Calendário

[wcp-carousel id=”90845″]

Jul
8
Dom
Porto: D. Manuel Linda vai ordenar quatro presbíteros e um diácono
Jul 8@16:00

Porto, 04 jul 2018 (Ecclesia) – O bispo do Porto, D. Manuel Linda, vai presidir este domingo, pelas 16h00, à celebração de ordenações de quatro presbíteros e um diácono.

A cerimónia está marcada para a Sé do Porto.

Os novos padres são Vasco Alexandre Domingues Soeiro, do clero diocesano; Ariosto dos Santos Nascimento (Brasil) e Celestin Bizimenyera (Ruanda), do seminário ‘Redemptoris Mater’; e Pedro Manuel Gomes de Sousa, dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos).

O diácono é Alfredo Tumbo Júnior (Moçambique), da Sociedade Missionária da Boa Nova.

OC

Out
8
Seg
Porto: Diocese promove semana missionária em Arouca
Out 8_Out 14 todo o dia

D. Manuel Linda preside a Eucaristia de encerramento que marca início do Ano Missionário na diocese

Porto, 04 out 2018 (Ecclesia) – O Secretariado Diocesano das Missões do Porto vai promover uma Semana Missionária em Arouca, de 8 a 14 de outubro, que termina com uma Eucaristia presidida pelo seu bispo num momento que abre o Ano Missionário na diocese.

Numa nota enviada hoje à Agência ECCLESIA, o secretariado diocesano informa que a semana missionária em Arouca vai ser dinamizada por cerca de 14 missionários que vão estar presentes em todas as paróquias, “mesmo nas mais afastadas da serra”.

O encontro que pretendem fazer com “toda a gente”, desde os doentes, crianças, jovens, casais, responsáveis dos movimentos e organizações, pretende que cada pessoa assuma “o seu compromisso batismal de serviço à Igreja e de testemunha da fé, mesmo junto daqueles que já a perderam ou nunca a tiveram”.

O Secretariado Diocesano das Missões do Porto assinala que devido à extensão do Concelho de Arouca “foram criados dois núcleos de trabalho” mas estão previstas atividades comuns em cada núcleo e aos dois núcleos como o encontro com todos os grupos paroquiais, na noite do dia 11, em Mansores, na vigília de oração no dia seguinte no mosteiro.

Dos dois últimos dias da missão destaca-se o encontro de jovens (13) à noite na Paróquia de Santa Eulália, e a Eucaristia de encerramento, às 15h00, de domingo 14 de outubro, presidida por D. Manuel Linda, no pavilhão da escola secundária de Arouca.

A celebração vai ficar marcada pela abertura do Ano Missionário especial na Diocese do Porto, e o seu bispo vai enviar uma “luz” para todas as vigararias, 22 no total.

O comunicado informa que o Secretariado Diocesano das Missões do Porto, em colaboração com os Institutos Missionários ad Gentes – ANIMAG, está a promover um trabalho pastoral de “consciência e responsabilidade missionária de todo o povo de Deus”.

Neste âmbito, explica que as Semanas Missionárias Vicariais organizadas nas diversas Vigararias são meios privilegiados para ajudar as comunidades a assumirem o seu compromisso missionário “não só dentro das suas próprias fronteiras, mas também no envio para outras latitudes junto de outros povos e culturas”.

De recordar que o atual ano pastoral na Diocese do Porto vai ser vivido com o lema ‘Todos discípulos Missionários’, e que a Conferência Episcopal Portuguesa convocou um Ano Missionário especial para todas as dioceses, de outubro de 2018 a outubro de 2019, respondendo a uma iniciativa do Papa Francisco.

CB

Dez
3
Seg
Ordinariato Castrense: D. Rui Valério toma posse como capelão-chefe a 3 de dezembro
Dez 3@17:30

Foto: Arlindo Homem

Lisboa, 30 nov 2018 (Ecclesia) – D. Rui Valério, bispo da Diocese das Forças Armadas e de Segurança, vai tomar posse como Capelão-Chefe do Ordinariato Castrense, esta segunda-feira, às 17h30.

