Calendário

[wcp-carousel id=”90845″]

Jul
10
Qua
Beja: Diocese vai celebrar 250 anos da sua restauração
Jul 10 todo o dia

Programa das comemorações é apresentado esta quarta-feira, 10 de julho

Beja, 08 jul 2019 (Ecclesia) – A diocese de Beja prepara-se para a celebração dos 250 anos da sua restauração, reconhecendo uma “história difícil e dramática” mas que importa assinalar junto do povo que “deseja e precisa da mãe Igreja”.

“A Igreja sempre foi mãe, neste novo contexto sublinha a dimensão da maternidade, porque as pessoas no fundo, desejam e precisam dessa maternidade. Estas festividades poderão ajudar nesse sentido”, explica à Agência ECCLESIA D. João Marcos, bispo diocesano desde 2016, que fará a apresentação pública das comemorações na tarde do dia 10.

“Estamos num tempo novo, de término e início de outras. Vamos devagarinho, mas há vida, há festa”, sublinha, recordando uma nota escrita aos diocesanos onde convida “diocesanos e não diocesanos” para um programa de celebração, com início marcado para 1 de dezembro e encerramento a 22 de novembro de 2020.

Para contar a história da diocese estará patente uma exposição, na pousada de São Francisco, desde 1 de março a 9 de maio, que será objeto de visita dos seis arciprestados de Beja.

A par da exposição, estão previstas conferências com convidados que falarão da história mas também do futuro da diocese, a última a cargo do Arcebispo de Évora, D. Senra Coelho, sobre «Como olhar hoje e que lição tirar dos fatores e circunstâncias culturais, sociais, políticas e religiosas explicativas da descristianização do Alentejo no passado?»

Reconhece D. João Marcos a raiz católica de muitos diocesanos mas, afirma, “a semente não germinou”.

“A maioria das pessoas reconhece-se católica e foi batizada, apesar de essa semente não ter germinado. Esse é o problema deste Portugal que temos hoje, dos católicos portugueses que somos e desta diocese”, lamenta.

O bispo titular desde 2016 acredita que conhecer a história da diocese irá ajudar os cristãos a um relacionamento e prática mais assídua, contando para isso com a publicação, “em setembro”, de um livro da autoria do padre Luís Taborda, pároco de Castro Verde, e o cónego António Aparício.

O próximo ano vai ainda ser marcado pela oração.

“A diocese é convidada a praticar a oração: nas laudes, vésperas, antes das refeições, orações em família. Vemos que o ir à missa é o único momento de oração dos que praticam e é muito pouco”, lamento o responsável.

Numa carta dirigida aos diocesanos, D. João Marcos aponta a diocese como um terreno a ser “semeado”.

“A diocese é hoje um grande terreno que precisa de ser lavrado e semeado para produzir uma seara nova. Estas festas dos 250 anos da restauração da diocese deverão marcar o início desse tempo novo”, afirma.

LS

Jul
11
Qui
Igreja/Património: Ciclo de concertos «Música nas Catedrais 2019»
Jul 11@21:30

Lisboa, 09 jul 2019 (Ecclesia) – O Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja e a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) promovem, de 28 deste mês a 26 de julho, às 21h30, a primeira edição do ciclo «Música nas Catedrais»

Esta iniciativa, que se enquadra no projeto nacional Rota das Catedrais, é coordenada pelo Teatro Nacional de São Carlos, que assegura diretamente alguns concertos através do Coro do Teatro Nacional de São Carlos, em colaboração com a Orquestra Clássica do Sul, a Orquestra Filarmonia das Beiras e a Orquestra do Norte, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O próximo concerto, esta quinta-feira (11 julho), realiza-se na Sé de Beja e tem como protagonistas o Coro do Teatro Nacional de São Carlos.

No dia seguinte (12 julho), o mesmo coro atua na Sé de Elvas (Arquidiocese de Évora).

