Calendário

[wcp-carousel id=”90845″]

Mar
6
Qua
Funchal: Pastoral familiar propõe caminhada «Das Cinzas ao Pentecostes»
Mar 6 todo o dia

Funchal, 01 mar 2019 (Ecclesia) – O Secretariado da Pastoral da Família da Diocese do Funchal propõe uma caminhada das Cinzas ao Pentecostes às comunidades cristãs sob o lema «A cada passo, dar o melhor de nós!».

A caminhada começa a 06 de março (Quarta-feira de Cinzas) e encerra no dia 18 de maio na Paróquia da Atouguia com uma a festa “Família de Famílias”, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

Na celebração de tomada de posse de D. Nuno Brás como bispo do Funchal, o prelado referiu que “a fé, a novidade do Evangelho, chegou a estas ilhas há muitos séculos” e deu origem “a uma Igreja diocesana; comunidades cristãs vivas; famílias que transmitem a Fé aos seus filhos”, realça.

LFS

Abr
10
Qua
Funchal: Diocese vai homenagear D. António Carrilho
Abr 10_Abr 11 todo o dia

Foto Agência ECCLESIA / MC

Funchal, Madeira, 06 abr 2019 (Ecclesia) – A Diocese do Funchal vai homenagear o seu bispo emérito, D. António Carrilho, pelos 12 anos em que foi responsável por esta Igreja local, e pelos seus 77 anos de vida, nos dias 10 e 11 de abril.

“Com Maria-Mãe, Nossa Senhora do Monte, agradecemos ao Senhor o seu empenho e incansável zelo pastoral na nossa Diocese, que serviu com tanta dedicação e sabedoria, simplicidade e alegria, generosidade e amor”, escreveu o vigário geral da diocese insular.

Na mensagem enviada hoje à Agência ECCLESIA, pelo gabinete de informação diocesano, o cónego José Fiel de Sousa convida os sacerdotes e consagrados, os cristãos da Madeira e do Porto Santo, a participarem nos atos de um programa de “profundo reconhecimento e gratidão”.

O atual bispo do Funchal, D. Nuno Brás (que tomou posse como 33.º bispo diocesano a 17 de fevereiro), também vai estar presente na “justa homenagem” a D. António Carrilho que consta na apresentação do livro ‘Memória e gratidão’ e um momento musical, às 19h30, de 10 de abril, na igreja do Colégio, e no dia seguinte, uma solene concelebração da Eucaristia, pelas 18h00, na Sé.

Uma Missa para “agradecer e homenagear” o bispo emérito pelo “dom da vida e fecundo ministério episcopal” no arquipélago da Madeira, onde durante doze anos “esteve à frente da querida Diocese do Funchal”.

No dia 12 de janeiro, o Papa aceitou a renúncia apresentada por D. António Carrilho como bispo do Funchal, que em 2017 atingiu idade determinada pelo Direito Canónico (75 anos) para a resignação ao cargo.

O prelado foi nomeado pelo agora Papa emérito Bento XVI, em março de 2007, para suceder a D. Teodoro de Faria.

Em declarações à Agência ECCLESIA, assinalou que a visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima durante sete meses, entre 2009 e 2010, a comemoração dos 500 anos da Diocese do Funchal e dos 500 anos da Catedral diocesana foram os três projetos que marcaram o seu episcopado como bispo do Funchal.

D. António Carrilho foi ordenado padre em 1965 e esteve 12 anos como sacerdote no Algarve; Foi nomeado cónego do Cabido Catedralício da Sé de Faro a 25 de março de 1996 e tomou posse a 2 de fevereiro desse ano.

Depois desse período, esteve integrado em vários serviços da Conferência Episcopal Portuguesa, em Lisboa, nomeadamente enquanto diretor do Secretariado Nacional da Educação Cristã e do Secretariado Geral.

Em 1999 foi ordenado bispo na igreja de São Pedro do Mar, em Quarteira, tendo como lema episcopal ‘Faz-te ao Largo’, depois de ter sido nomeado para auxiliar do Porto, onde esteve oito anos.

CB

Madeira: Três «apostas pastorais» e três desastres naturais marcam o episcopado de D. António Carrilho como bispo do Funchal (c/vídeo)

Abr
11
Qui
Madeira: Homenagem a D. António Carrilho
Abr 11 todo o dia

Foto Agência ECCLESIA / MC

Funchal, 05 fev 2019 (Ecclesia) – A Diocese do Funchal vai homenagear, dia 11 de abril, D. António Carrilho – dia em que faz 77 anos – com uma celebração na catedral.

