Calendário

[wcp-carousel id=”90845″]

Nov
16
Sáb
Coimbra: D. Virgílio Antunes preside à celebração da dedicação da catedral
Nov 16@18:00

Coimbra, 12 nov 2019 (Ecclesia) – O bispo de Coimbra, D. Virgílio Antunes, preside, este sábado (16 de novembro) à celebração da dedicação da catedral daquela diocese.

Na Sé Velha, às 18h00 D. Virgílio Antunes preside à eucaristia da dedicação da Igreja catedral, “a mãe de todos as igrejas da diocese, expressão da identidade, da história e da construção do Povo de Deus em Coimbra, dedicada a Santa Maria de Coimbra”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A Sé Velha de Coimbra localiza-se na freguesia da Almedina, na cidade e constitui um dos edifícios em estilo românico mais importantes do país.

Após a transferência da sede episcopal desde Conimbriga, no século V, a Catedral de Coimbra conheceu inúmeras vicissitudes históricas e manteve-se como pedra angular e sinal perene da comunhão da Igreja diocesana até aos nossos dias.

LFS

Igreja/Cultura: Igrejas da Diocese do Algarve recebem festival de órgão
Nov 16@21:30

Faro, 30 out 2019 (Ecclesia) – As igrejas de Faro, Portimão, Loulé (Boliqueime) e Tavira, na Diocese do Algarve, vão receber concertos do Festival de Órgão 2019, sempre às 21h30, da Associação Música XXI, de 1 a 30 de novembro.

Na informação enviada à Agência ECCLESIA, o jornal ‘Folha de Domingo’ adianta que ao todo são 15 apresentações, com sete organistas e vários cantores/instrumentistas distribuídos por 12 concertos, um concerto pedagógico, uma apresentação de alunos da Escola de Órgão e uma Missa acompanhada ao órgão.

“Procurando reforçar a relação próxima da comunidade com o evento, avançamos este ano com os ensaios abertos à população e convidamos os entusiastas do órgão na região a apresentarem-se em concerto”, adianta a organização, a Associação Música XXI.

O primeiro concerto é com o organista Gyula Szilágyi e o Coral Adágio na interpretação do Magnificat de João Rodrigues Esteves, esta sexta-feira, 1 de novembro, na igreja matriz de Portimão.

Esta igreja vai receber também música de câmara para órgão e voz, respetivamente com André Ferreira e Teresa Duarte no programa ‘Do lamento à exaltação’, no dia 8 do próximo mês.

Em Faro, os concertos começam com um solo de Gyula Szilágyi – música ibérica, italiana e inglesa – no sábado, dia 2, na Sé; E a 9 de novembro a apresentação da Missa da Coroação de Mozart, com o organista André Ferreira e o Coral Ossónoba.

Em Tavira, Inês Machado e Sara Pedro apresentam um programa de exaltação da voz feminina, no dia 15, na igreja da Misericórdia.

A igreja do Carmo (Faro) também recebe dois concertos, no dia 16 com Rui Paiva e o quarteto de cordas Arabesco, que apresentam sons dos séculos XVII e XVIII, e a 23 de novembro o concerto para órgão e dois sopranos, por António Duarte, Ana Paula Russo e Ariana Russo.

Uma ‘Viagem pela Europa musical: dos Descobrimentos à Ópera Italiana’, com a organista Célia Tavares, é apresentada a 22 de novembro, na igreja de Santiago, em Tavira, que recebe Javier Artigas e os Ministriles de Marsias no dia 29.

“A terminar os concertos em Faro, convidámos o organista espanhol Javier Artigas e os Ministriles de Marsias, conjunto de instrumentos históricos de sopro habitual nas capelas das catedrais, para uma autêntica batalha musical na Igreja da Sé com tientos, glosas, pangelinguas e ensaladas”, salienta a organização sobre o dia 30 de novembro.

A Sé do Algarve vai receber também as atividades extra-concertos a 12.ª edição do Festival de Órgão: Concerto pedagógico para crianças, às 10h00, de 14 de novembro; o concerto de alunos da escola de órgão da Sé, 16h00, dia 17, e à mesma hora, mas dia 24, a Eucaristia acompanhada ao órgão de tubos.

