Calendário

[wcp-carousel id=”90845″]

Mar
19
Ter
Vila Real: Exposição missionária «Pelos Caminhos do Mundo»
Mar 19@18:00

Vila Real, 18 mar 2019 (Ecclesia) – A Exposição missionária itinerante «Pelos Caminhos do Mundo» vai estar, de 19 a 31 deste mês, na Sala de Exposições da Santa Casa da Misericórdia de Vila Real.

Esta iniciativa é promovida pelas Obras Missionárias Pontifícias (OMP), Institutos Missionários Ad Gentes (IMAG) e Secretariados Diocesanos das Missões e na abertura, 18h00, vai estar presente D. Amândio Tomás, bispo de Vila Real, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

Da exposição, aberta a todos, crentes ou não e todas as idades, constam três secções: «Um conjunto de 12 roll-ups que aponta para Deus que “faz caminho com as pessoas”»;

«Uma série de objetos que abre o visitante ao encontro de culturas e religiões» e «Um jogo (jogo da glória) que convida à aventura de correr os caminhos do mundo e da Missão. É um jogo para todos mas sobretudo a pensar nas crianças, adolescentes e jovens».

Para celebrar o Centenário (30 de Novembro 1919 – 2019) da Carta Apostólica Maximum Illud de Bento XV, o Papa Francisco declarou Outubro de 2019 como Mês Missionário.

A CEP (Conferência Episcopal Portuguesa), na assembleia plenária de Abril passado, aprovou a nota pastoral “Todos, Tudo e Sempre em Missão”, lançando um ano missionário de Outubro 2018 a Outubro 2019.

LFS

Jun
7
Sex
Vila Real: CNIS promove Festa da Solidariedade
Jun 7 todo o dia

Vila Real, 28 mai 2019 (Ecclesia) – A Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS) promove, dia 07 de junho, em Vila Real, no âmbito da XIII Festa da Solidariedade, o seminário «Garantir os Valores com Sustentabilidade Financeira – Desafio para as Instituições».

O evento, que decorre na parte da manhã nos claustros do edifício do antigo Governo Civil de Vila Real (Largo Conde de Amarante), conta com a participação de Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, Henrique Rodrigues, assessor da direção da CNIS, Marco António Costa, ex-Secretário de Estado da Segurança Social e Nuno Mota Pinto, vogal da Comissão Executiva do Banco Montepio, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

LFS

Jun
30
Dom
Vila Real: Apresentação de D. António Augusto Azevedo à diocese
Jun 30 todo o dia

Vila Real, 27 jun 2019 (Ecclesia) – O novo bispo da Diocese de Vila Real, D. António Augusto Azevedo, vai tomar posse, dia 30 de junho, às 16h00, naquela diocese do norte de Portugal.

No final da eucaristia, D. António Azevedo fica na Sé a receber os cumprimentos das autoridades e convidados, lê-se no comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

O Papa Francisco nomeou D. António Augusto Azevedo bispo da Diocese de Vila Real, a 11 de maio.

Na saudação dirigida aos novos diocesanos, D. António Augusto Azevedo considera “uma grande honra” e “motivo de alegria” ser bispo das gentes de Trás-os-Montes e Alto Douro por quem tem “admiração pelo caráter e a cultura”.

Natural de Avioso, (concelho da Maia – Porto), D. António Augusto Azevedo tem 56 anos, foi ordenado padre a 13 de julho de 1986 e, após o curso de Teologia, estudou Filosofia na Universidade Pontifícia Gregoriana, de Roma.

Antes de ser nomeado bispo auxiliar do Porto, no dia 9 de janeiro de 2016, o sacerdote lecionou na Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa (UCP), no Centro de Cultura Católica e no Curso de Pastoral do Seminário Maior, sempre no Porto, tendo colaborado ainda com a Escola de Direito e da Faculdade de Educação e Psicologia da UCP.

O bispo auxiliar do Porto sucede a D. Amândio Tomás, bispo de Vila Real desde maio de 2011, onde foi também, durante três anos, coadjutor.