O administrador apostólico do Funchal esteve cerca de 12 anos na Diocese do Funchal e vai ser substituído a 17 deste mês por D. Nuno Brás, até agora bispo auxiliar de Lisboa, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

“Com Maria, Nossa Senhora do Monte, agradecemos ao Senhor os quase doze anos de serviço pastoral à nossa Diocese do Funchal, que ele serviu com tanta dedicação, sabedoria, alegria, generosidade e amor”, realça uma missiva assinada pelo cónego José Fiel de Sousa, vigário geral da Diocese do Funchal.

Este “gesto de gratidão” vai ter a presença do novo bispo D. Nuno Brás, que, “deste modo, deseja associar-se, com grande alegria, a esta justa homenagem do povo de Deus”.

LFS

Mai
1
Qua
Funchal: Cristãos da Ilha da Madeira celebram o voto de São Tiago Menor
Mai 1 todo o dia

Funchal, 24 abr 2019 (Ecclesia) – A Diocese do Funchal e a edilidade local celebram, dia 01 de maio, o voto de São Tiago Menor com uma procissão desde a Sé até à Igreja paroquial do Socorro, em Santa Maria Maior.

Esta procissão do voto ao “nosso padroeiro está integrada nos 600 anos dos Descobrimentos da Madeira e do Porto Santo”, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A personalidade do povo madeirense “sempre foi moldada por situações dolorosas, tais como: ataques dos piratas, epidemias, aluviões e mais recentemente os incêndios”.

Este mesmo povo, em “horas de amargura”, nunca deixou de recorrer à proteção do Céu, nomeadamente, quando “a peste assolou a população, nas primeiras décadas do século XVI”.

A caminho da celebração dos 500 anos, daquele longínquo 01 de maio de 1521, quando “a peste dizimava a vida de tantos madeirenses”, nesse mesmo dia “todo o povo de Deus, clero e autoridades, reunidos, na Sé do Funchal, elegeram São Tiago, como Padroeiro da cidade do Funchal”, revela o comunicado.

Como “sinal de gratidão” fez-se a promessa de construir uma Igreja em sua honra e fazer uma procissão que, atualmente, se realiza entre a Sé e a Igreja de Santa Maria Maior, que está denominada como procissão o «Voto de São Tiago».

LFS

Mai
14
Ter
Funchal: D. Nuno Brás reflete sobre o desafio de ser cristão na Europa
Mai 14@19:30

Funchal, 03 mai 2019 (Ecclesia) – O bispo do Funchal, D. Nuno Brás, vai proferir uma conferência, dia 14 deste mês, às 19h30, na Ilha da Madeira, sobre «O desafio de ser cristão, na Europa de hoje».

Esta iniciativa, promovida pela Plataforma de Movimentos «Juntos pela Europa», na Diocese do Funchal, serve para assinalar o Dia da Europa e realiza-se na Igreja do Colégio.

Participa também no evento o Coro da Universidade Sénior do Funchal, dirigido pela Maestrina, Benvinda Carvalho.

LFS

Mai
18
Sáb
Funchal: Dia Diocesano da Família convida «a cada passo dar o melhor»
Mai 18@12:00

Funchal, Madeira, 10 mai 2019 (Ecclesia) – O Secretariado Diocesano da Família do Funchal vai promover a sua jornada anual, que começa na paróquia de S. Francisco Xavier, a partir das 12h00, e termina na igreja do Atouguia, no dia 18 de maio.

Na informação enviada hoje à Agência ECCLESIA, o programa começa por sugerir a visita a “locais de testemunho” relacionados com “vidas de referência que marcam a identidade cristã”, como o convento de São Bernardino, o mosteiro das Irmãs Clarissas, o monumento Beato Carlos, a Casa de Saúde São João de Deus, e um momento de Oração.

Às 12h00, o ponto de encontro da Jornada Diocesana da Família do Funchal é na Paróquia de S. Francisco Xavier, onde estão previstas com apresentações diversas.

Meia hora depois saem em caminhada até a igreja do Atouguia, um percurso marcado pela reflexão, oração e um “sinal ao mundo”, as paróquias e movimentos são convidados a construir tochas e as lanternas.

Às 13h30 está prevista chegada à igreja do Atouguia onde vão ser apresentadas as tochas e as lanternas, a tarde começa com a animação musical dos “The Grumpies” e jogos familiares com os escuteiros.