Entre outras instituições, o festival conta com a parceria do Cabido da Sé de Faro, da Ordem Terceira de Nossa Senhora do Carmo de Faro, das paróquias de Portimão, Boliqueime e Tavira e da Misericórdia de Tavira, refere o jornal da Diocese do Algarve.

CB

Nov
17
Dom
Fátima: Santuário assinala III Dia Mundial dos Pobres com a Cáritas Diocesana de Viseu
Nov 17 todo o dia
Fátima: Santuário assinala III Dia Mundial dos Pobres com a Cáritas Diocesana de Viseu

Fátima, 17 nov 2019 (Ecclesia) – O Santuário de Fátima vai associar-se hoje ao Dia Mundial dos Pobres, instituído pelo Papa Francisco, promovendo uma peregrinação que integra um grupo de 70 pessoas, indicado pela Cáritas Diocesana de Viseu.

“Seguindo o exemplo do Papa Francisco que habitualmente, a seguir à missa dominical, convida um grupo de pessoas pobres para almoçar, o Santuário decidiu assinalar este dia formulando um convite a uma instituição diocesana, fora da Diocese de Leiria-Fátima, para peregrinar até à Cova da Iria, ficando as despesas da deslocação, incluindo a refeição, por conta do Santuário”, indica uma nota da instituição, enviada à Agência ECCLESIA.

O grupo de Viseu vai ser acompanhado pelo bispo emérito da diocese, D. Ilídio Leandro.

A celebração do III Dia Mundial dos Pobres acontece este ano a 17 de novembro, penúltimo domingo do calendário litúrgico católico.

À Imagem dos anos anteriores, o Papa vai almoçar com um grupo de 1500 pobres, da Itália e vários países europeus, no auditório Paulo VI, do Vaticano, após a Missa na Basílica de São Pedro.

OC

Vaticano: Papa denuncia «túnel» sem fim da miséria e alerta para insustentabilidade de sistema que exclui maior parte da humanidade

Leiria: Cáritas diocesana promove caminhada solidária
Nov 17@10:00

Leiria, 14 nov 2019 (Ecclesia) – A Cáritas da Diocese de Leiria promove, dia 17 deste mês, uma caminhada solidária cujas receitas provenientes destinam-se ao apoio na dinamização dos projetos sociais desenvolvidos pela instituição.

O ponto de partida, pelas 10h00, é no Mercado Santana, e os participantes vão percorrer 07km por vários pontos da cidade de Leiria, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

“Conscientes da importância da promoção do exercício físico”, esta iniciativa pretende “sensibilizar a população para hábitos de vida mais saudáveis”, realça o comunicado.

Esta iniciativa tem, este ano, como madrinha a atleta leiriense Evelise Veiga.

LFS

Barcelos: Restos mortais de D. António Barroso trasladados para a igreja paroquial de Santa Marinha de Remelhe
Nov 17@16:00_18:00

Fotos Agência ECCLESIA/PR

Barcelos, 16 nov 2019 (Ecclesia) – O arcebispo de Braga preside este domingo à trasladação dos restos mortais de D. António Barroso do cemitério da freguesia de Remelhe para a igreja paroquial de Santa Marinha de Remelhe.

“A urna será colocada agora no interior da igreja paroquial de Santa Marinha de Remelhe, num espaço especialmente preparado pelo arquiteto António Veiga Araújo, a fim de receber a visita dos devotos e admiradores do bispo missionário”, refere um comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

De acordo com o comunicado, para além do arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, vai estar presente o bispo do Porto e presidente da Comissão Episcopal Missão e Nova Evangelização, D. Manuel Linda, que “integram um cortejo com familiares do falecido bispo missionário que sairá”, que sairá pelas 16:00 horas do cemitério de Remelhe.

Natural de Remelhe, em Barcelos, D. António Barroso nasceu no dia 5 de novembro de 1854 e morreu no dia 31 de agosto de 1918, no Porto, com 63 anos.