Em comunicado enviado à Agência ECCLESIA, o Ordinariato Castrense informa que a cerimónia vai ter lugar no Salão Nobre do Ministério da Defesa Nacional, com a presença dos ministros da Defesa e da Administração Interna.

A Capelania-Mor, de acordo com as disposições do artigo 5.º do Decreto-Lei 251/2009, é um órgão de natureza inter-religiosa integrado no Serviço de Assistência Religiosa das Forças Armadas e das Forças de Segurança, que assegura o regular funcionamento da assistência e compreende na sua composição um capelão-chefe, por cada confissão professada, que coordena a respetiva assistência religiosa.

A tomada de posse canónica de D. Rui Valério, ordenado bispo no último domingo, vai acontecer na terça-feira, numa cerimónia militar na Calçada da Memória, seguida de uma Missa, às 11h00, presidida pelo prelado.

A Igreja Católica coloca sob a jurisdição do Ordinariato Castrense todos os fiéis militares e também aqueles que, por vínculo da lei civil, se encontram ao serviço das Forças Armadas; são também setores integrantes as Forças de Segurança, ou seja, a Guarda Nacional Republicana e a Polícia de Segurança Pública.

A 27 de outubro, nomeou D. Rui Valério, de 53 anos, como bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança em Portugal, sucedendo no cargo a D. Manuel Linda, atual bispo do Porto.

D. Rui Manuel Sousa Valério é natural da Urgueira, no Concelho de Ourém, e conta no seu percurso com vários anos de serviço junto das forças militares.

Entre 1992 e 1993 foi capelão militar no Hospital da Marinha, serviço que assumiu também na Escola Naval, de 2008 a 2011.

O Serviço de Assistência Religiosa das Forças Armadas e das Forças de Segurança foi regulamentado em 2009, na sequência da Concordata assinada entre Portugal e a Santa Sé em 2004, sendo constituído pela Capelania-Mor e pelos centros de assistência religiosa da Armada, do Exército, da Força Aérea, da Guarda Nacional Republicana e da Polícia de Segurança Pública.

OC

Jan
25
Sex
Porto: Celebração ecuménica nacional na Igreja Ortodoxa Russa
Jan 25@21:30

Porto, 16 jan 2019 (Ecclesia) – A Igreja Ortodoxa Russa na cidade do Porto vai acolher, dia 25 deste mês, às 21h30, a celebração ecuménica diocesana com a celebração nacional onde vão estar os hierarcas das diversas confissões religiosas.

Com o tema central «Procuraras a Justiça e nada mais do que a justiça» (Deuteronómio 16, 18-20), a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos realiza-se em todo o mundo, há mais de 100 anos, entre os dias 18 e 25 de janeiro, foi este ano preparada pelos cristãos da Indonésia, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O movimento ecuménico, “suscitado pelo Espírito Santo”, tem diversas expressões na cidade do Porto, dinamizadas pela Comissão Ecuménica do Porto, “que ano após ano, se renovam, com o propósito de chegar e envolver mais pessoas na busca da unidade entre os cristãos para que mais possam crer e viver animados pela alegria do Evangelho”.

Na celebração, será lançado o Roteiro Ecuménico para o ano 2019, com propostas mensais dinamizadas pelas Igrejas, permitindo a quem o desejar, vivenciar e conhecer a riqueza da diversidade que subsiste na Igreja de Cristo.

Ao longo da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos realizam-se várias celebrações tanto em Igrejas católicas como de outras confissões religiosas.

LFS

Fev
2
Sáb
Porto: Uma «Festa Missionária da Infância» para todos
Fev 2 todo o dia

Porto, 23 jan 2019 (Ecclesia) – A Paróquia de São Cosme e São Damião, em Gondomar, (Diocese do Porto), organiza, dia 02 de fevereiro, uma festa missionária para todas as crianças da catequese do 1º ao 11º ano, suas famílias e catequistas.

