Calendário

[wcp-carousel id=”90845″]

Fev
17
Dom
Coimbra: Debate sobre «Na saúde como na doença»
Fev 17@15:30

Ansião, 07 fev 2019 (Ecclesia) – A sessão do ciclo de conversas «À roda dos livros», em Ansião (Diocese de Coimbra), dia 17 deste mês, tem como tema «Na saúde como na doença».

A iniciativa que se realiza no auditório da Câmara Municipal de Ansião tem início às 15h30 e vão ser abordados os seguintes temas: «Dia Mundial do Doente» pelo padre João Dias; «A doença e a fé» por João Cáceres Monteiro e «Ser médico hoje – desafios» por Rui Nogueira, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Às 17h00 Teresa Fernandes apresenta o livro do padre José António (assistente no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra) que tem por título «Momentos de muitas vidas: Crónicas escritas».

No final haverá um momento musical com Mariana Cotrim e Diogo Santos.

LFS

 

Fev
20
Qua
Coimbra: Exposição «Regressar às origens pela xilogravura de Nunes Pereira»
Fev 20 todo o dia

Coimbra, 14 fev 2019 (Ecclesia) – O Seminário Maior de Coimbra vai ter patente, de 20 deste mês a 31 de outubro, a exposição temporária «Regressar às origens pela xilogravura de Nunes Pereira».

Neste regresso tem destaque a sua obra «Os Contos de Fajão» (xilogravuras e texto),  um trabalho que tem hoje “um profundo significado cultural e antropológico, social e artístico”, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Naquela obra descreve um «Portugal», uma sociedade, um tempo, um modo de ser pessoa e, ao mesmo tempo que faz rir, faz pensar e questiona sobre o modo como se vive hoje, acrescenta o comunicado.

Nestes contos entram figuras como o Senhor Doutor Juiz de Fajão, o Juiz da Relação do Porto, o almocreve, o Pascoal, o Senhor Bispo, o Senhor Prior, o sacristão, o oficial de diligências, o Escrivão e os estudantes da Universidade de Coimbra.

A inauguração vai ser às 18h30 da próxima quarta-feira, dia 20 de fevereiro.

LFS

Mar
4
Seg
Coimbra: Cáritas diocesana promove desfile de carnaval
Mar 4 todo o dia

Coimbra, 27 fev 2019 (Ecclesia) – As ruas da baixa de Coimbra vão ser palco, dia 04 de março, do corso de carnaval que conta com “cerca de 1200 crianças e jovens” e que vão “encarnar as personalidades de grandes ícones da história e educação”.

Este evento é promovido pela Cáritas Diocesana de Coimbra e mantém a tradição dos últimos anos onde “as crianças e jovens dos diversos Centros de Atividades de Tempos Livres (CATL) da Cáritas Diocesana de Coimbra”, prometem “agitar e animar as ruas da cidade a partir das 11h00, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Quem se juntar aos festejos pode “recordar Amália Rodrigues ou encontrar Neil Armstrong, o famoso astronauta mas em ponto pequeno”, e pode cruzar-se com “personalidades da história de Portugal, como o Infante D. Henrique ou a Padeira de Aljubarrota”, lê-se

O desfile tem início no Largo da Portagem , seguindo o percurso pela Rua Ferreira Borges e Visconde da Luz, Praça 8 de Maio, Rua da Louça, Gala e Padeiras, seguindo para a Av. Fernão Magalhães, Rua da Sota, Largo da Portagem, Ponte Santa Clara, Av. Conimbriga, desembocando na Rua Luís António Verney.

O cortejo termina na Escola Silva Gaio que cedeu as suas instalações para a realização do almoço e tarde recreativa.

A animação da tarde chega com “algumas novidades”.

«Nasci para a Música!» é uma iniciativa “nova no programa de animação do carnaval e promete ir de encontro às diferentes faixas etárias dos utentes”, sublinha a nota.

As atividades programadas para o Carnaval deste ano foram orientadas pelo Projeto Educativo «Nasci para Ser+», que tem como foco as crianças e jovens.

