Calendário

[wcp-carousel id=”90845″]

Out
13
Dom
Santa Sé: Canonização do cardeal inglês John Henry Newman
Out 13 todo o dia

Cidade do Vaticano, 01 jul 2019 (Ecclesia) – O Papa vai canonizar a 13 de outubro o Beato John Henry Newman (1801-1890), cardeal inglês convertido do Anglicanismo, considerado como uma referência da vida eclesial no século XIX.

A decisão foi anunciada hoje pela Santa Sé, após o Consistório Ordinário Público (reunião de cardeais) a que o Papa presidiu, na Sala Clementina, no Vaticano.

O Papa Francisco vai ainda canonizar a irmã Dulce Lopes Pontes, religiosa brasileira; Giuseppina Vannini, fundadora das Filhas de São Camilo; Maria Teresa Chiramel Mankidiyan, fundadora da Congregação das Irmãs da Sagrada Família; e Margherita Bays, da Ordem Terceira de São Francisco de Assis.

O decreto que reconheceu um milagre atribuído ao cardeal inglês foi publicado a 13 de fevereiro, pelo Vaticano, após uma audiência concedida por Francisco ao cardeal Angelo Becciu, prefeito da Congregação para as Causas dos Santos.

John Henry Newman foi beatificado por Bento XVI a 19 de setembro de 2010, em Birmingham (Reino Unido); a sua festa litúrgica celebra-se anualmente a 9 de outubro, data que assinala a conversão do anglicanismo ao catolicismo, em 1845.

LFS

Vaticano: Beato John Henry Newman vai ser canonizado a 13 de outubro

Vaticano: Papa vai canonizar irmã Dulce, a «Madre Teresa» brasileira

 

Mar
27
Sex
Igreja/Cultura: Vaticano aposta em festival internacional de teatro para refletir sobre «O Ser Humano do Futuro»
Mar 27_Mar 29 todo o dia

Evento vai decorrer em Roma entre 27 e 29 de março de 2020

Cidade do Vaticano, 29 mai 2019 (Ecclesia) – O Conselho Pontifício da Cultura, do Vaticano, em parceria com o Vicariato de Roma, vai promover na capital italiana um festival internacional de teatro dedicado ao tema ‘O Ser Humano do Futuro’.

De acordo com um comunicado do organismo da Santa Sé, enviado hoje à Agência ECCLESIA, a iniciativa decorre entre 27 e 29 de março de 2020 e resulta das reflexões que o Conselho Pontifício da Cultura tem feito sobre esta questão, nomeadamente durante a assembleia plenária que em 2017 dedicou ao tema ‘O futuro da humanidade’.

A intenção é mostrar “espetáculos centrados na relação entre o homem e as novas fronteiras científico-tecnológicas”, com a noção de que a relação entre o humano, a técnica e a ciência “adquiriram hoje novas e totalmente inesperadas implicações no plano ético, religioso, social e filosófico”.

“Das intervenções sobre o princípio e o fim da vida humana às alterações climáticas, da genética à inteligência artificial, passando pelas novas fronteiras científicas e tecnológicas, o ser humano é agora chamado a rever o seu papel no mundo”, refere o comunicado do dicastério da Santa Sé para a Cultura.

Que recorda no mesmo texto a tentação que tem marcado o Homem, de procurar “condicionar e dobrar de maneira irreversível as forças da natureza”, de “ultrapassar os seus próprios limites”, de “buscar a imortalidade” ou mesmo de “se tornar Deus”.

O festival internacional de teatro sobre ‘O Ser Humano do Futuro’ vai ser acolhido pela basílica de S. João de Latrão e por vários espaços ainda por definir, e pretende apresentar ao público trabalhos que expressem “em chave poética e artística” as temáticas que estão em cima da mesa, nas “mais diversas formas linguísticas”.

A Santa Sé abriu um concurso para a eleição dos trabalhos que irão depois integrar o certame, sendo que os interessados deverão enviar as suas obras para análise do júri até dia 15 de outubro, através do email festivalteatro@cultura.va.

Os trabalhos selecionados para apreciação serão anunciados depois a 15 de novembro e os melhores cinco terão oportunidade de integrar o cartaz o festival internacional e de ser apresentados ao público.

JCP