Esta festa surge no âmbito do ano missionário com o lema da Diocese do Porto “Todos Discípulos Missionários” e com a Infância Missionária “De Todas as Crianças do Mundo Sempre Amigos”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Na atividade vão estar presentes os movimentos, congregações e organismos presentes naquela paróquia da Diocese do Porto para “celebrar a fé e compromisso de comunhão para a missão”, acentua a nota.

A festa decorre no Pavilhão Multiusos de Gondomar das 14 horas e as 19 horas.

LFS

Fev
7
Qui
Porto: Conferência sobre «A vida, na saúde e na doença»
Fev 7 todo o dia

Porto, 28 jan 2019 (Ecclesia) – A comunidade dos jesuítas no Porto (CREU) e o «Grupo ao 3º Dia» organizam, dia 07 de fevereiro, às 18h45, uma conferência proferida pelo padre José Eduardo sobre «A vida, na saúde e na doença. Quem cuida, quem sofre, quem acompanha».

Esta iniciativa surge no âmbito da celebração do Dia Mundial do doente (11 de fevereiro) e dia de Nossa Senhora de Lurdes, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O «Grupo ao 3º Dia» foi fundado pela Mariana Abranches Pinto que durante a sua vivência de doença oncológica, sempre sentiu necessidade de pertencer a um grupo de pessoas assim, mas nunca encontrou nada do género.

Nasceu como resposta à necessidade sentida pela Mariana e por muitas pessoas doentes, em partilhar com outros, que passassem pelo mesmo, a sua vivência e as interrogações que surgem sobre o sentido do sofrimento numa perspetiva cristã.

O primeiro encontro do «Grupo ao 3º dia» aconteceu no dia 9 de abril de 2013 no Porto. Neste momento o grupo está presente também em Lisboa desde 2017 e em Braga desde 2018.

LFS

Dia Mundial do Doente – Grupo Ao 3º Dia – Emissão 11-02-2018

 

Fev
11
Seg
Porto: Jornada sobre «A alegria do dom gratuito, indicador de saúde»
Fev 11@21:00

Porto, 07 fev 2019 (Ecclesia) – O Secretariado da Pastoral da Saúde da Diocese do Porto promove, dia 11 deste mês, às 21h00, na Casa Diocesana de Vilar (Sala 022), uma mesa redonda sobre «A alegria do dom gratuito, indicador de saúde».

Esta iniciativa, no Dia Mundial do Doente, conta com reflexões/partilha de Patrícia Bernardino, Isabel Ribeiro e Adosinda Leitão e as conclusões vão ser feitas por D. António Augusto Azevedo, bispo auxiliar do Porto, sublinha uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Na mensagem que enviou à Igreja, para assinalar este dia, o Papa Francisco propõe como tema «Recebestes de graça, dai de graça» (Mt 10,8) e dirige-se de um modo particular aos voluntários que na gratuitidade têm o “fermento da ação”.

O Papa argentino dirige-se também aos responsáveis das estruturas de saúde católicas porque “são chamados a expressar o sentido do dom”.

Este evento abre-se à participação de todos, particularmente aos que experimentam a fragilidade do corpo ou da alma.

LFS

Fev
15
Sex
UCP/Porto: Instituto de Bioética promove seminários sobre ética nas ciências e na saúde
Fev 15 todo o dia

Edifício Paraíso

Porto, 04 fev 2019 (Ecclesia) – O Instituto de Bioética, da Universidade Católica Portuguesa, vai promover um ciclo de seminários para debater as ‘Neurociências e Saúde: O papel da ética na definição do novo paradigma’, entre 15 de fevereiro e 12 de abril, no Porto.

“Torna-se urgente, e cada vez mais, a reflexão sobre a visão integral da pessoa no âmbito das questões éticas em saúde, pertencentes à Bioética e à Neuroética”, realça o núcleo regional Porto da UCP.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, informa que a sessão inaugural se centra na “neurodegeneração” e procura analisar “o que se passa no cérebro doente e, ainda, como lidar com as questões éticas associadas a este estado”, dia 15 de fevereiro.

