Calendário

[wcp-carousel id=”90845″]

Fev
11
Seg
Viseu: Clero reúne em jornada de atualização teológico-pastoral sobre família e juventude
Fev 11@9:00_Fev 12@16:00

Imagem: Diocese de Viseu

Viseu, 08 fev 2019 (Ecclesia) – A Diocese de Viseu vai dinamizar as jornadas de formação permanente do seu clero, com o tema geral ‘Nas urgências da Família… a emergência da Juventude’, dias 11 e 12 de fevereiro, no auditório do Seminário Maior.

O programa enviado hoje à Agência ECCLESIA, informa que o encontro de atualização teológico-pastoral começa com a reflexão sobre ‘as urgências da Família’ – Abrir o olhar sobre as diversas problemáticas da família, com o padre Virgílio Rodrigues e o diácono Joaquim Cardoso, às 10h00.

Duas horas depois, vão falar sobre ‘o caminho diocesano da pastoral familiar’, e da parte da tarde, a partir das 14h30, sobre questões práticas, nomeadamente ‘Centros Sociais Paroquiais e outros assuntos’, com o padre António Carlos, da Diocese da Guarda.

No dia seguinte, 12 de fevereiro, os sacerdotes viseenses centram-se na ‘emergência da Juventude’, com a apresentação do Documento Final do Sínodo dos Bispos dedicado aos Jovens, com o padre António Jorge.

A partir das 12h00, o debate é sobre ‘Caminhos de acompanhamento dos jovens no amadurecimento da fé no discernimento vocacional’, com o padre Paulo Vicente, que participou nas duas últimas edições internacionais da Jornada Mundial da Juventude, em Cracóvia e no Panamá, presididas pelo Papa Francisco, respetivamente em 2016 e 2019, e Fernando Chapeiro, da Comissão Diocesana da Juventude.

As jornadas de formação permanente vão encerrar com a apresentação global do Regulamento Geral da Proteção de Dados, por Lurdes Esteves, da Paróquia do Campo.

A Diocese de Viseu informa ainda que as inscrições para as jornadas de atualização teológico-pastoral do clero devem ser entregues no seminário até hoje, 8 de fevereiro, para além das alternativas de um formulário online e por telefone.

CB

Mar
18
Seg
Viseu: Semana bíblica sobre «Jovens, Bíblia e Fé»
Mar 18_Mar 21 todo o dia

Viseu, 18 mar 2019 (Ecclesia) – A Diocese de Viseu promove entre hoje e quinta-feira uma Semana Bíblica, no seminário daquela cidade, em sessões que decorrem entre as 20h30 e as 22h30, com o tema «Jovens, Bíblia e Fé».

Esta iniciativa é promovida pelo Secretariado da Educação Cristã da Diocese de Viseu e dá continuidade aos desafios pastorais do biénio 2017-2019, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Ao longo destes dias, frei Domenico Celebrin, da Ordem dos Frades Menores Conventuais da Comunidade de Coimbra e Juan Ambrósio, da Faculdade de Teologia de Lisboa da Universidade Católica Portuguesa, são oradores.

Frei Domenico Celebrin tem como repto desafiar os presentes à vivência da «Lectio Divina», proporcionando um “contacto mais direto e profundo com a Palavra através da meditação e introspeção”.

O professor Juan Ambrósio vai cingir a sua reflexão sobre a «Palavra de Deus, fonte de vida para os Jovens».

LFS

Abr
13
Sáb
Viseu: Assembleia Diocesana de Jovens
Abr 13@10:00_16:00

Viseu, 28 mar 2019 (Ecclesia) – A Diocese de Viseu vai realizar uma assembleia de jovens, onde está previsto um encontro com o bispo D. Luciano Cordeiro, no dia 13 de abril, no Santuário do Senhor dos Caminhos, em Rãs, no Sátão.

‘Jovem, põe-te a caminho!’ é o tema/convite da Assembleia Diocesana da Juventude de Viseu onde têm como objetivos “preparar líderes” que possam escutar e acompanhar jovens “nos níveis arciprestal e paroquial”.