Considerado como o “Bispo dos Pobres”, foi um dos frequentadores do Colégio das Missões Ultramarinas, em Cernache, criado em 1856 por Sá da Bandeira e encerrado em 1912 por Afonso Costa.

O Colégio das Missões foi frequentada por cinco mil homens e desses foram ordenados 320 padres, cujos nomes ficam inscritos na estátua de homenagem a D. António Barroso, um dos frequentadores deste colégio, inaugurada por ocasião do encerramento do Ano Missionário em Portugal, em outubro de 2019.

Considerado um dos maiores pensadores da missão do século XIX, D. António Barroso promoveu a renovação do Colégio das Missões Ultramarinas e foi precursor da Sociedade Portuguesa das Missões Católicas Ultramarinas, atualmente designada por Sociedade Missionária da Boa Nova, fundada por Pio XI em 1930.

D. António Barroso foi missionário no Congo, bispo em Moçambique, entre 1891 e 1997, depois bispo de São Tomé de Meliapor, na Índia, entre 1887 e 1889, e bispo do Porto desde 1889 e até 1918.

Como bispo do Porto na transição para o século XX e na emergência da República, D. António Barroso afirmou a autonomia da esfera religiosa diante da política, expressa na “Pastoral do Episcopado Português” de 1911, que motivou a sua prisão, em 1914 e em 1917.

PR

Ano Missionário: Estátua de D. António Barroso é uma homenagem à missionação portuguesa (c/fotos)

Algarve: Caritas Diocesana comemora 62 anos de atividade com ciclo de conferências
Nov 17@21:00

D. Manuel Quintas preside uma Eucaristia no Dia Mundial do Pobre, a 17 de novembro

Faro, 15 out 2019 (Ecclesia) – A Cáritas Diocesana do Algarve vai assinalar os seus 62 anos de existência, e os 50 anos do centro infantil, a partir desta sexta-feira, com um ciclo de conferências até 7 de dezembro, sempre às 21h00.

Uma nota enviada à Agência ECCLESIA informa que a conferência inaugural vai ser proferida pelo professor catedrático José Eduardo Borges de Pinho, da Faculdade de Teologia, da Universidade Católica Portuguesa, às 21h00 desta sexta-feira, no auditório da Biblioteca Municipal de Tavira.

O Gabinete de Informação da Diocese do Algarve adianta que o ciclo de conferências vai percorrer as quatro vigararias da diocese e o professor universitário Juan Ambrosio vai falar dia 8 de novembro, em Loulé.

O presidente da Cáritas Portuguesa, Eugénio Fonseca, é o orador seguinte, no dia 15 do próximo mês, em Faro.

Os 62 anos da Cáritas Diocesana do Algarve e os 50 anos do centro infantil vão ser assinalados com uma Eucaristia, presidida pelo bispo D. Manuel Quintas, pelas 12h15, de 17 de novembro, Dia Mundial do Pobre, na Sé de Faro.

A conferência de encerramento vai ser realizada pelo padre José Manuel Pereira de Almeida, vice-reitor da Universidade Católica Portuguesa, dia 7 de dezembro, em Portimão.

A nota de imprensa informa também que a Cáritas algarvia vai realizar uma campanha de Natal e a manifestação de rua é a 21 de dezembro, na Paróquia das Ferreiras.

Para o próximo ano 2020, já estão agendadas as Jornadas de Ação Sociocaritativa, que têm lugar a 7 de março, no Centro Pastoral da Diocese do Algarve, em Ferragudo.

No Algarve foi criado o Conselho Consultivo da Cáritas Diocesana, que visa “ajudar a direção a tomar conhecimento da realidade em cada uma das vigararias e, posteriormente, à promoção de ações vocacionadas para essas realidades”, adiantou o presidente da instituição Carlos Oliveira.

CB/OC

Igreja/Cultura: Igrejas da Diocese do Algarve recebem festival de órgão
Nov 17@21:30

Faro, 30 out 2019 (Ecclesia) – As igrejas de Faro, Portimão, Loulé (Boliqueime) e Tavira, na Diocese do Algarve, vão receber concertos do Festival de Órgão 2019, sempre às 21h30, da Associação Música XXI, de 1 a 30 de novembro.