LFS

Igreja/Portugal: D. António Augusto Azevedo é o novo bispo de Vila Real

Out
5
Sáb
Vila Real: Dia diocesano do catequista em Vila Pouca de Aguiar
Out 5@9:00_16:00

Vila Real, 04 out 2019 (Ecclesia) – A Diocese de Vila Real vai promover o dia diocesano do catequista, com o tema «Catequese e Missão» entre as 09h00 e as 16h00, este sábado, em Vila Pouca de Aguiar.

Os catequistas vão reunir-se na Igreja Matriz de Vila Pouca de Aguiar, durante a manhã, para conviver, refletir, e partilhar práticas relacionadas com a «Catequese e Missão» e dos trabalhos fazem parte sete temas/workshops, seguidos de um plenário, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Após o almoço convívio, os catequistas voltam a reunir-se às 15h00 para a celebração do compromisso e envio presidida pelo Bispo de Vila Real, D. António Augusto de Oliveira Azevedo.

LFS

Out
25
Sex
Vila Real: Conferência sobre «Liturgia e Catequese» no Centro Católico de Cultura
Out 25@21:00

Foto 360portugal.com

Vila Real, 24 out 2019 (Ecclesia) – O Centro Católico de Cultura de Vila Real retoma, esta sexta-feira, às 21h00, as suas atividades formativas neste ano letivo com uma conferência sobre «Liturgia e Catequese».

O orador é o padre José Cardoso de Almeida, da Diocese de Viseu, que é formado em catequese no Instituto de São Dâmaso, em Madrid, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O ano letivo inicia com uma conferência “aberta a todos, padres e leigos”, tendo como título «Liturgia e Catequese» e vai abordar “as relações entre a prática litúrgica e a catequese em todas as idades, incluindo grupos de jovens, escuteiros, entre outros”, lê-se.

A conferência terá lugar no auditório do Seminário de Vila Real.

LFS

 

Nov
1
Sex
Angra: Paróquia da Lagoa organiza «Pão por Deus» com mais de 200 crianças
Nov 1 todo o dia

#HolyWins2019 desafia catequese do primeiro ao sexto ano, no Dia de Todos os Santos

Angra do Heroísmo, Açores, 31 out 2019 (Ecclesia) – A Paróquia de Santa Cruz da Lagoa, na Diocese de Angra, quer manter a tradição do ‘Pão por Deus’ com mais de 200 crianças que frequentam a catequese, do primeiro ao sexto ano, no dia 1 de novembro.

“É uma nova maneira de atrair as crianças e jovens para uma tradição que é tão cara aos açorianos”, disse o pároco ao sítio ‘Igreja Açores’.

‘#HolyWins2019 – Escolho a Santidade, porque a morte foi vencida!’ é o tema que convida as crianças a irem vestidas como o santo da sua devoção, para receber o Pão Por Deus na Missa das 11h30, esta sexta-feira, Dia de Todos os Santos, na Paróquia de Santa Cruz, na Ouvidoria (arciprestado) da Lagoa, em São Miguel.

“Foi entregue, na última sessão de catequese, um saco de papel, para eles pintarem a seu gosto para no final da celebração colocarem o pão que irão receber pela alma dos nossos defuntos”, adiantou o padre Nuno Maiato.

O pároco revela que não tem “grande expetativa”, porque é o primeiro ano que promove esta iniciativa, mas destaca que “a adesão no momento da interpelação foi boa”.

O sítio online de informação da Diocese de Angra contextualiza que, a tradição do ‘Pão Por Deus’ “continua muito viva nos Açores”, impulsionada sobretudo pelas escolas católicas e por algumas paróquias que organizam atividades, como o #HolyWins2019, “apesar de se estar a perder nalgumas ilhas”.

A tradição do Pão Por Deus remonta a 1756, um ano depois do sismo que devastou Lisboa. A pobreza que atingia a capital agravou-se com a destruição provocada pelo abalo de terra e um ano depois os lisboetas saíram à rua para pedirem Pão por Deus para “matar” a fome.

Nas décadas de 60 e 70, por imposição da ditadura do Estado Novo, o Pão Por Deus só podia ser pedido por crianças, menores de 10 anos e, apenas, até ao meio dia.

Pão, frutos secos e agora guloseimas é o que costuma ser pedido pelos mais novos que, inclusivamente, se arranjam com sacos bem decorados para irem para a rua pedir.

CB