Depois, até 12 de abril, os encontros do ciclo de seminários ‘Mente à Sexta-feira’ dedicam-se à análise de temáticas relacionadas com a doença de Parkinson, ao Alzheimer, à Esclerose Múltipla e aos tumores cerebrais.

As sessões quinzenais, sempre à sexta-feira, são conduzidas pelo investigador António Jácomo, do Instituto de Bioética da Católica no Porto, e por especialistas da área, que “refletem sobre os modelos para uma melhor compreensão das questões colocadas por cientistas, profissionais de saúde, doentes, filósofos, políticos e teólogos”.

A participação no ciclo ‘Mente à Sexta-feira’ 2019 é gratuita, mas a organização assinala que está sujeita a inscrição prévia.

CB

Fev
16
Sáb
Porto: Diocese promove auscultação de jovens, crentes e não-crentes
Fev 16@10:00

Foto: Voz Portucalense

Porto, 14 fev 2019 (Ecclesia) – A Diocese do Porto está a promover um conjunto de encontros intitulados ‘Escutar Deus na voz dos jovens’, indo ao encontro de crentes e não-crentes, para ouvir as novas gerações.

A iniciativa do Secretariado Diocesano da Pastoral da Juventude (SDPJ) responde a um desafio lançado pelo bispo do Porto, D. Manuel Linda, após a realização da assembleia do Sínodo dos Bispos sobre os jovens, em outubro de 2018, no vaticano.

A primeira edição dos encontros decorreu, em Lousada, com a presença do bispo diocesano, e reuniu cerca de 300 jovens, e a iniciativa prossegue nas várias zonas pastorais da Diocese do Porto: a 16 de fevereiro, na zona nascente; a 9 de março, na zona do Grande Porto; e a 23 de março, na zona sul.

LFS

Fev
23
Sáb
Publicações: Apresentação da obra «Partilhar é bom» no Porto
Fev 23@16:00_18:00

Porto, 18 fev 2019 (Ecclesia) – A obra «Partilhar é bom» de D. Manuel Martins vai ser apresentada dia 23 deste mês, às 16h00, na Igreja dos Clérigos, Porto, pelo padre José Jorge, condiscípulo do antigo bispo de Setúbal.

Com a chancela da Paulinas Editora, este livro reúne alguns textos/pensamentos, a maioria deles feitos oração, escritos por D. Manuel Martins, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

Preside à sessão o padre Américo Aguiar, presidente da Irmandade dos Clérigos, e haverá também um momento musical pelo Coro Gregoriano do Porto.

D. Manuel da Silva Martins – nasceu em Matosinhos (Porto) a 20 de janeiro de 1927 e faleceu na Maia (Porto) a 24 de setembro de 2017 – foi o primeiro bispo de Setúbal entre 1975 e 1998.

LFS

Mar
2
Sáb
Igreja/Música: Recital “Sopro de Vida Maria” na Igreja dos Grilos
Mar 2@21:00

Porto, 27 fev 2019 (Ecclesia) – O recital «Sopro de Vida Maria» de Rão Kyao vai ser apresentado, dia 2 de março, às 21h00, na Igreja de São Lourenço, popularmente conhecida pela Igreja dos Grilos, na cidade do Porto.

Este é o segundo CD do projeto «Sopro de vida», agora com o subtítulo «Maria», que continua o seu percurso direcionado para “divulgar a música litúrgica de autores portugueses”, proporcionando-nos momentos de louvor a Nossa Senhora, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA

Os temas selecionados contêm obras de “grandes autores consagrados” de Portugal e “vários temas de origem popular” que tocam as pessoas “pela sua simplicidade, profundidade devocional e riqueza melódica”.

Para Rão Kyao, a música “ajuda a aproximar de Deus”, constituindo “talvez o melhor veículo para revelar o que é misterioso”.