A juventude de Viseu vai promover também a receção do Sínodo dos Bispos 2018, que teve como tema ‘os jovens, a fé e o discernimento vocacional’, e no próximo dia 2 vai ser publicada a Exortação apostólica pós-sinodal do Papa Francisco «Christus Vivit».

“Percorrer o caminho quaresmal com o bispo diocesano” é outro dos objetivos e está previsto um encontro e mensagem de D. Luciano Cordeiro aos jovens.

A assembleia diocesana da juventude de Viseu destina-se aos animadores de jovens, aos catequistas de crismandos e aos “jovens com potencial para ser animadores e catequistas”.

O Santuário do Senhor dos Caminhos, em Rãs, no Sátão, recebe o encontro que começa às 10h00 e termina com a oração de envio às 15h00, de 13 de abril.

A juventude de Viseu até à Jornada Mundial da Juventude de 2022, em Lisboa, está a viver o itinerário ‘A 7km – da JMJ PT2022/da felicidade’, com diversas propostas de encontro e reflexão que mobiliza a “escutar, ver, servir”.

CB

Jun
6
Qui
Vouzela: Exposição «A quem rezamos devoções nas épocas medieval e moderna»
Jun 6@16:00

Vouzela, 06 jul 2019 (Ecclesia) – O Museu Municipal de Vouzela inaugurou hoje a exposição ‘A quem rezamos devoções nas épocas medieval e moderna’, no âmbito da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC), que pode ser visitada até 5 de setembro.

A Diocese de Viseu informa que para sua “valorização” os trabalhos realizados pelos alunos foram integrados com “peças de arte” de algumas paróquias deste território.

A mostra ‘A quem rezamos…’ permitiu aos alunos o estudo de algumas devoções do período medieval e da transição para a Época Moderna e os trabalhos foram realizados em parceria com a disciplina de Educação Visual, por isso, foram também feitos alguns trabalhos de artes plásticas.

A diocese viseense informa que exposição inaugurada esta tarde pode ser visitada até 5 de setembro, no Museu Municipal de Vouzela.

CB

Jul
19
Sex
Igreja/Património: Concerto da Rota das Catedrais na Sé de Viseu
Jul 19 todo o dia

Viseu, 15 jul 2019 (Ecclesia) – A Sé de Viseu vai acolher, dia 19 deste mês, um concerto com a Orquestra Filarmonia das Beiras integrado no projeto nacional Rota das Catedrais.

O Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja e a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) estão a promover, de 28 de junho a 26 de julho, às 21h30, a primeira edição do ciclo «Música nas Catedrais», lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

O concerto na Catedral de Viseu tem como soprano Isabel Alcobia; como contratenor João Paulo Azevedo e no órgão João Santos.

Obras de Johann Sebastian Bach (1685-1750); Georg Friedrich Händel (1685-1759) e Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) vão ser executadas pela Orquestra Filarmonia das Beiras.

A catedral ou Sé de Viseu, que começou a ganhar significado maior com a implantação da nacionalidade, sempre acolheu fraternalmente as diferentes correntes estéticas surgidas no decorrer da sua já tão longa viagem pelo tempo.

LFS

Jul
23
Ter
Viseu: Bispo convida a viver o dia da Dedicação da Catedral
Jul 23@18:00

D. António Luciano adianta também que vão «lembrar os avós» na memória de São Joaquim e Santa Ana

Viseu, 20 jul 2019 (Ecclesia) – O bispo de Viseu convidou os fiéis a viver o dia  da Dedicação da Catedral em “ação de graças, gratidão e em clima de festa”, pelas 18h00 do próximo dia 23 de julho, lembrando o sentido e importância desta igreja.

“Todos os fiéis são convidados para a celebração solene da Eucaristia da Dedicação deste templo; Vivamos este dia em ação de graças, gratidão e em clima de festa”, escreveu D. António Luciano na sua ‘Palavra do Pastor’.