O Coro do Teatro Nacional de São Carlos, um dos “pilares artísticos da única instituição que no nosso país se dedica há mais de dois séculos ao género lírico, propõe-nos uma deambulação pela ópera romântica italiana, sublinhando o facto de a religiosidade ter assumido na mesma uma particular importância”, refere o comunicado.

LFS

Jul
12
Sex
Igreja/Património: Ciclo de concertos «Música nas Catedrais 2019»
Jul 12@21:30

Lisboa, 09 jul 2019 (Ecclesia) – O Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja e a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) promovem, de 28 deste mês a 26 de julho, às 21h30, a primeira edição do ciclo «Música nas Catedrais»

Esta iniciativa, que se enquadra no projeto nacional Rota das Catedrais, é coordenada pelo Teatro Nacional de São Carlos, que assegura diretamente alguns concertos através do Coro do Teatro Nacional de São Carlos, em colaboração com a Orquestra Clássica do Sul, a Orquestra Filarmonia das Beiras e a Orquestra do Norte, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O próximo concerto, esta quinta-feira (11 julho), realiza-se na Sé de Beja e tem como protagonistas o Coro do Teatro Nacional de São Carlos.

No dia seguinte (12 julho), o mesmo coro atua na Sé de Elvas (Arquidiocese de Évora).

O Coro do Teatro Nacional de São Carlos, um dos “pilares artísticos da única instituição que no nosso país se dedica há mais de dois séculos ao género lírico, propõe-nos uma deambulação pela ópera romântica italiana, sublinhando o facto de a religiosidade ter assumido na mesma uma particular importância”, refere o comunicado.

LFS

Jul
13
Sáb
Portalegre: Ordenação sacerdotal de André Beato
Jul 13@15:00

Portalegre, 13 jul 2019 (Ecclesia) – A Diocese de Portalegre – Castelo Branco recebe, este sábado, às 16h00, um novo padre com a ordenação presbiteral do diácono André Beato, de Nisa.

A ordenação, na Sé de Portalegre, presidida por D. Antonino Dias, é “um hoje feliz para toda a Igreja, para ele, para a sua família, para toda a comunidade diocesana”, escreveu o bispo de Portalegre – Castelo Branco.

A pastoral juvenil e vocacional “exige acompanhamento e proximidade” e os jovens “querem companheiros de caminho”, para procurarem juntos os “poços de água viva” nos quais podem “saciar a sede de plenitude que muitos deles sentem”, refere D. Antonino Dias.

No seu texto, o bispo de Portalegre – Castelo Branco reconhece que a “pastoral juvenil e vocacional é uma pastoral em saída” por isso “é preciso ir ao encontro dos jovens, não só dos próximos, também dos distantes”.

Com os jovens “é necessário ser perseverante, semear e esperar com paciência que a semente cresça” e a tarefa da Igreja “é semear”.

LFS

 

Portalegre-Castelo Branco: «Quero ser padre como Jesus tendo em atenção os tempos que vivemos» – André Beato

Jul
19
Sex
Igreja/Cultura: Exposição «Paróquia de Santiago de Montalegre – Comunidade Centenária»
Jul 19 todo o dia

Sardoal, 18 jul 2019 (Ecclesia) – A exposição documental «Paróquia de Santiago de Montalegre – Comunidade Centenária» vai ser inaugurada, esta sexta-feira, às 18h30, no Centro Cultural de Sardoal – Espaço Cá da Terra (Diocese de Portalegre – Castelo Branco), que vai estar patente naquele local até ao dia 31 de agosto.

No convite enviado à Agência ECCLESIA refere-se que esta mostra tem patente, através de imagens e documentos, uma centena de anos com vivências comunitárias e a formação da identidade de um povo, lê-se na nota.