LFS

Mar
10
Dom
Pastoral Universitária: Estudantes da «Missão País» reúnem em «Missa de Ação de Graças»
Mar 10 todo o dia

Lisboa, 07 mar 2019 (Ecclesia) – O projeto católico ‘Missão País’ está a organizar Eucaristias para os seus estudantes universitários agradecerem “o Dom de Deus” e o que viveram durante a semana de missão, nas Diocese de Coimbra, Lisboa e Porto.

A primeira Missa está marcada para este domingo, dia 10 março, no Colégio Rainha Santa Isabel, na Diocese de Coimbra, e o programa, das 17h30 às 20h30, prevê a apresentação do Teatro ‘Missão País’.

Na próxima semana, é na igreja de São Domingos, no Patriarcado de Lisboa, que se vão reunir os missionários universitários num programa que inclui “adoração e Missa de ação de Graças”, respetivamente na sexta-feira e sábado, isto é, entre as 18h00, de 15 de março, até às 13h00 do dia seguinte.

A Sé do Porto recebe os seus estudantes para a ‘Missa de Ação de Graças Missão País’ a partir das 17h30 do domingo, dia 17 deste mês.

A ‘Missão País’ é um projeto católico de universitários que tem como objetivo “levar Jesus às Universidades e evangelizar Portugal” através do testemunho da fé, do serviço e da caridade.

‘E se conhecesses o dom de Deus’ foi o lema deste ano que mobilizou 3200 missionários em 55 missões.

As missões de cada faculdade são lideradas por uma equipa de chefes, responsáveis pelo projeto na sua faculdade e pelo grupo de 50 missionários, e ficam três anos em cada localidade.

A iniciativa do Movimento Apostólico de Schoenstatt, com o propósito de “inspirar gerações que vivam a fé Católica em Missão”, começou com 20 jovens missionários universitários em 2003; em 2015 foram 1800 os missionários organizados em 35 missões, realizadas a nível nacional.

Desde a sua criação já se realizaram 154 missões, segundo dados da Comissão Episcopal Laicado e Família, da Conferência Episcopal Portuguesa, de 2017.

CB

 

Portugal: A Missão País tem o poder de deixar um «legado de juventude católica»

Mar
13
Qua
Cinema: «Periferias» é o tema para o ciclo «Curtas com conversas» no Seminário Maior de Coimbra
Mar 13@21:00_23:00

Sessões vão decorrer na segunda quarta-feira de cada mês, entre março e julho

Coimbra, 06 mar 2019 (Ecclesia) – O Seminário Maior de Coimbra vai promover um ciclo de apresentação de curtas metragens comentadas por um convidado sobre o tema “periferias” com o objetivo de “ser mais um contributo” na construção da cidade.

“Não queremos ser apenas mais um olhar entre outros, mas um olhar específico – o olhar cristão”, refere um comunicado enviado à Agência ECCLESIA pelo Seminário Maior de Coimbra.

O ciclo de curtas metragens segue a proposta do Papa Francisco de “recolocar no centro as periferias”, sejam “geográficas, sociais e existenciais”.

“Um tema que ganha hoje novos contornos”, lembra o comunicado,  acrescentando que hoje é possível “descobrir periferias no centro”.

O Seminário Maior de Coimbra indica que o ciclo de curtas metragens quer ir “ao encontro de algumas periferias”, “pensar as periferias que habitam a cidade, a comunidade, a cultura, o corpo, o território e a nossa realidade interior”.

O ciclo de curtas metragens vai ser apresentado no Salão de São Tomás, no Seminário Maior de Coimbra, na segunda quarta-feira de cada mês, depois das 21h00 e até às 23h00, seguindo um esquema geral de exibição do filme durante 45 minutos, no máximo, e outro tanto para o diálogo, no mínimo.

Dia 13 de março é apresentado o tema “biodiversidade, clima e reflorestação” com Pedro Bingre, a partir do filme “O homem que plantava árvores”, de Frédéric Back.

Dia 10 de abril o tema “Corpo, sofrimento e esperança” é analisado com Carlos Saraiva, a partir do filme “Roda no Ar”, de Henrique Manuel Pereira, que estará presente na sessão.

A 8 de maio, a “Liberdade e prisões que nos habitam” é o tema para o diálogo com Laborinho Lúcio a partir do filme “Arena”, de João Salaviza.

O ciclo “Curtas com conversas” tem previsto ainda mais duas apresentações, nos dias 12 de junho e 10 de julho, com temas a indicar na página da internet do Seminário Maior de Coimbra.