Na informação enviada à Agência ECCLESIA, o jornal ‘Folha de Domingo’ adianta que ao todo são 15 apresentações, com sete organistas e vários cantores/instrumentistas distribuídos por 12 concertos, um concerto pedagógico, uma apresentação de alunos da Escola de Órgão e uma Missa acompanhada ao órgão.

“Procurando reforçar a relação próxima da comunidade com o evento, avançamos este ano com os ensaios abertos à população e convidamos os entusiastas do órgão na região a apresentarem-se em concerto”, adianta a organização, a Associação Música XXI.

O primeiro concerto é com o organista Gyula Szilágyi e o Coral Adágio na interpretação do Magnificat de João Rodrigues Esteves, esta sexta-feira, 1 de novembro, na igreja matriz de Portimão.

Esta igreja vai receber também música de câmara para órgão e voz, respetivamente com André Ferreira e Teresa Duarte no programa ‘Do lamento à exaltação’, no dia 8 do próximo mês.

Em Faro, os concertos começam com um solo de Gyula Szilágyi – música ibérica, italiana e inglesa – no sábado, dia 2, na Sé; E a 9 de novembro a apresentação da Missa da Coroação de Mozart, com o organista André Ferreira e o Coral Ossónoba.

Em Tavira, Inês Machado e Sara Pedro apresentam um programa de exaltação da voz feminina, no dia 15, na igreja da Misericórdia.

A igreja do Carmo (Faro) também recebe dois concertos, no dia 16 com Rui Paiva e o quarteto de cordas Arabesco, que apresentam sons dos séculos XVII e XVIII, e a 23 de novembro o concerto para órgão e dois sopranos, por António Duarte, Ana Paula Russo e Ariana Russo.

Uma ‘Viagem pela Europa musical: dos Descobrimentos à Ópera Italiana’, com a organista Célia Tavares, é apresentada a 22 de novembro, na igreja de Santiago, em Tavira, que recebe Javier Artigas e os Ministriles de Marsias no dia 29.

“A terminar os concertos em Faro, convidámos o organista espanhol Javier Artigas e os Ministriles de Marsias, conjunto de instrumentos históricos de sopro habitual nas capelas das catedrais, para uma autêntica batalha musical na Igreja da Sé com tientos, glosas, pangelinguas e ensaladas”, salienta a organização sobre o dia 30 de novembro.

A Sé do Algarve vai receber também as atividades extra-concertos a 12.ª edição do Festival de Órgão: Concerto pedagógico para crianças, às 10h00, de 14 de novembro; o concerto de alunos da escola de órgão da Sé, 16h00, dia 17, e à mesma hora, mas dia 24, a Eucaristia acompanhada ao órgão de tubos.

Entre outras instituições, o festival conta com a parceria do Cabido da Sé de Faro, da Ordem Terceira de Nossa Senhora do Carmo de Faro, das paróquias de Portimão, Boliqueime e Tavira e da Misericórdia de Tavira, refere o jornal da Diocese do Algarve.

CB

Nov
18
Seg
Igreja/Cultura: Capela do Rato organiza ciclo «Falar da Vida e da Fé»
Nov 18@18:30_19:30

Encontros semanais junta jornalista católicos e pessoas não crentes sobre «diversidade de experiências e procura de sentido»

Lisboa, 04 nov 2019 (Ecclesia) – Começa hoje na Capela do Rato, em Lisboa, uma série de encontros que juntam jornalistas católicos e personalidades distantes da vida eclesial para uma conversa sobre “vida e fé”.

“Em cada encontro um(a) jornalista, ligado(a) à Comunidade, conversa de forma solta e informal com um convidado sobre vida e fé, crença e descrença, diversidade de experiências e procura de sentido, com coordenação de Leonor Xavier”, adianta um comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

O primeiro encontro realiza-se hoje, pelas 18h30, e junta a jornalista Lígia Silveira, da ECCLESIA, ao escritor e humorista Pedro Vieira.

“Pedro Vieira é humorista, ilustrador e romancista, editor do Canal Q, guionista do programa «O Último Apaga a Luz», da RTP3. É responsável pela comunicação do Cinema S. Jorge. O seu último romance intitula-se «Maré Alta»”, apresenta o comunicado.