O bispo de Viseu sublinha que convida todos à reunião “à volta do altar da Catedral” para celebrarem festivamente a Eucaristia, “com o perfume da unção espiritual, da oração e da caridade fraterna” o altar “seja sempre um lugar sagrado”, centro aglutinador duma Igreja viva sempre unida ao bispo na “Igreja Mãe da Diocese e em todos os seus espaços e lugares”.

“Somos um povo que caminha junto em experiência sinodal, um povo em missão evangelizadora, um povo em comunhão, um povo em unidade, um povo em renovação. Somos a Igreja de Cristo, “Ele é a Cabeça da Igreja”, nós somos os seus membros em festa de louvor e ação de graças à Santíssima Trindade. Somos um povo que escuta a Palavra de Deus em caminhada de conversão pastoral e atenta às periferias”, desenvolveu.

D. António Luciano lembra que foi neste dia 23 de julho, em 2006, a ordenação episcopal e tomada de posse do bispo emérito D. Ilídio Leandro: “Por quem damos graças a Deus e por quem rezamos para que Deus lhe dê muita saúde e longos anos de vida e ministério. Parabéns! “Ad multos annus”.

“Peço ao povo santo de Deus e a todas as pessoas de boa vontade, que não se esqueçam deste vosso Pastor e Bispo. Rezem por mim, neste primeiro aniversário de presença no meio de vós. Eu, de coração agradecido, também darei graças por cada um de vós”, escreve também.

O bispo de Viseu assinala ainda que no dia 26 de julho, memória de São Joaquim e Santa Ana, pais de Nossa Senhora, vão “lembrar os avós” a quem pediu que ajudem “os netos na caminhada da fé”.

“Ajudai também os vossos filhos a serem bons filhos. Todos, avós, pais e filhos e netos a serdes boas famílias. Também eu rezo por vós e peço a Deus que vos ajude e abençoe. Parabéns, caros avós, por estardes a cumprir com amor e compaixão a vossa missão”, acrescentou D. António Luciano, no artigo publicado no sítio online da Diocese de Viseu.

CB

Ago
6
Ter
Igreja: Bispo de Viseu preside à festa do Senhor Bom Jesus do Pico
Ago 6 todo o dia

Angra do Heroísmo, Açores, 02 jul 2019 (Ecclesia) – O bispo de Viseu, D. António Luciano, vai presidir à “festa principal” do Senhor Bom Jesus Milagroso, “uma das mais emblemáticas manifestações religiosas do Arquipélago dos Açores”, que começam com uma novena a partir de 27 de julho.

“Não se trata de uma festa apenas do Pico mas de todas as ilhas do triângulo (Pico, Faial, São Jorge)”, disse o reitor do Santuário do Senhor Bom Jesus do Pico, o padre Marco Martinho, divulga o sítio diocesano ‘Igreja Açores’.

‘Ai de mim se não evangelizar é mote para as celebrações no santuário diocesano em São Mateus: A “festa principal”, a 6 de agosto, vai ser presidida por D. António Luciano, bispo da Diocese de Viseu que foi nomeado a 3 de maio de 2018.

A novena de preparação que este ano vai ter como pregador o padre Jacob Vasconcelos, diretor do Serviço da Catequese, Evangelização e Missão de Angra, começa dia 27 de julho.

O Senhor Bom Jesus Milagroso “é uma das mais emblemáticas” manifestações religiosas da Diocese de Angra e do Arquipélago dos Açores que conta com a participação de “milhares de forasteiros, sobretudo das ilhas vizinhas e também da diáspora”, entre 27 de julho até 7 de agosto.

O sítio online ‘Igreja Açores’ contextualiza que a festa que remonta a 1862, quando o emigrante Francisco Ferreira Goulart trouxe do Brasil uma imagem do Senhor Bom Jesus, cópia fiel das que se veneram”, mas a devoção que já existia era ao Senhor Crucificado”.

CB