Calendário

[wcp-carousel id=”90845″]

Dez
8
Dom
Igreja/Património: Exposição «Tesouros artísticos da Paróquia de Tavira»
Dez 8@16:00

Tavira, 29 nov 2019 (Ecclesia) – A Paróquia de Tavira vai inaugurar no dia 8 de dezembro a exposição “Assim na terra como no céu”, na Igreja de Santa Maria do Castelo, que mostra a ligação da cidade à fé católica.

De acordo com os curadores da exposição, Marco Lopes, diretor do Museu Municipal de Faro, e Daniel Santana, técnico de património da Câmara Municipal de Tavira, há «uma forte carga religiosa e espiritual, que tem repercussão natural na história, na arquitetura e na arte em Tavira”.

A matriz católica na região descobre-se na “na conquista do território, na administração dos templos, na construção de novos edifícios religiosos e nos hábitos sociais da comunidade local, que participa nos ofícios litúrgicos ou nas procissões”.

De acordo com um comunicado enviado à Agência ECCLESIA a exposição “Assim na terra, como no céu” significa que “a Igreja, enquanto intérprete da vontade divina, estabelece as regras e os comportamentos da sociedade e dos ministros da Fé, traduzindo-os depois numa série de objetos artísticos que devem respeitados e adorados”.

Os visitantes encontram “essencialmente peças de caráter religioso, com funções devocionais, usadas em contexto de cerimónia litúrgica ou como elementos de culto”, explicam Marco Lopes e Daniel Santana.

Desde “pinturas, a imagens religiosas de vulto, passando por extraordinárias peças de arte nanbam, paramentaria, livros e ourivesaria, muitos deles originais de Santa Maria, outros de Santiago e alguns de São Paulo”, todos estarão acessíveis e com informação que explicará a sua origem e função.

“Este núcleo expositivo terá textos explicativos, que desenham um fio condutor entre a história de Tavira e a vida religiosa local, durante os séculos XV e XVIII”, indicam os curadores da exposição, onde as peças não se limitam a exibir “uma legenda lacónica, com data e títulos, mas a uma descrição breve do seu significado histórico e artístico”.

O comunicado de imprensa acrescenta que os  textos serão divulgados também em inglês, uma vez que que a cidade é muito “frequentada por turistas estrangeiros”, anunciando ainda a publicação de um “catálogo, com textos mais desenvolvidos em relação aos temas e às peças em exibição”.

Para o padre Miguel Neto, pároco de Tavira, a exposição insere-se na valorização do património religioso da região e no “trabalho conjunto” que tem promovido para “criar valor”, criando “verdadeiras testemunhas” da história local.

“Acredito que a comunhão se gera no trabalho conjunto, um trabalho sincero, honesto, voltado para a valorização do património, mas também do sentido de comunidade, pois o que mais gostaria, no final do meu percurso por estas terras, era perceber que as pessoas são capazes de abdicar da si mesmas, das suas particulares idiossincrasias, para criarem valor para todos, para serem verdadeiras testemunhas da sua história, da sua tradição, preservando-as”, afirmou.

Desde a sua chegada a Tavira, em 2017, o padre Miguel Neto tem trabalhado na salvaguarda do património religioso, criando recursos que garantam a a sua “fruição e compreensão” e a “sua relação com a história da cidade”, assim como “a segurança e a recuperação deste acervo tão vasto e tão importante”.

“Desde logo que a minha inquietação foi encontrar formas, nomeadamente ao nível dos recursos financeiros, para poder investir num projeto deste tipo”.

O padre Miguel Neto acrescentou que as receitas geradas pela cobrança de entradas nos espaços visitáveis de algumas igrejas de Tavira e a da ARTgilão, que vende produtos regionais, custearam a nova exposição, que não contou com “investimento algum de dinheiro público”.