LFS

Set
4
Qua
Igreja/Património: Lançamento projeto «Caminhos de Santiago Alentejo e Ribatejo»
Set 4 todo o dia

Santiago do Cacém, 02 set 2019 (Ecclesia) – Na Igreja Matriz de Santiago do Cacém (Diocese de Beja) vai realizar-se, dia 04 deste mês, às 10h00, o lançamento do projeto «Caminhos de Santiago Alentejo e Ribatejo».

O programa desta cerimónia conta com a apresentação do filme promocional e da história dos caminhos, a bênção dos percursos pelo bispo de Beja e dois painéis de debate sob os temas “Os Peregrinos – Desafios e Expectativas” e “Dinamização dos Caminhos – Presente e Futuro”, entre outras iniciativas, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

Dividido em três percursos diferentes o projeto «Caminhos de Santiago Alentejo Ribatejo» visa resgatar a história e o simbolismo da fé e da espiritualidade para peregrinos e caminhantes, através da oferta de experiências que permitam descobrir paisagens, hábitos e tradições populares, mas sobretudo a vivência do património religioso existente no território, ao longo de 1400 quilómetros.

Esta iniciativa conta com presença da secretária de Estado do Turismo, da diretora regional de Cultura do Alentejo, do líder da autarquia local, da comissária do Jacobeu 2021, do ministro regional da Cultura e Turismo da Galiza e do deão da Catedral de Santiago de Compostela (Espanha).

LFS

Set
28
Sáb
Beja: Ordenação de diácono na Sé
Set 28@10:30

Beja, 10 set 2019 (Ecclesia) – Na Sé de Beja vai ser, dia 28 deste mês, ordenado diácono o candidato ao presbitério Francisco Diogo Costa Molho.

A celebração, pelas 10h30, vai ser presidida por D. João Marcos, bispo de Beja, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Após a Eucaristia será servido o almoço no refeitório do Seminário de Beja.

LFS

Out
19
Sáb
Portalegre: Irmão David no encontro diocesano de Taizé
Out 19 todo o dia

Portalegre, 25 set 2019 (Ecclesia) – Na localidade de Constância (Diocese de Portalegre – Castelo Branco) vai realizar-se, dia 19 de outubro, o encontro diocesano de Taizé que conta com a presença do irmão David.

No encontro (para jovens com mais de 14 anos e famílias cristãs) conta com a presença do irmão David (elemento da Comunidade de Taizé – França) e será feita a apresentação da nova diretora do Secretariado da Pastoral da Juventude e Vocações, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A atividade começa às 10h00 e durante a noite haverá uma vigília para a comunidade de Constância.

LFS

Out
20
Dom
Igreja/Missões: Homenagem a D. António Barroso em Cernache do Bonjardim
Out 20 todo o dia

Cernache do Bonjardim, 19 set 2019 (Ecclesia) – O bispo português, D. António Barroso (1854-1918), vai ser homenageado, dia 20 de outubro, na localidade de Cernache do Bonjardim (Diocese de Portalegre-Castelo Branco) com o descerramento de uma estátua em bronze.

Na estátua comemorativa – está a ser feita numa fundição em Vila Nova de Gaia – D. António Barroso aparece “com uma enxada na mão e uma cruz na outra”, disse à Agência ECCLESIA o vice-postulador da causa de canonização de D. António Barroso, Amadeu Araújo.

No monumento que fica localizado em frente ao Seminário das Missões em Cernache do Bonjardim vão ficar também inscritos os nomes dos 320 padres que saíram daquele seminário para as missões.

D. António Barroso, considerado como o “Bispo dos Pobres”, foi um dos frequentadores do Colégio das Missões Ultramarinas em Cernache, criado em 1856 por Sá da Bandeira e encerrado em 1912 por Afonso Costa.

Entre estas datas a casa foi frequentada por cinco mil homens e desses foram ordenados 320 padres.

Na sessão comemorativa vão estar presentes os bispos portugueses.