PR

Mar
14
Qui
Coimbra: Conferências quaresmais sobre o acolhimento
Mar 14@21:00

Coimbra, 28 fev 2019 (Ecclesia) – O arciprestado de Coimbra Urbana promove, durante o tempo da Quaresma, reflexões sobre o tema bíblico «Acolhei-vos uns aos outros» que se realizam no salão de São José, às 21h00, naquela cidade.

A primeira conferência quaresmal, dia 14 de março, tem como tema «Acolher na comunidade cristã» e vai ser proferida pelo padre Amaro Gonçalo, da Diocese do Porto, sendo o segundo encontro (21 março) subordinado ao tema «Acolher o descartado» com entrevistas a Marta Neves (Associação Ergue-Te); Justina Dias (Equipamento Farol – Cáritas) e Ana Figueiredo (Associação Saúde em Português), refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

«Acolher o idoso» é o tema das entrevistas a Marisol Simões e Armando Garcia (Centro de acolhimento João Paulo II) e a Cristina Correia (Conferências Vicentinas de Coimbra) no dia 28 de março e o bispo emérito de Viseu, D. Ilídio Leandro, profere, dia 04 de abril, uma conferência sobre «Acolher a diferença em família».

No dia 11 de abril, D. Virgílio Antunes, bispo de Coimbra, preside à celebração do perdão, na Sé Nova de Coimbra.

LFS

Mar
15
Sex
Pastoral Universitária: Estudantes da «Missão País» reúnem em «Missa de Ação de Graças»
Mar 15 todo o dia

Lisboa, 07 mar 2019 (Ecclesia) – O projeto católico ‘Missão País’ está a organizar Eucaristias para os seus estudantes universitários agradecerem “o Dom de Deus” e o que viveram durante a semana de missão, nas Diocese de Coimbra, Lisboa e Porto.

A primeira Missa está marcada para este domingo, dia 10 março, no Colégio Rainha Santa Isabel, na Diocese de Coimbra, e o programa, das 17h30 às 20h30, prevê a apresentação do Teatro ‘Missão País’.

Na próxima semana, é na igreja de São Domingos, no Patriarcado de Lisboa, que se vão reunir os missionários universitários num programa que inclui “adoração e Missa de ação de Graças”, respetivamente na sexta-feira e sábado, isto é, entre as 18h00, de 15 de março, até às 13h00 do dia seguinte.

A Sé do Porto recebe os seus estudantes para a ‘Missa de Ação de Graças Missão País’ a partir das 17h30 do domingo, dia 17 deste mês.

A ‘Missão País’ é um projeto católico de universitários que tem como objetivo “levar Jesus às Universidades e evangelizar Portugal” através do testemunho da fé, do serviço e da caridade.

‘E se conhecesses o dom de Deus’ foi o lema deste ano que mobilizou 3200 missionários em 55 missões.

As missões de cada faculdade são lideradas por uma equipa de chefes, responsáveis pelo projeto na sua faculdade e pelo grupo de 50 missionários, e ficam três anos em cada localidade.

A iniciativa do Movimento Apostólico de Schoenstatt, com o propósito de “inspirar gerações que vivam a fé Católica em Missão”, começou com 20 jovens missionários universitários em 2003; em 2015 foram 1800 os missionários organizados em 35 missões, realizadas a nível nacional.

Desde a sua criação já se realizaram 154 missões, segundo dados da Comissão Episcopal Laicado e Família, da Conferência Episcopal Portuguesa, de 2017.

CB

 

Portugal: A Missão País tem o poder de deixar um «legado de juventude católica»

Mar
16
Sáb
Pastoral Universitária: Estudantes da «Missão País» reúnem em «Missa de Ação de Graças»
Mar 16 todo o dia

Lisboa, 07 mar 2019 (Ecclesia) – O projeto católico ‘Missão País’ está a organizar Eucaristias para os seus estudantes universitários agradecerem “o Dom de Deus” e o que viveram durante a semana de missão, nas Diocese de Coimbra, Lisboa e Porto.

A primeira Missa está marcada para este domingo, dia 10 março, no Colégio Rainha Santa Isabel, na Diocese de Coimbra, e o programa, das 17h30 às 20h30, prevê a apresentação do Teatro ‘Missão País’.