LFS/PR

Bragança: Ordenação de dois diáconos permanentes na Sé
Dez 8@18:00

Bragança, 02 dez 2019 (Ecclesia) – O bispo da Diocese de Bragança-Miranda, D. José Cordeiro, vai presidir, dia 8 de dezembro, Solenidade da Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria, às 18h00, na catedral, à ordenação de dois diáconos permanentes.

Fernando Manuel Afonso Granjo Vaz, da paróquia de São Pedro de Macedo de Cavaleiros, Unidade Pastoral da Divina Misericórdia e Guilhermino da Silva Morais, da paróquia de São João Batista, Unidade Pastoral da Senhora das Graças fizeram a sua formação no Instituto Diocesano de Estudos Pastorais, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Atualmente, a Diocese de Bragança – Miranda conta com 10 diáconos permanentes que centram a sua atividade na ação pastoral e sócio caritativa.

LFS

Dez
10
Ter
CEP: Conselho Permanente reúne-se em Fátima
Dez 10 todo o dia

Fátima, 09 dez 2019 (Ecclesia) – O Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa reúne-se na manhã desta terça-feira, em Fátima, na Casa Dores daquele santuário.

Pelas 14h30, o secretário da Conferência Episcopal Portuguesa, padre Manuel Barbosa, reúne-se com os jornalistas para partilhar os assuntos debatidos no Conselho Permanente, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

O Conselho Permanente é um órgão delegado da assembleia dos bispos católicos em Portugal, com funções de preparar os seus trabalhos e dar seguimento às suas resoluções, reunindo-se ordinariamente todos os meses.

O Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa é atualmente constituído por D. Manuel Clemente, cardeal-patriarca de Lisboa (presidente da CEP), por D. António Marto (vice-presidente), bispo de Leiria-Fátima, e pelo padre Manuel Barbosa (secretário).

O organismo tem como vogais D. Anacleto Oliveira, bispo de Viana do Castelo; D. Virgílio Antunes, bispo de Coimbra; D. José Ornelas, bispo de Setúbal; D. Antonino Dias, bispo de Portalegre-Castelo Branco; e D. José Cordeiro, bispo de Bragança-Miranda.

LFS

Igreja/Sociedade: Colóquio sobre «A digitalização no mercado de trabalho»
Dez 10 todo o dia

Porto, 09 dez 2019 (Ecclesia) – Os resultados de um ciclo de workshops regionais vão ser apresentados esta terça-feira, no colóquio sobre «A digitalização no mercado de trabalho: Dimensão social, legal e ética» que vai decorrer na Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Este trabalho permitiu recolher e debater contributos “do serviço públicos de emprego e formação, entidades privadas de formação, associações empresariais e empresas locais, bem como de organizações da economia social e de académicos empenhados na reflexão e ação junto de pessoas desempregadas, com empregos precários ou de jovens empreendedores que conhecem os constrangimentos e potencialidades que a crescente digitalização tem produzido na reconfiguração do mercado de trabalho em Portugal”, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

“Ouvir estes diferentes representantes dos setores público, privado e da economia social sobre os temas de segmentação do trabalho, dos modelos inclusivos de formação ao longo da vida e dos sistemas de proteção social face à restruturação do mercado de trabalho em curso, permitiu-nos obter resultados que esperamos contribuam para a implementação de medidas para um mercado de trabalho inclusivo e um crescimento económico sustentável centrado no bem-estar das pessoas”, afirma o presidente da EAPN Portugal, padre Jardim Moreira.

As principais recomendações serão apresentadas amanhã, com vista a que todas as pessoas “se adaptem à economia digital, no desenvolvimento de competências para a promoção de um emprego de qualidade e da sua participação cidadã”.

