártires franciscanos.

LFS

Jun
13
Sáb
Festas Populares: Lisboa prepara-se para celebrar o Santo António
Jun 13 todo o dia

DR

Lisboa, 02 Jun 2020 (ECCLESIA) – Nas comemorações das festas de Santo António vai realizar-se em Lisboa, dia 09 deste mês, às 18h00, uma conferência sobre este santo nascido na capital portuguesa e falecido na cidade italiana de Pádua.

A conferência sobre Santo António vai ser proferida por Maria Adelina Amorim, anuncia o programa enviado à Agência ECCLESIA.

De 30 de maio a 12 de junho, na Igreja de Santo António (junto à Sé de Lisboa) há duas celebrações diárias – uma às 11h00 e outra às 17h00 –  onde o andor de Santo António está situado à porta da igreja, lê-se.

No dia 13 de junho, Dia de Santo António, haverá missas às 11h00 e 17h00 com Responsório de Santo António e bênção final com relíquia.

A missa da festa é às 12h00 e vai ser presidida por D. Joaquim Mendes, bispo auxiliar de Lisboa, com bênção à cidade de Lisboa, a Portugal e ao Mundo com Relíquia de Santo António.

Aos cristãos que não podem deslocar-se à Igreja de Santo António, podem solicitar o envio do Pão de Santo António através do email: stoantoniolisboa@gmail.com e podem acompanhar a transmissão em direto das celebrações no canal: www.pscp.tv/stoantoniolisboa.

Fernando Martins de Bulhões nasceu, em Lisboa, por volta de 1195. Depois de ter recebido a primeira instrução junto à Sé, aos 15 anos, entra no Mosteiro de São Vicente de Fora, onde prossegue a sua formação. Pouco tempo depois, ingressa no Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, onde completa a sua formação e é ordenado sacerdote, aos 25 anos.

Em fevereiro de 1220, chegam ao Mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra, as relíquias dos cinco missionários franciscanos que tinham sido martirizados, em Marrocos. Fernando, cativado pela sua coragem, simplicidade e fé, em confronto com a mediocridade da sua vida, decide juntar-se aos franciscanos e partir para as missões. Troca o mosteiro de Santa Cruz pelo pobre ermitério de Santo Antão dos Olivais, muda de nome e assume o de António e, depois de um breve tempo, parte para Marrocos na senda dos cinco primeiros Mártires franciscanos.

LFS

Lisboa: Concurso e exposição digital dos «Tronos de Santo António»
Jun 13 todo o dia

Lisboa, 20 Mai 2020 (ECCLESIA) – O Museu de Lisboa – Santo António aposta em manter a tradição dos «Tronos de Santo António», adaptando esta sexta edição às restrições provocadas pelo atual contexto da pandemia COVID-19.

Este ano, o desafio é diferente e “estende-se a Portugal inteiro e não só aos lisboetas” como tem sido habitual, e assume “forma de concurso e exposição digital, em vez da tradicional exposição de rua”, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Para além dos moldes diferentes, “outra novidade” é a atribuição de um prémio monetário: “os três tronos vencedores do concurso ganham 500 euros cada”.

O desafio é usar “materiais reciclados e muita imaginação” e a “originalidade e a criatividade na utilização dos diferentes materiais são os dois aspetos mais valorizados pelo júri”.

A imagem de Santo António tem “obrigatoriamente” de ser colocada no topo de cada trono.

Até 2 de junho, às 18 horas, pode submeter a sua proposta.

A 13 de junho, dia de Santo António, veja todos os tronos e os vencedores na exposição online que será inaugurada nas plataformas digitais do Museu de Lisboa, Cultura na Rua e EGEAC.

LFS