Na próxima semana, é na igreja de São Domingos, no Patriarcado de Lisboa, que se vão reunir os missionários universitários num programa que inclui “adoração e Missa de ação de Graças”, respetivamente na sexta-feira e sábado, isto é, entre as 18h00, de 15 de março, até às 13h00 do dia seguinte.

A Sé do Porto recebe os seus estudantes para a ‘Missa de Ação de Graças Missão País’ a partir das 17h30 do domingo, dia 17 deste mês.

A ‘Missão País’ é um projeto católico de universitários que tem como objetivo “levar Jesus às Universidades e evangelizar Portugal” através do testemunho da fé, do serviço e da caridade.

‘E se conhecesses o dom de Deus’ foi o lema deste ano que mobilizou 3200 missionários em 55 missões.

As missões de cada faculdade são lideradas por uma equipa de chefes, responsáveis pelo projeto na sua faculdade e pelo grupo de 50 missionários, e ficam três anos em cada localidade.

A iniciativa do Movimento Apostólico de Schoenstatt, com o propósito de “inspirar gerações que vivam a fé Católica em Missão”, começou com 20 jovens missionários universitários em 2003; em 2015 foram 1800 os missionários organizados em 35 missões, realizadas a nível nacional.

Desde a sua criação já se realizaram 154 missões, segundo dados da Comissão Episcopal Laicado e Família, da Conferência Episcopal Portuguesa, de 2017.

CB

 

Portugal: A Missão País tem o poder de deixar um «legado de juventude católica»

Mar
17
Dom
Pastoral Universitária: Estudantes da «Missão País» reúnem em «Missa de Ação de Graças»
Mar 17 todo o dia

Lisboa, 07 mar 2019 (Ecclesia) – O projeto católico ‘Missão País’ está a organizar Eucaristias para os seus estudantes universitários agradecerem “o Dom de Deus” e o que viveram durante a semana de missão, nas Diocese de Coimbra, Lisboa e Porto.

A primeira Missa está marcada para este domingo, dia 10 março, no Colégio Rainha Santa Isabel, na Diocese de Coimbra, e o programa, das 17h30 às 20h30, prevê a apresentação do Teatro ‘Missão País’.

Na próxima semana, é na igreja de São Domingos, no Patriarcado de Lisboa, que se vão reunir os missionários universitários num programa que inclui “adoração e Missa de ação de Graças”, respetivamente na sexta-feira e sábado, isto é, entre as 18h00, de 15 de março, até às 13h00 do dia seguinte.

A Sé do Porto recebe os seus estudantes para a ‘Missa de Ação de Graças Missão País’ a partir das 17h30 do domingo, dia 17 deste mês.

A ‘Missão País’ é um projeto católico de universitários que tem como objetivo “levar Jesus às Universidades e evangelizar Portugal” através do testemunho da fé, do serviço e da caridade.

‘E se conhecesses o dom de Deus’ foi o lema deste ano que mobilizou 3200 missionários em 55 missões.

As missões de cada faculdade são lideradas por uma equipa de chefes, responsáveis pelo projeto na sua faculdade e pelo grupo de 50 missionários, e ficam três anos em cada localidade.

A iniciativa do Movimento Apostólico de Schoenstatt, com o propósito de “inspirar gerações que vivam a fé Católica em Missão”, começou com 20 jovens missionários universitários em 2003; em 2015 foram 1800 os missionários organizados em 35 missões, realizadas a nível nacional.

Desde a sua criação já se realizaram 154 missões, segundo dados da Comissão Episcopal Laicado e Família, da Conferência Episcopal Portuguesa, de 2017.

CB

 

Portugal: A Missão País tem o poder de deixar um «legado de juventude católica»

Mar
18
Seg
Coimbra: Recordar José Dias da Silva e conversar sobre Doutrina Social da Igreja
Mar 18@21:30

Coimbra, 15 mar 2019 (Ecclesia) – A Comunidade de Acolhimento Cristão João XXIII e o Instituto Universitário Justiça e Paz (IUJP) de Coimbra estão a realizar conversas sobre Doutrina Social da Igreja sendo a próxima a 18 deste mês.