LFS

Porto: D. António Barroso pode vir a ser declarado «missionário modelo»

 

Out
27
Dom
Portalegre: Jornada Missionária e apresentação do Plano Pastoral
Out 27 todo o dia

Portalegre, 11 out 2019 (Ecclesia) – O encerramento do mês missionário na Diocese de Portalegre – Castelo Branco realiza-se a 27 deste mês com uma jornada e a apresentação do Plano Pastoral para 2019/20.

O inicio é no largo da Sé, às 10h, oração inicial e acolhimento.

No fim, os participantes serão distribuídos em três grupos etários, os mais novos estarão no auditório das tapeçarias, os jovens no mercado municipal e os adultos no auditório da câmara municipal., estes três programas durarão até as 12h30

Esta atividade diocesana decorre na Sé de Portalegre e é presidida por D. Antonino Dias, Bispo de Portalegre – Castelo Branco, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

LFS

Nov
16
Sáb
Portalegre: Encontro de jovens sobre «Para quem sou eu?»
Nov 16@15:00_21:00

Portalegre, 12 nov 2019 (Ecclesia) – O Seminário Maior de Portalegre vai acolher, dia 16 deste mês, entre 15h00 e as 21h00, um encontro de jovens sobre «Para quem sou eu?».

Esta interrogação/desafio que o Papa Francisco, na exortação «Cristo Vive», convida os jovens a fazerem é a proposta lançada também pelo Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil aos jovens daquela diocese.

Este encontro está enquadrado na Semana de oração pelos seminários que decorre de 10 a 17 de novembro e à noite (entre as 20h00 e as 21h00), realiza-se uma vigília de oração aberta a toda a comunidade diocesana, onde se rezará pelos seminários.

LFS

Nov
30
Sáb
Igreja/Natal: Idanha mostra exposição «Presépios de Barcelos»
Nov 30@19:00

Idanha, 29 nov 2019 (Ecclesia) – A exposição «Presépios de Barcelos» vai ser inaugurada, este sábado (30 de novembro), no Fórum Cultural de Idanha-a-Nova, e é constituída por dezenas de peças dos “mais conceituados ceramistas portugueses”.

Os presépios expostos no Forum Cultural, no figurado de Barcelos, eram pertença do colecionador Rui Sequeira, natural de Portalegre, hoje na posse da Diocese de Portalegre-Castelo-Branco, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Até 16 de fevereiro de 2020, em Idanha-a-Nova (Diocese de Portalegre – Castelo Branco) vai estar “a valiosa exposição” de alguns artistas de Barcelos: Ana Baraça, Carlos Baraça, Fernando Baraça, Júlia Côta, Júlia Ramalho, Maria Helena da Cruz, Mistério, Mistério filho, Mistério neto e Rosalina Baraça.

Rui Sequeira foi um dos “mais qualificados presepistas portugueses e a nível internacional” e doou à Diocese de Portalegre-Castelo Branco, não só este espólio ali apresentado, mas também “um apreciável e diversificado conjunto de outras representações presepiais de artistas de Estremoz, Vila Nova de Gaia, Coimbra, Caldas da Rainha e Mafra”.

Inclui a mesma coleção também presépios de quase todos os países do Mundo.

A inauguração está prevista para as 19h00 naquele espaço na zona histórica da Vila, numa organização da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova e da Comissão de Gestão do Património Religioso da Diocese de Portalegre-Castelo Branco.

LFS

Dez
1
Dom
Beja: Diocese vai celebrar 250 anos da sua restauração
Dez 1 todo o dia

Programa das comemorações é apresentado esta quarta-feira, 10 de julho

Beja, 08 jul 2019 (Ecclesia) – A diocese de Beja prepara-se para a celebração dos 250 anos da sua restauração, reconhecendo uma “história difícil e dramática” mas que importa assinalar junto do povo que “deseja e precisa da mãe Igreja”.