As sessões realizam-se nas próximas segundas-feiras na Capela de Nossa Senhora da Bonança, em Lisboa.

No dia 11 Leonor Xavier vai estar à conversa com o escritor Rui Zink; uma semana depois, a escritora Alice Vieira recebe o jornalista Nelson Mateus; o dia 25 junta o jornalista António Marujo e a ambientalista Estela Gameiro; o ciclo encerra com o jornalista Jorge Wemans e o cineasta Vicente Jorge Silva.

LS/OC

Nov
19
Ter
Vaticano: Visita do Papa Francisco ao Japão e Tailândia
Nov 19_Nov 26 todo o dia

Cidade do Vaticano, 17 set 2019 (Ecclesia) – O Papa Francisco vai visitar, de 19 a 26 de novembro, a Tailândia e o Japão, na 32ª viagem internacional do atual pontificado.

A convite do governo do Reino da Tailândia e dos bispos católicos, o pontífice visitará o país de 20 a 23 de novembro; o mesmo convite foi feito pelo governo e o episcopado do Japão, para uma viagem que decorre de 23 a 26 de novembro, com passagens pelas cidades de Tóquio, Nagasáqui e Hiroxima.

Francisco tinha manifestado a intenção de visitar o Japão a 12 de setembro de 2018, num encontro com membros da associação “Tensho Kenoh Shisetsu Kenshoukai”: “Gostaria de anunciar a minha vontade de visitar o Japão no próximo ano. Esperemos que se possa realizar”.

A viagem do Papa ao Japão é a primeira de um pontífice desde 1981, quando João Paulo II visitou o país, e a segunda na história.

LFS

Vaticano: Papa vai visitar o Japão, cumprindo sonho antigo

 

Coimbra: Concerto solidário apoia estudantes universitários
Nov 19@21:30

Coimbra, 31 out 2019 (Ecclesia) – O Instituto Justiça e Paz de Coimbra promove, dia 19 de novembro, às 21h30, um concerto solidário com António Zambujo, André Sardet e Luís Travassos.

Esta iniciativa realiza-se no grande auditório do Convento São Francisco, em Coimbra, e destina-se ao Fundo Solidário de apoio aos estudantes do Ensino Superior em dificuldades económicas, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O Fundo Solidário vive apenas de donativos e este concerto constitui-se como um dos momentos mais importantes de recolha de fundos para continuar a atingir os seus objetivos.

“Valorizando a especificidade de cada pedido de ajuda e procurando encontrar um apoio satisfatório para cada estudante”, o Fundo alerta e mobiliza também toda a comunidade “para esta problemática, defende a igualdade de oportunidades na frequência do Ensino

Superior, combate o abandono escolar e promove o aproveitamento e a prossecução dos estudos”, lê-se.

LFS

Nov
20
Qua
Évora: Celebração em memória pelas vítimas no colapso da estrada municipal 255
Nov 20@18:30_19:30

Évora, 19 nov 2019 (Ecclesia) – O Arcebispo de Évora, D. Francisco José Senra Coelho, vai presidir, esta quarta-feira, à Eucaristia de 1º aniversário pelos cinco falecidos no colapso de um troço da estrada municipal 255 entre Borba e Vila Viçosa.

A celebração da Eucaristia, pelas 18h30, é na Igreja de São Bartolomeu, em Vila Viçosa, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Na tarde de 19 de Novembro de 2018, um troço de cerca de 100 metros da Estrada Municipal (EM) 255, entre Borba e Vila Viçosa, colapsou, devido ao deslizamento de um grande volume de rochas, blocos de mármore e terra para o interior de duas pedreiras, provocando cinco mortos.

As vítimas mortais foram dois operários de uma empresa de extração de mármore, na pedreira que estava ativa, e outros três homens ocupantes de duas viaturas automóveis que seguiam no troço da estrada que ruiu e que caíram para o plano de água da pedreira sem atividade.