LFS

Guarda: Diocese recebe comemorações do Dia Internacional dos Direitos Humanos
Dez 10@18:00

Sé da Guarda vai receber título honorífico «Lugar de Paz, Fé e Cultura»

Guarda, 10 dez 2019 (Ecclesia) – A Diocese da Guarda recebe hoje as comemorações do Dia Internacional dos Direitos Humanos, promovida pelo Observatório Internacional de Direitos Humanos, a partir das 18h00, onde a sua Sé vai receber título honorífico ‘Lugar de Paz, Fé e Cultura’.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, a Diocese da Guarda informa que o Observatório Internacional de Direitos Humanos (OIDH) classifica a sua Sé de ‘Lugar de Paz, Fé e Cultura’, “inserido numa corrente solidária, à escala planetária pela paz mundial”, à semelhança do Convento de São Salvador, em Jerusalém, classificado como ‘Lugar de Paz e Bem’.

O título honorífico ‘Lugar de Paz, Fé e Cultura’ vai ser entregue à Sé da Guarda pelo presidente do OIDH, Luís Andrade, e o Papa Francisco e a Biblioteca Apostólica Vaticana e a Organização das Nações Unidas – ONU, vão igualmente receber um exemplar deste título.

O Papa Francisco já assinalou o Dia Internacional dos Direitos Humanos com um tweet na sua conta @pontifex na rede social Twitter, com o hasthag (marcador) #DireitosHumanos.

“O ser humano é sempre sagrado e inviolável, em qualquer situação e em cada fase do seu desenvolvimento. Se esta convicção ruir, não permanecerá fundamentos sólidos e permanentes para a defesa dos #DireitosHumanos.”

As comemorações do Dia Internacional dos Direitos Humanos começam com cânticos tradicionais africanos pela Associação dos Estudantes dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa da Guarda (AEPALOP), às 18h00.

Depois o programa continua com o cónego Manuel Pereira de Matos que vai apresentar as “Raízes Cristãs da Declaração Universal dos Direitos Humanos”, Khalid Jamal, do Observatório do Mundo Islâmico, e José Levy Domingos, da Comunidade Judaica de Belmonte, que vão falar, respetivamente, sobre “O Islão dos Direitos Humanos” e as “raízes Judaicas da Declaração Universal dos Direitos Humanos”.

A responsável pelo  secretariado nacional da Fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) em Portugal, Catarina Martins Bettencourt , apresenta o relatório sobre a situação do Direito à Liberdade Religiosa no Mundo relativo a 2018.

Às 19h00 começa um concerto do Grupo Coral Polifónico Pedras Vivas, com direção do maestro Vítor Casanova.

Segundo o comunicado, o Observatório Internacional de Direitos Humanos, que promove esta iniciativa tem associado entidades de vários lugares do mundo que “manifestam a sua incondicional solidariedade” com este evento, onde se incluem países do Continente Americano (Brasil), da Ásia (China), por exemplo.

CB/OC

Braga: Ceia de Natal junta universitários daquela cidade
Dez 10@19:00

Braga, 04 dez 2019 (Ecclesia) – A Pastoral Universitária da Arquidiocese Braga organiza, dia 10 de dezembro, a tradicional Ceia de Natal dos Universitários.

Como se aproxima o Natal, “época de partilha, alegria e fraternidade”, este setor da pastoral organiza esta atividade para celebrar o espírito natalício no “ambiente junto da tua família académica”, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A iniciativa começa às 19h00 com a Eucaristia, seguindo-se o jantar e momentos de “grande diversão”, no Centro Pastoral Universitário.

LFS

Coimbra: D. Virgílio Antunes celebra Nossa Senhora do Loreto
Dez 10@21:00

Coimbra, 09 dez 2019 (Ecclesia) – O bispo de Coimbra, D. Virgílio Antunes, celebra, esta terça-feira, às 21h00, a Eucaristia da memória litúrgica de Nossa Senhora do Loreto.

A celebração é na “vetusta Capela do Loreto (do século XVI), a norte da Cidade de Coimbra”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O Papa Francisco decretou, no passado mês de Outubro, que a celebração da Bem-Aventurada Virgem Maria do Loreto fosse inscrita como “memória facultativa” no Calendário Romano Geral, a 10 de dezembro.

“Esta celebração ajudará a todos, especialmente as famílias, os jovens e os religiosos, a imitar as virtudes da perfeita discípula do Evangelho, a Virgem Maria, que concebendo a Cabeça da Igreja acolheu também a nós consigo” explicava a Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos da Santa Sé.