A jornada da família termina com a Eucaristia, presidida pelo bispo do Funchal D. Nuno Brás, que conta com a animada da “Orquestra de Bandolins de Câmara de Lobos” e “Coro Lux Aeterna”, a partir das 15h30.

CB

Mai
31
Sex
EMRC: Encontro dos alunos da Ilha Madeira ao ritmo da missão
Mai 31 todo o dia

Image generated by GPL Ghostscript (device=pnmraw)

Funchal, 30 mai 2019 (Ecclesia) – O encontro regional de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) da Diocese do Funchal realiza-se a 31 de maio, no Parque Temático da Madeira, e tem como tema «EMRC em Missão!».

Nesta iniciativa, organizada pelo Departamento do Ensino da Igreja nas Escolas, vão “estar presentes 18 escolas dos 2º e 3º Ciclos dos Ensinos Básico e Secundário da Região Autónoma Madeira e cerca de 900 alunos”, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A festa dos alunos de EMRC conta com a presença de D. Nuno Brás, bispo do Funchal, e haverá muita música e momentos lúdicos.

Os alunos da escola de APEL e as alunas do Clube Master Voice da Escola Básica e Secundária Bispo D. Manuel Ferreira Cabral – Santana vão mostrar os seus dotes musicais e vocais.

LFS

Publicações: ACEGE da Madeira promove a apresentação do livro «Cenas de Deus»
Mai 31_Jun 1 todo o dia

Funchal, 17 mai 2019 (Ecclesia) – Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE) da Madeira promove a apresentação do livro «Cenas de Deus» de D. Nuno Brás, bispo do Funchal.

A apresentação acontece num almoço da ACEGE Madeira (dia 31 de maio) e na Feira do Livro do Funchal (01 de junho) e será feita pelo professor Pedro Barbas Homem, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O bispo do Funchal, D. Nuno Brás, escreveu o livro «Cenas de Deus – Retratos e coisas da vida» editado pela editora Princípia que contém 180 textos que foram publicados semana após semana no jornal «Voz da Verdade»

Uma obra de “leitura fácil e de conteúdo profundo que pode muito bem acompanhar o caminho de todo o leitor que não se cansou de fazer duas perguntas: “onde está Deus?” e “quem é Deus?”.

LFS

Jun
10
Seg
Madeira: D. António Carrilho condecorado com a Ordem do Infante D. Henrique
Jun 10@11:30

Foto Agência ECCLESIA / MC

Funchal, Madeira, 07 jun 2019 (Ecclesia) – O bispo emérito do Funchal, D. António Carrilho, recebe, dia 10 de junho, o grau de Grande-oficial da Ordem do Infante D. Henrique atribuído pelo presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

As condecorações serão impostas pelo representante da República para a Região Autónoma da Madeira, por delegação do presidente da República, em cerimónia solene, a realizar pelas 11h30, no próximo dia 10 de junho — Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas— no Palácio de São Lourenço, na capital madeirense.

Em comunicado enviado à Agência Ecclesia, a Diocese do Funchal, que em abril homenageou D. António Carrilho pelos 12 anos em que foi responsável por esta Igreja local e pelos seus 77 anos de vida, “regozija-se vivamente com esta distinção” concedida ao bispo emérito.

LFS

Madeira: Presidente da República Portuguesa condecora D. António Carrilho

 

Jun
12
Qua
Madeira: 505 anos da criação da diocese do Funchal
Jun 12@18:00

Funchal, Madeira, 12 jun 2019 (Ecclesia) – O bispo do Funchal, D. Nuno Brás, preside, hoje, às 18h00, à celebração dos 505 anos da criação da Diocese do Funchal (Madeira).

Após a missa, o bispo diocesano vai “colocar no monumento dos 500 Anos da diocese madeirense uma coroa de flores”, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

A Diocese do Funchal foi criada pela Bula Pro Excellenti de 12 de junho de 1514, do Papa Leão X, transferindo de Tomar toda a jurisdição espiritual para a Ilha da Madeira.

LFS

Jun
19
Qua
Igreja/Cultura: Conferência sobre o bispo madeirense D. Estêvão de Alencastre
Jun 19@18:00

Funchal, Madeira, 18 jun 2019 (Ecclesia) – O bispo madeirense D. Estêvão de Alencastre vai ser tema de uma preleção, esta terça-feira, às 18h00, no Teatro Municipal Dias (Funchal – Ilha da Madeira).