LFS

Leiria: Conversa sobre o fim da vida no CAES à quarta-feira
Nov 20@21:00

Leiria, 18 nov 2019 (Ecclesia) – O Serviço da Pastoral do Ensino Superior da Diocese de Leiria-Fátima promove, dia 20 deste mês, às 21h00, uma conversa sobre o fim da vida.

À quarta-feira, os estudantes do Ensino Superior de Leiria já sabem que é dia de CAES (Centro de Apoio ao Ensino Superior) e neste dia alguns oradores vão falar e pensar as “grandes questões acerca do fim da vida”, no Seminário de Leiria, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Com a presença de alguns elementos da Equipa Intra-Hospitalar de Suporte em Cuidados Paliativos do Hospital e Leiria (uma médica, duas enfermeiras e uma assistente social) e do padre Pedro Viva, capelão do hospital, pretendem proporcionar “um serão durante o qual podem aprofundar as grandes questões ligadas ao fim da vida, desde a sua vivência, ao suporte oferecido, passando pelas grandes questões éticas que estão na ordem do dia”.

LFS

Nov
21
Qui
Igreja/Saúde: Congresso de Cuidados Continuados e Paliativos centrado no «Investir no Futuro»
Nov 21_Nov 22 todo o dia

Lisboa, 19 nov 2019 (Ecclesia) – O II congresso de cuidados continuados e paliativos promovido pela Ordem Hospitaleira de São João de Deus realiza-se, dias 21 e 22 deste mês, em Lisboa, e tem como tema «Investir no Futuro».

Nesta iniciativa que decorre no auditório do Instituto S. João de Deus (Lisboa) o «Programa Humaniza» impulsionado pela Fundação «la Caixa», implementado em outubro de 2018 em Portugal vai apresentar os seus resultados no segundo dia de trabalhos, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

O «Programa Humaniza» permitiu a criação de 10 de equipas de apoio psicossocial a nível nacional.

Nesse dia pretende-se divulgar a metodologia de intervenção implementada e dar a conhecer os resultados até agora alcançados, com a presença de Xavier Gomés-Batiste, catedrático de Cuidados Paliativos da Universidade de Vic, Barcelona e ex-acessor da OMS para a área dos cuidados paliativos e de Montse Buisan, diretora da área de pobreza e saúde da Fundação «la Caixa».

LFS

PROGRAMA do CONGRESSO

UCP: Curso sobre «Hermenêuticas das leituras do Tempo de Advento»
Nov 21@18:30_20:30

Lisboa, 16 out 2019 (Ecclesia) – A Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa propõe um itinerário de formação, em regime presencial, dedicado ao tema «À Espera do Messias. Hermenêuticas das leituras do Tempo de Advento».

O curso decorre de 07 de novembro a 12 de dezembro, em Lisboa, e está estruturado em 6 sessões, à quinta-feira, entre as 18h30 e as 20h30, lê-se no programa enviado à Agência ECCLESIA.

A iniciativa tem a coordenação científica do biblista e frade franciscano João Lourenço e as inscrições decorrem desde 06 deste mês.

LFS

Nov
22
Sex
Publicações: Lançamento da obra «As Ideias Políticas e Sociais de Jesus Cristo»
Nov 22 todo o dia

Lisboa, 19 nov 2019 (Ecclesia) – A obra «As Ideias Políticas e Sociais de Jesus Cristo» de Diogo Freitas do Amaral vai ser lançada a 22 de novembro

O “novo e último” livro de Diogo Freitas do Amaral, debruça-se sobre a história do “pensamento político e as ideias de Jesus Cristo e o seu impacto na forma como os pensadores desenvolveram as suas correntes e teorias ao longo dos séculos”, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

Tendo como ponto de partida os quatro evangelhos que foram o Novo Testamento e respeitando o contexto histórico, Diogo Freitas do Amaral faz uma análise política e social, refletindo sobre a sua pertinência nos dias de hoje.

Diogo Freitas do Amaral faleceu a 3 de outubro de 2019, e o País homenageou-o com honras militares, num reconhecimento sentido a um dos pais da Democracia portuguesa. As Ideias Políticas e Sociais de Jesus Cristo é o seu último trabalho, ao qual se dedicou nos últimos anos.

LFS