Na ocasião, será exposto um painel com a reprodução fotográfica, devidamente autorizada, da imagem original da Virgem Maria daquela Capela, que, atualmente, encontra-se na exposição permanente do Museu Nacional de Machado de Castro.

No final da Eucaristia, terá lugar o anúncio da campanha para o restauro do altar-mor renascentista daquele templo.

LFS

Dez
11
Qua
Publicações: Apresentação da obra «Locais de Culto Mariano – Terras de Bragança e Zamora»
Dez 11@18:30

Porto, 09 Dez 2019 (Ecclesia) – A obra «Locais de Culto Mariano – Terras de Bragança e Zamora» da autoria de Rui Feio vai ser apresentada dia 11 de dezembro, às 18h30, no Porto (NorteShopping).

Com apresentação do historiador Joel Cleto, a obra tem prefácio de D. José Cordeiro, Bispo de Bragança-Miranda, e estão descritos mais de 150 locais situados no distrito de Bragança e da Província de Zamora (Espanha), refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Esta descrição contempla os aspetos religiosos, sociais, lendários, históricos e patrimoniais, todo um conjunto de sentimentos, objetos e valores que se fundem no culto mariano.

LFS

 

Publicações: Apresentação da obra «John Henry Newman» de Paolo Gulisano
Dez 11@21:15

Lisboa, 11 Dez 2019 (Ecclesia) – O livro «John Henry Newman», de Paolo Gulisano, editado pelas Paulinas Editora, vai ser lançado esta quarta-feira, às 21h15, na Capela do Rato (Lisboa).

Na apresentação da obra vão estar presentes o padre António Martins (Faculdade de Teologia/Capela do Rato) e o professor Artur Mourão, filósofo e tradutor de Newman, num debate moderado por Nuno André, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O cardeal Newman (1801-1890) testemunhou, na Inglaterra do Século XIX, uma “prodigiosa aventura intelectual e espiritual de diálogo ecuménico (entre a Igreja Católica e a Igreja Anglicana)”, salienta a nota.

Reclamava uma fé lúcida, inteligente, em diálogo com a cultura e a tradição patrística (o passado) e antecipou o II Concílio do Vaticano com “a sua compreensão da soberania da consciência”, lê-se.

LFS

Dez
12
Qui
Porto: Aniversário dos Clérigos com apresentação do catálogo «Clerigus»
Dez 12 todo o dia

Porto, 09 Dez 2019 (Ecclesia) – O aniversário da dedicação (1779) e da reabertura (2014) da Igreja dos Clérigos (Porto) assinala-se a 12 deste mês com um “maravilhoso concerto” e presença do “famoso” saxofonista Henk van Twillert.

Este dia, fica também “enriquecido” com a apresentação do catálogo «Clerigus», um livro que apresenta “todas as peças pertencentes à Irmandade dos Clérigos, com textos de autores de renome”, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O bispo do Porto, D. Manuel Linda, celebra naquele espaço às 11h00 e as atividades culturais (lançamento e concerto) decorrem pelas 21h30.

LFS

Igreja/Património: Inauguração da exposição «Imagens que se movem» na Sé do Porto
Dez 12@18:00

Porto, 09 Dez 2019 (Ecclesia) – A exposição «Imagens que se movem» (Moving images) vai ser inaugurada dia 12 deste mês, pelas 18h00, na Sé do Porto.

Esta iniciativa é promovida pelo Cabido Portucalense, a Faculdade de Letras da Universidade do Porto, a Direção Regional de Cultura do Norte e pelo Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória, realça uma nota enviada pela Agência ECCLESIA.

LFS

Publicações: Lançamento da obra «Natal Todo o Ano» de João César das Neves
Dez 12@18:30

Lisboa, 02 dez 2019 (Ecclesia) – Da autoria do economista João César das Neves, o livro «O Natal Todo o Ano» tem apresentação pública a 12 de dezembro, às 18h30, no auditório da Igreja de Santa Joana Princesa, em Lisboa.