Esta iniciativa está integrada no ciclo «Conferências do Teatro – Madeira de A a Z» e tem como oradora Susana Caldeira, lê-se no programa enviado à Agência ECCLESIA.

Para além da abordagem sobre o bispo madeirense que exerceu o seu múnus episcopal no Havai, Gregório Gouveia falará com o tema «Advocacia».

O Bispo do Hawai, como ficou conhecido D. Estevão de Alencastre, nasceu na Ilha do Porto Santo (Bairro da Vila) no dia 3 de Novembro de 1876 e foi com os pais, tal como milhares de madeirenses, para o Havai.

D. Estevão de Alencastre teve um papel relevante na história da congregação missionária dos Sagrados Corações de Jesus e Maria.

O seu episcopado ficou marcado pelo “aumento dos clérigos e de paróquias em todos os distritos havaianos, pela construção de novas igrejas e pela remodelação da Catedral de Nossa Senhora da Paz em Honolulu, e ainda pelo seu empenho na educação e formação católica dos jovens residentes em Havai, independentemente da nacionalidade ou descendência”, realça a nota.

LFS

Jun
26
Qua
Funchal: Coleção sobre o património religioso do concelho da Calheta
Jun 26 todo o dia

Funchal, Madeira, 24 jun 2019 (Ecclesia) – O Centro de Estudos e Desenvolvimento, Educação, Cultura e Social da Calheta (Diocese do Funchal) lança, dia 26 deste mês, uma “coleção inédita sobre o património religioso” daquele concelho.

O primeiro volume é referente à freguesia do Arco da Calheta, nomeadamente às paróquias do Loreto e do Arco da Calheta, intitula-se “Arco da Calheta, património religioso e alguns aspectos do quotidiano”, uma investigação do professor Paulo Ladeira, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A apresentação vai ser feita pelo bispo do Funchal, D. Nuno Brás, e pela historiadora do CLEPUL, Cristina Trindade, e conta com a presença do presidente da Câmara Municipal da Calheta, Carlos Teles e do secretário Regional da Educação, Jorge Carvalho

O lançamento, na igreja paroquial do Arco da Calheta, faz parte das comemorações dos 517 anos de elevação a Vila do Município da Calheta e no livro, ao longo de 25 capítulos e 336 páginas, ilustrado com fotografias e um mapa, é apresentado o resultado da investigação ao património religioso, edificado na freguesia, desde os finais do século XV até à actualidade.

Um dos capítulos do livro é de autoria do professor Manuel da Silva Leça e intitula-se “Arco da Calheta – costumes religiosos e sociais nesta freguesia, nos anos de 1930 a 1950”.

O prefácio é do bispo do Funchal, D. Nuno Brás, e o posfácio é do professor madeirense José Eduardo Franco, Diretor CIDH – Cátedra Infante Dom Henrique para os Estudos Insulares Atlânticos e a Globalização da Universidade Aberta/CLEPUL – Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

LFS

Jul
1
Seg
Funchal: Figuras católicas agraciadas no Dia da Região
Jul 1 todo o dia

DR

Funchal, Madeira, 25 jun 2019 (Ecclesia) – O padre salesiano Fernando Eusébio de Castro e as Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus vão ser galardoados, dia 01 de julho, pelo Governo Regional da Madeira no dia em que se celebra o Dia da Região.

Na cerimónia que decorre no Fórum Machico o padre salesiano Fernando Eusébio de Castro recebe, a título póstumo, a Insígnia Autonómica de Distinção, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Entre as 10 Insígnias Autonómica de Bons Serviços que serão impostas no próximo dia 1 de Julho, uma delas é atribuída às Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus, nas duas instituições que gerem na Região (Casa de Saúde Câmara Pestana e Centro de Reabilitação Psicopedagógica da Sagrada Família).

O historiador Alberto Vieira, falecido a 25 de fevereiro do corrente ano, receberá, a título póstumo, a mais alta condecoração regional: a Insígnia Autonómica de Valor.

As Insígnias Honoríficas Madeirenses, cujo regime jurídico foi aprovado em 2003, visam distinguir, em vida ou a título póstumo, os cidadãos, coletividades ou instituições que se notabilizarem por méritos pessoais ou institucionais, atos, feitos cívicos ou serviços prestados à Região.