“A Igreja sempre foi mãe, neste novo contexto sublinha a dimensão da maternidade, porque as pessoas no fundo, desejam e precisam dessa maternidade. Estas festividades poderão ajudar nesse sentido”, explica à Agência ECCLESIA D. João Marcos, bispo diocesano desde 2016, que fará a apresentação pública das comemorações na tarde do dia 10.

“Estamos num tempo novo, de término e início de outras. Vamos devagarinho, mas há vida, há festa”, sublinha, recordando uma nota escrita aos diocesanos onde convida “diocesanos e não diocesanos” para um programa de celebração, com início marcado para 1 de dezembro e encerramento a 22 de novembro de 2020.

Para contar a história da diocese estará patente uma exposição, na pousada de São Francisco, desde 1 de março a 9 de maio, que será objeto de visita dos seis arciprestados de Beja.

A par da exposição, estão previstas conferências com convidados que falarão da história mas também do futuro da diocese, a última a cargo do Arcebispo de Évora, D. Senra Coelho, sobre «Como olhar hoje e que lição tirar dos fatores e circunstâncias culturais, sociais, políticas e religiosas explicativas da descristianização do Alentejo no passado?»

Reconhece D. João Marcos a raiz católica de muitos diocesanos mas, afirma, “a semente não germinou”.

“A maioria das pessoas reconhece-se católica e foi batizada, apesar de essa semente não ter germinado. Esse é o problema deste Portugal que temos hoje, dos católicos portugueses que somos e desta diocese”, lamenta.

O bispo titular desde 2016 acredita que conhecer a história da diocese irá ajudar os cristãos a um relacionamento e prática mais assídua, contando para isso com a publicação, “em setembro”, de um livro da autoria do padre Luís Taborda, pároco de Castro Verde, e o cónego António Aparício.

O próximo ano vai ainda ser marcado pela oração.

“A diocese é convidada a praticar a oração: nas laudes, vésperas, antes das refeições, orações em família. Vemos que o ir à missa é o único momento de oração dos que praticam e é muito pouco”, lamento o responsável.

Numa carta dirigida aos diocesanos, D. João Marcos aponta a diocese como um terreno a ser “semeado”.

“A diocese é hoje um grande terreno que precisa de ser lavrado e semeado para produzir uma seara nova. Estas festas dos 250 anos da restauração da diocese deverão marcar o início desse tempo novo”, afirma.

LS

Dez
6
Sex
Igreja/Natal: Exposição «Presépios do mundo – O imaginário Sul-Americano»
Dez 6@17:00

Sardoal, 28 nov 2019 (Ecclesia) – A Câmara Municipal do Sardoal promove a exposição «Presépios do mundo – O imaginário Sul-Americano» que vai ser inaugurada, às 17h00, do dia 06 de dezembro.

Após a concentração, às 17h00, no edifício da câmara municipal, os participantes podem visualizar os presépios nas capelas daquela vila da Diocese de Portalegre – Castelo Branco, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A mostra «Presépios do mundo – O imaginário Sul-Americano» vai estar patente, até 11 de janeiro, no Centro Cultural Gil Vicente (Sardoal) e fazem parte da coleção Rui Sequeira.

LFS

Dez
8
Dom
Igreja/Natal: Exposição de presépios «Encontrareis um Menino» no Crato
Dez 8 todo o dia

Crato, 03 dez 2019 (Ecclesia) – A Casa Museu Padre Belo no Crato (Diocese de Portalegre – Castelo Branco) vai ter exposto, de 08 de dezembro a 06 de janeiro de 2020, a exposição de presépios «Encontrareis um Menino».

Naquele espaço, de terça-feira a domingo, vão estar patentes presépios das coleções Padre Belo e Rui Sequeira, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Esta iniciativa é promovida pela Santa Casa da Misericórdia do Crato e pela Comissão de Gestão do Património Religioso da Diocese de Portalegre – Castelo Branco.

LFS