A iniciativa é uma organização da Paróquia de Santa Joana Princesa e da editora Lucerna e contará com a presença da estratega de talentos Catarina Holstein e do consultor e produtor de espetáculos José Maria Moutinho, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

«O Natal Todo o Ano” apresenta, sob a forma de pequenos relatos e reflexões, os diferentes tempos litúrgicos e solenidades do ano cristão, sempre refletidos em ligação ao tempo do Natal.

“Por tudo isto, o Natal é a minha festa. Por tudo isto, o Natal é uma festa todo o ano. Porque todas as festas do ano estão, de alguma maneira, no Natal. O Natal é realmente todo o ano. Porque a única coisa que é comum a todo o ano é a estrebaria, a estrebaria onde Deus está sempre presente, por causa do Natal”, sublinha o autor no prefácio.

A obra integra um conjunto de escritos inéditos; outros textos da coletânea tiveram versões preliminares já publicadas, boa parte delas na coluna “Não há almoços grátis”, publicada no Diário de Notícias de novembro de 1992 a dezembro de 2018.

LFS

UCP: Curso sobre «Hermenêuticas das leituras do Tempo de Advento»
Dez 12@18:30_20:30

Lisboa, 16 out 2019 (Ecclesia) – A Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa propõe um itinerário de formação, em regime presencial, dedicado ao tema «À Espera do Messias. Hermenêuticas das leituras do Tempo de Advento».

O curso decorre de 07 de novembro a 12 de dezembro, em Lisboa, e está estruturado em 6 sessões, à quinta-feira, entre as 18h30 e as 20h30, lê-se no programa enviado à Agência ECCLESIA.

A iniciativa tem a coordenação científica do biblista e frade franciscano João Lourenço e as inscrições decorrem desde 06 deste mês.

LFS

UCP: Lição sobre estudos de religião aborda a literatura mundial e a Bíblia
Dez 12@18:30

Lisboa, 04 Dez 2019 (Ecclesia) – Na Universidade Católica Portuguesa (UCP), em Lisboa, vai realizar-se, dia 12 de dezembro, às 18h30, uma sessão do ciclo «Lições sobre os Estudos de Religião».

Esta sessão tem como tema «Literatura mundial, literatura mundana. Leitura e ensino da Bíblia e literatura» e é ministrada por Daniel Weidner (Humboldt University of Berlin), realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A iniciativa é promovida pelo Centro de Investigação em Teologia e Estudos de Religião (CITER) em parceria com Centro de Estudos de Comunicação e Cultura (CECC) e decorre na Biblioteca Universitária João Paulo II daquela instituição.

LFS

Lisboa: Paróquia de Carnide promove formações sobre o «Cuidador Informal»
Dez 12@21:15

Lisboa, 22 nov 2019 (Ecclesia) – No auditório do Centro Cultural Franciscano (Lisboa) realiza-se, dia 12 de dezembro, às 21h15, uma formação sobre «A pessoa humana face ao declínio da vida: Investimento político, social, cultural e religioso», integrado no ciclo de conferências sobre o «Cuidador Informal»

A iniciativa tem como formadora a terapeuta Eugénia Tomaz e é promovida pela Paróquia de Carnide, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O cuidador (in)formal assume, nos tempos atuais, uma importância fulcral no bem-estar das pessoas em situação de dependência e doença prolongada.

Contudo, face às necessidades, muitas vezes familiares, de prestar cuidados às pessoas necessitadas, o cuidador informal vê-se, em situações inesperadas e para as quais não se encontra preparado, sem saber como bem atuar.

Esta formação pretende “ser uma reflexão sobre a realidade portuguesa e europeia, e oferecer respostas concretas políticas, sociais, culturais e religiosas para o presente e o futuro”.

As formações continuam a 11 de fevereiro, 30 abril e 25 de junho, lê-se na nota.

LFS