A flauta de bambu, acompanhada ao órgão por Renato Silva Júnior, interpreta 21 temas Marianos.

Os autores das músicas são o padre António Cartageno, Carlos Silva, Manuel Faria, Manuel Luís, José Pedro Martins, para além de um tema de Rão Kyao e ainda outros de origem popular.

LFS

Mar
9
Sáb
Porto: Diocese promove auscultação de jovens, crentes e não-crentes
Mar 9@10:00

Foto: Voz Portucalense

Porto, 14 fev 2019 (Ecclesia) – A Diocese do Porto está a promover um conjunto de encontros intitulados ‘Escutar Deus na voz dos jovens’, indo ao encontro de crentes e não-crentes, para ouvir as novas gerações.

A iniciativa do Secretariado Diocesano da Pastoral da Juventude (SDPJ) responde a um desafio lançado pelo bispo do Porto, D. Manuel Linda, após a realização da assembleia do Sínodo dos Bispos sobre os jovens, em outubro de 2018, no vaticano.

A primeira edição dos encontros decorreu, em Lousada, com a presença do bispo diocesano, e reuniu cerca de 300 jovens, e a iniciativa prossegue nas várias zonas pastorais da Diocese do Porto: a 16 de fevereiro, na zona nascente; a 9 de março, na zona do Grande Porto; e a 23 de março, na zona sul.

LFS

Mar
10
Dom
Pastoral Universitária: Estudantes da «Missão País» reúnem em «Missa de Ação de Graças»
Mar 10 todo o dia

Lisboa, 07 mar 2019 (Ecclesia) – O projeto católico ‘Missão País’ está a organizar Eucaristias para os seus estudantes universitários agradecerem “o Dom de Deus” e o que viveram durante a semana de missão, nas Diocese de Coimbra, Lisboa e Porto.

A primeira Missa está marcada para este domingo, dia 10 março, no Colégio Rainha Santa Isabel, na Diocese de Coimbra, e o programa, das 17h30 às 20h30, prevê a apresentação do Teatro ‘Missão País’.

Na próxima semana, é na igreja de São Domingos, no Patriarcado de Lisboa, que se vão reunir os missionários universitários num programa que inclui “adoração e Missa de ação de Graças”, respetivamente na sexta-feira e sábado, isto é, entre as 18h00, de 15 de março, até às 13h00 do dia seguinte.

A Sé do Porto recebe os seus estudantes para a ‘Missa de Ação de Graças Missão País’ a partir das 17h30 do domingo, dia 17 deste mês.

A ‘Missão País’ é um projeto católico de universitários que tem como objetivo “levar Jesus às Universidades e evangelizar Portugal” através do testemunho da fé, do serviço e da caridade.

‘E se conhecesses o dom de Deus’ foi o lema deste ano que mobilizou 3200 missionários em 55 missões.

As missões de cada faculdade são lideradas por uma equipa de chefes, responsáveis pelo projeto na sua faculdade e pelo grupo de 50 missionários, e ficam três anos em cada localidade.

A iniciativa do Movimento Apostólico de Schoenstatt, com o propósito de “inspirar gerações que vivam a fé Católica em Missão”, começou com 20 jovens missionários universitários em 2003; em 2015 foram 1800 os missionários organizados em 35 missões, realizadas a nível nacional.

Desde a sua criação já se realizaram 154 missões, segundo dados da Comissão Episcopal Laicado e Família, da Conferência Episcopal Portuguesa, de 2017.

CB

 

Portugal: A Missão País tem o poder de deixar um «legado de juventude católica»

Mar
15
Sex
Pastoral Universitária: Estudantes da «Missão País» reúnem em «Missa de Ação de Graças»
Mar 15 todo o dia

Lisboa, 07 mar 2019 (Ecclesia) – O projeto católico ‘Missão País’ está a organizar Eucaristias para os seus estudantes universitários agradecerem “o Dom de Deus” e o que viveram durante a semana de missão, nas Diocese de Coimbra, Lisboa e Porto.