O padre José Manuel Pereira de Almeida e Álvaro Laborinho Lúcio são os oradores neste colóquio, que se realiza no auditório do IUJP, às 21h30, e tem como tema «Destino universal dos bens», realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A última conversa sobre Doutrina Social da Igreja, dia 15 de abril, tem como tema a «Opção pelos pobres» sendo a reflexão feita por Teresa Vasconcelos e Sérgio Aires., lê-se na nota.

As tertúlias anteriores realizaram-se a 21 de janeiro e 11 de fevereiro e tiveram como temas «Dignidade da Pessoa» e «Bem comum».

Esta iniciativa serve para recordar o papel do leigo de Coimbra, José Dias da Silva, (1942-2013) na divulgação da Doutrina Social da Igreja.

LFS

Mar
19
Ter
Coimbra: Visita pastoral de D. Virgílio Antunes à Paróquia de São José
Mar 19_Mar 24 todo o dia

Coimbra, 20 mar 2019 (Ecclesia) – A Paróquia de São José, em Coimbra, acolhe em visita pastoral, de 19 a 24 deste mês, D. Virgílio Antunes.

Ao longo destes dias, D. Virgílio Antunes vai visitar algumas instituições localizadas nesta paróquia da cidade de Coimbra: “APAV – vítimas de violência”; “Centro Acolhimento João Paulo II – com ação a nível da pobreza e exclusão social”; “Encontro com os jovens da paróquia numa altura em que Portugal se prepara para as JMJ” e  as “Escolas Secundárias Infanta Dona Maria e Avelar Brotero”, lê-se no programa enviado à Agência ECCLESIA.

A terminar a visita pastoral à Diocese de Coimbra, iniciada em Novembro de 2012, D. Virgílio Antunes vai ao encontro da comunidade de São José, “a maior paróquia da Diocese, situada num território com cerca de 40 000 habitantes e com um número habitual de participantes nas missas dominicais próximo dos 2000”.

A paróquia de São José, criada a 16 de julho de 1932, é constituída por uma grande comunidade de cristãos que realizam a sua vocação cristã no serviço à Igreja e ao próximo e oferece uma enorme diversidade de celebrações litúrgicas e serviços de vivência da fé, num programa intenso, organizado e criativo, que prima pela qualidade e profundidade da mensagem e ação.

LFS

Mar
21
Qui
Coimbra: Cáritas diocesana vai apoiar refugiados e imigrantes com solidariedade de peditório público
Mar 21_Mar 24 todo o dia

Coimbra, 12 mar 2019 (Ecclesia) – A Cáritas Diocesana de Coimbra vai ajudar os imigrantes, através do Centro de Acolhimento João Paulo II, com o valor que vai angariar no peditório público, entre 21 e 24 de março, na Semana Nacional Cáritas 2019.

Num comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, a instituição “apela à cooperação de toda a população”, através do seu contributo, para que se alcance “um verdadeiro desenvolvimento humano, alicerçado na defesa do bem comum e na construção de uma cultura de paz”.

“Abraçar todos aqueles que tiveram de abandonar o seu lar por estarem à mercê de fatores estruturais e contingentes – os Imigrantes”, é propósito da Cáritas Diocesana de Coimbra com a solidariedade angariada no peditório público, entre 21 e 24 deste mês.

A instituição caritativa Católica explica que se vai associar ao Centro de Acolhimento João Paulo II, na Paróquia de São José em Coimbra, “colaborando e potenciando” um trabalho que já está a ser feito no terreno junto desta população, “com reconhecido mérito”, através do Projeto ‘Apoio Imigrante’, revertendo para este Centro a totalidade da quantia angariada.

A Cáritas Diocesana de Coimbra e o centro têm apoiado pessoas que deixam “famílias e países à procura de melhores condições”, como os casos recentes de imigrantes da Venezuela, que, “desde 2015, se tem deparado com uma crise económica profunda”.

‘Juntos numa só família humana’ é o tema da Semana Nacional Cáritas 2019, que começa no próximo dia 17 de março, e do programa faz parte um peditório nacional, que se realiza com a colaboração de voluntários, para diversos projetos sociais.

A Cáritas Diocesana de Coimbra informa ainda que no peditório público de 2018 angariaram mais de 16 mil euros (16.484,15€) para apoiar estudantes universitários com “notória carência económica”, através da “participação ativa” de 340 voluntários, em 48 superfícies comerciais e mercados, em 15 concelhos da diocese.