Desde então, por ocasião das comemorações do «Dia da Região e das Comunidades Madeirenses», assinalado a 01 de julho de cada ano, são distinguidos pelo Governo Regional aqueles que, de acordo com o que está definido na referida legislação, deram o seu contributo à Madeira e à sua população.

LFS

 

Jul
24
Qua
Férias: Juventude convidada a viver um «verão hospitaleiro» com S. João de Deus
Jul 24_Jul 31 todo o dia

«Compromisso, solidariedade, serviço, oração» são as propostas para os Campos de Férias

Lisboa, 04 jul 2019 (Ecclesia) – A Juventude Hospitaleira vai promover campos de férias onde os jovens podem experimentar algo que “os ajude a ver o mundo de forma diferente”, durante as férias de verão, entre julho e setembro, em Portugal continental e ilhas.

“No programa há várias dinâmicas que contagiam o jovem com o vírus da hospitalidade, sobretudo o contacto real com pessoas diferentes ao mesmo tempo iguais, algo que entusiasma muito os jovens que se deixam tocar pelo sofrimento do outro”, disse o padre Alberto Mendes em declarações à Agência ECCLESIA.

O sacerdote explica que na iniciativa ‘Verão Hospitaleiro com S. João de Deus’ os jovens vão “descobrindo como é bom estar inteiramente para o outro que precisa” e, normalmente, os participantes querem “repetir a experiência e até a viver mais a hospitalidade no seu dia-a-dia”.

A Juventude Hospitaleira informa que ‘compromisso, solidariedade, serviço, oração’ são palavras-chave para os campos de férias que vão tornar o “verão inesquecível” e a primeira semana, entre 24 e 31 de julho, é na Casa de Saúde do Telhal, no Concelho de Sintra, e “há sempre surpresas” no programa da iniciativa que vai ser replicada na Arquidiocese de Braga, regressa ao Patriarcado de Lisboa e realiza-se também nas Dioceses de Angra e Funchal.

“No Telhal, concretamente, temos a oportunidade de ter instalações próprias, um centro da juventude, mesmo ao lado das pessoas que precisam da ajuda voluntária e solidária dos jovens, onde podem fazer o seu dia-a-dia durante uma semana sem ir a casa”, assinala o padre Alberto Mendes.

Os jovens vão participar em atividades de voluntariado com doentes de foro psiquiátrico, “concretamente de animação, convívio e ajuda em pequenas atividades” e o sacerdote dos Irmãos de São João de Deus acrescenta que também há “momentos de formação, oração e partilha com dinâmicas”.

A Juventude Hospitaleira, movimento juvenil católico, foi fundada pelos Irmãos de São João de Deus e pelas Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus, em 1988, e, segundo o entrevistado, o carisma da hospitalidade “continua a ser muito importante” no mundo.

“Através de pequenos gestos podemos fazer a diferença tornando-nos mais próximos das pessoas, dando mais sentido a muitas vidas que, por vezes, parece que andam sem norte”, salientou o padre Alberto Mendes.

CB/

Jul
27
Sáb
Funchal: Bispo preside à ordenação de dois sacerdotes
Jul 27@10:00

Foto Diocese do Funchal

Funchal, 09 jul 2019 (Ecclesia) – O bispo do Funchal, D. Nuno Brás, vai presidir à celebração da ordenação sacerdotal de André João Freitas Pinheiro e Marco Augusto Barros de Abreu, no próximo dia 27, a partir das 10h00 na Sé.

A Diocese do Funchal informa que dois dias antes da ordenação presbiteral, a 25 de julho, vai ser celebrada uma Vigília de Oração pelos futuros jovens sacerdotes às 20h00, na igreja do Colégio.

André João Freitas Pinheiro vai celebrar a sua Missa nova no domingo a seguir à ordenação (dia 28 de julho), às 16h00, na igreja paroquial de Santo António

O diácono André Pinheiro depois de ter estudado um ano de Enfermagem, na Escola Superior de Enfermagem de S. José de Clunny, entrou para o Seminário Diocesano do Funchal e foi estudar para o Patriarcado de Lisboa, a 10 de setembro de 2012 para frequentar o ano Propedêutico.

Já Marco Augusto Barros de Abreu celebra a sua Missa nova dia 4 de agosto, às 16h00, na igreja paroquial do Curral das Freiras; Entrou para o seminário diocesano a 19 de setembro de 2008, para o 9.º ano de escolaridade, e passados quatro anos, em 2012, também foi estudar para Lisboa, informa a Diocese do Funchal.

CB