A primeira Missa está marcada para este domingo, dia 10 março, no Colégio Rainha Santa Isabel, na Diocese de Coimbra, e o programa, das 17h30 às 20h30, prevê a apresentação do Teatro ‘Missão País’.

Na próxima semana, é na igreja de São Domingos, no Patriarcado de Lisboa, que se vão reunir os missionários universitários num programa que inclui “adoração e Missa de ação de Graças”, respetivamente na sexta-feira e sábado, isto é, entre as 18h00, de 15 de março, até às 13h00 do dia seguinte.

A Sé do Porto recebe os seus estudantes para a ‘Missa de Ação de Graças Missão País’ a partir das 17h30 do domingo, dia 17 deste mês.

A ‘Missão País’ é um projeto católico de universitários que tem como objetivo “levar Jesus às Universidades e evangelizar Portugal” através do testemunho da fé, do serviço e da caridade.

‘E se conhecesses o dom de Deus’ foi o lema deste ano que mobilizou 3200 missionários em 55 missões.

As missões de cada faculdade são lideradas por uma equipa de chefes, responsáveis pelo projeto na sua faculdade e pelo grupo de 50 missionários, e ficam três anos em cada localidade.

A iniciativa do Movimento Apostólico de Schoenstatt, com o propósito de “inspirar gerações que vivam a fé Católica em Missão”, começou com 20 jovens missionários universitários em 2003; em 2015 foram 1800 os missionários organizados em 35 missões, realizadas a nível nacional.

Desde a sua criação já se realizaram 154 missões, segundo dados da Comissão Episcopal Laicado e Família, da Conferência Episcopal Portuguesa, de 2017.

CB

 

Portugal: A Missão País tem o poder de deixar um «legado de juventude católica»

Mar
16
Sáb
Pastoral Universitária: Estudantes da «Missão País» reúnem em «Missa de Ação de Graças»
Mar 16 todo o dia

Lisboa, 07 mar 2019 (Ecclesia) – O projeto católico ‘Missão País’ está a organizar Eucaristias para os seus estudantes universitários agradecerem “o Dom de Deus” e o que viveram durante a semana de missão, nas Diocese de Coimbra, Lisboa e Porto.

A primeira Missa está marcada para este domingo, dia 10 março, no Colégio Rainha Santa Isabel, na Diocese de Coimbra, e o programa, das 17h30 às 20h30, prevê a apresentação do Teatro ‘Missão País’.

Na próxima semana, é na igreja de São Domingos, no Patriarcado de Lisboa, que se vão reunir os missionários universitários num programa que inclui “adoração e Missa de ação de Graças”, respetivamente na sexta-feira e sábado, isto é, entre as 18h00, de 15 de março, até às 13h00 do dia seguinte.

A Sé do Porto recebe os seus estudantes para a ‘Missa de Ação de Graças Missão País’ a partir das 17h30 do domingo, dia 17 deste mês.

A ‘Missão País’ é um projeto católico de universitários que tem como objetivo “levar Jesus às Universidades e evangelizar Portugal” através do testemunho da fé, do serviço e da caridade.

‘E se conhecesses o dom de Deus’ foi o lema deste ano que mobilizou 3200 missionários em 55 missões.

As missões de cada faculdade são lideradas por uma equipa de chefes, responsáveis pelo projeto na sua faculdade e pelo grupo de 50 missionários, e ficam três anos em cada localidade.

A iniciativa do Movimento Apostólico de Schoenstatt, com o propósito de “inspirar gerações que vivam a fé Católica em Missão”, começou com 20 jovens missionários universitários em 2003; em 2015 foram 1800 os missionários organizados em 35 missões, realizadas a nível nacional.

Desde a sua criação já se realizaram 154 missões, segundo dados da Comissão Episcopal Laicado e Família, da Conferência Episcopal Portuguesa, de 2017.

CB

 

Portugal: A Missão País tem o poder de deixar um «legado de juventude católica»