Neste contexto, contabiliza que no atual ano letivo (2018/2019) foram atribuídas 16 bolsas de estudo, no valor de 11.908,83€, e restam 4.842,79€.

CB

Coimbra: Conferências quaresmais sobre o acolhimento
Mar 21@21:00

Coimbra, 28 fev 2019 (Ecclesia) – O arciprestado de Coimbra Urbana promove, durante o tempo da Quaresma, reflexões sobre o tema bíblico «Acolhei-vos uns aos outros» que se realizam no salão de São José, às 21h00, naquela cidade.

A primeira conferência quaresmal, dia 14 de março, tem como tema «Acolher na comunidade cristã» e vai ser proferida pelo padre Amaro Gonçalo, da Diocese do Porto, sendo o segundo encontro (21 março) subordinado ao tema «Acolher o descartado» com entrevistas a Marta Neves (Associação Ergue-Te); Justina Dias (Equipamento Farol – Cáritas) e Ana Figueiredo (Associação Saúde em Português), refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

«Acolher o idoso» é o tema das entrevistas a Marisol Simões e Armando Garcia (Centro de acolhimento João Paulo II) e a Cristina Correia (Conferências Vicentinas de Coimbra) no dia 28 de março e o bispo emérito de Viseu, D. Ilídio Leandro, profere, dia 04 de abril, uma conferência sobre «Acolher a diferença em família».

No dia 11 de abril, D. Virgílio Antunes, bispo de Coimbra, preside à celebração do perdão, na Sé Nova de Coimbra.

LFS

Mar
23
Sáb
Jesuítas: Colóquio sobre «O que guardas no coração?»
Mar 23 todo o dia

Coimbra, 20 mar 2019 (Ecclesia) – O Centro Universitário Manuel da Nóbrega (CUMN), em Coimbra, organiza o encontro «Fé e Cultura», dia 23 de março, que tem como tema «O que guardas no coração?».

Esta atividade do centro que é orientado pelos padres jesuítas e destinado a todos os estudantes realiza-se no auditório da Reitoria da Universidade de Coimbra e vai ser “um dia de conversas para desintoxicar em três atos: Centrar, Consertar e Concentrar”, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

O programa procura “ajudar a focar no essencial, conhecer exemplos práticos de como descomplicar, promover a dimensão espiritual da vida e ir ao encontro da verdadeira identidade para guardar no coração o que for, de facto, preci(o)so”, acrescenta a nota.

Álvaro Laborinho Lúcio, Paula Moura Pinheiro, Jacinto Lucas Pires, Kiko Martins, Eduardo Sá, Luis Patrício e Amélia Souto Moura são alguns dos oradores desta iniciativa.

O encontro «Fé e Cultura» destina-se a um público vasto (crente, não crente e em busca) que com “abertura de coração deseje entrar em diálogo com os contributos dos vários convidados”.

LFS

Coimbra: Cáritas diocesana organiza uma caminhada pelos migrantes do mundo
Mar 23@20:30_22:00

Coimbra, 18 mar 2019 (Ecclesia) – Enquadrado na celebração da Semana Nacional Cáritas (17 a 24 deste mês), o organismo da Diocese de Coimbra vai promover, dia 23 de março um encontro noturno para a comunidade.

Esta iniciativa consiste numa “caminhada solidária com o objetivo de homenagear e relembrar os migrantes de todo o mundo que tiveram que abandonar o seu lar”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Tal como o peditório público, que irá decorrer nos dias 21 e 24 de março, também a caminhada assenta na temática “Juntos numa só família humana” e tem como principal objetivo a sensibilização da comunidade em geral para um olhar mais humanizado sobre as pessoas em mobilidade, associando-nos aos seus sofrimentos e múltiplas dificuldades, lê-se.

A concentração será às 20h30 no Largo da Portagem, onde irá ser entregue a cada participante uma vela simbólica sob o mote de “acolher, proteger, promover e integrar os migrantes e refugiados”, promovendo desta forma uma oportunidade de diálogo e de encontro.

Às 21h00 será dado início à caminhada noturna com o percurso Parque Manuel Braga, Ponte Pedro e Inês e Mosteiro de Santa Clara, terminando aqui com um momento musical.

LFS