Calendário

[wcp-carousel id=”90845″]

Dez
4
Qua
Igreja/Música: Jornadas do órgão histórico da Igreja da Oliveira em Guimarães
Dez 4_Dez 8 todo o dia

Guimarães, 03 Dez 2019 (Ecclesia) – O órgão ibérico da Igreja da Oliveira, em Guimarães, vai ser celebrado, este mês, através de umas jornadas que vão incluir visitas guiadas, concertos, masterclasses e missas acompanhadas por este instrumento histórico.

A iniciativa vai decorrer entre 4 e 8 de dezembro e é promovida pela Paróquia da Oliveira (Arquidiocese de Braga) em colaboração com o Museu de Alberto Sampaio, estando a direção artística a cargo do organista Nuno Mimoso, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Para os dias 4, 5 e 6, está previsto um “conjunto de visitas guiadas”, que se iniciam no claustro do museu e terminam dentro da igreja, com a subida ao coro alto, onde “será dada a conhecer a história do instrumento e realizada uma demonstração da máquina do órgão”.

Nos dias 7 e 8 realizam-se as masterclasses de organistas, as missas acompanhadas pelo órgão e os concertos de coro e órgão.

LFS

Dez
6
Sex
Braga: ACEGE promove debate sobre «A inteligência artificial e trabalho futuro»
Dez 6@19:30

Braga, 25 nov 2019 (Ecclesia) – A delegação do Minho da Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE) promove, dia 06 de dezembro, um jantar/debate sobre «A inteligência artificial e trabalho futuro».

A iniciativa, realiza-se no restaurante «Os Mouros», em Barcelos, às 19h30, e tem como intervenientes o presidente da Escola de Engenharia da Universidade do Minho, Pedro Arezes, e do arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

LFS

Catequese Familiar: Formação para animadores de Braga e Viana do Castelo
Dez 6@21:00_22:30

Viana do Castelo, 31 out 2019 (Ecclesia) – O Departamento de Educação Cristã de Adultos de Braga e o Secretariado Diocesano de Catequese de Viana do Castelo promovem, de 08 de novembro a 31 de janeiro, uma formação para animadores de catequese familiar.

As sessões de formação, começam às 21h00 e terminam pelas 22h30, é dirigida a agentes das duas dioceses e realiza-se no Seminário dos Missionários Passionistas, em Barroselas, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Estes departamentos têm “consciência da emergência deste tipo de catequese” e pretendem que entre os catequistas, “houvesse gente preparada para abraçar este desafio”, lê-se no comunicado.

LFS

Dez
7
Sáb
Igreja/Natal: Exposição de presépios do cónego João Aguiar, em Braga
Dez 7 todo o dia

Braga, 02 dez 2019 (Ecclesia) – O Museu Pio XII, em Braga, vai ter patente ao público, de 07 de dezembro a 06 de janeiro de 2020, uma exposição de Presépios – coleção particular do Padre João Aguiar Campos – intitulada «Deus fez-se Presente».

Nesta exposição vão estar expostos mais de 70 presépios, feitos nos mais diversos materiais, acompanhados com alguns textos da autoria do referido sacerdote que ajudam à compreensão e vivência espiritual do evento, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A exposição manter-se-á até ao dia de Reis, 06 de janeiro de 2020, visitável no horário normal de funcionamento do Museu Pio XII.

LFS

Pastoral da Saúde: Sessão sobre cuidados paliativos em Guimarães
Dez 7@10:00

Guimarães, 25 nov 2019 (Ecclesia) – O Departamento Arquidiocesano da Pastoral da Saúde de Braga promove, dia 07 de dezembro, no auditório do Hospital Senhora da Oliveira (Guimarães), uma sessão sobre Cuidados Paliativos.

A iniciativa tem início às 10h00, com orientação da Equipa Intra Hospitalar em Suporte de Cuidados Paliativos do HSOG e é destinada a profissionais de saúde, agentes pastorais, voluntários e cuidadores, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

LFS

Publicações: Lançamento da obra «Sfumato. Figurações in hoc signo»
Dez 7@11:30

Vila Viçosa, 19 nov 2019 (Ecclesia) – A obra «Sfumato. Figurações in hoc signo» de Annabela Rita vai ser apresentada dia 07 de dezembro, às 11h30, no Santuário de Nossa Senhora da Conceição (Vila Viçosa), Arquidiocese de Évora.

A obra, com o patrocínio Instituto da Padroeira de Portugal para os Estudos da Mariologia, tem por objeto de estudo o culto mariano na modelação da identidade portuguesa, lê-se no convite enviado à Agência ECCLESIA.

A autora da obra Sfumato. Figurações in hoc signo» é professora da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

LFS

Dez
8
Dom
Braga: Festa da Imaculada Conceição na Basílica do Sameiro
Dez 8 todo o dia

Braga, 20 nov 2019 (Ecclesia) – A Basílica do Sameiro, em Braga, preparou um programa celebrativo para o dia 08 de dezembro, Festa da Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria.

De 29 deste mês a 07 de dezembro realiza-se uma novena, com terço e missa, sendo que de segunda a sexta o terço e a missa são às 16h15 e aos sábados e domingos o terço é às 16h00 e a missa às 16h30, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

No dia da Festa da Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria (08 de dezembro) existem várias celebrações ao longo do dia com o hino AKATISTOS, às 15h00.

Na celebração das 11h00 vão ser admitidos novos irmãos da Confraria do Sameiro.

LFS

Dez
10
Ter
Braga: Ceia de Natal junta universitários daquela cidade
Dez 10@19:00

Braga, 04 dez 2019 (Ecclesia) – A Pastoral Universitária da Arquidiocese Braga organiza, dia 10 de dezembro, a tradicional Ceia de Natal dos Universitários.

Como se aproxima o Natal, “época de partilha, alegria e fraternidade”, este setor da pastoral organiza esta atividade para celebrar o espírito natalício no “ambiente junto da tua família académica”, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A iniciativa começa às 19h00 com a Eucaristia, seguindo-se o jantar e momentos de “grande diversão”, no Centro Pastoral Universitário.

LFS

Dez
13
Sex
Catequese Familiar: Formação para animadores de Braga e Viana do Castelo
Dez 13@21:00_22:30

Viana do Castelo, 31 out 2019 (Ecclesia) – O Departamento de Educação Cristã de Adultos de Braga e o Secretariado Diocesano de Catequese de Viana do Castelo promovem, de 08 de novembro a 31 de janeiro, uma formação para animadores de catequese familiar.

As sessões de formação, começam às 21h00 e terminam pelas 22h30, é dirigida a agentes das duas dioceses e realiza-se no Seminário dos Missionários Passionistas, em Barroselas, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Estes departamentos têm “consciência da emergência deste tipo de catequese” e pretendem que entre os catequistas, “houvesse gente preparada para abraçar este desafio”, lê-se no comunicado.

LFS

Dez
15
Dom
Braga: Presépio ao vivo de Priscos ajuda na inclusão de reclusos
Dez 15 todo o dia

Braga, 25 nov 2019 (Ecclesia) – O projeto «Mais Natal Priscos» daquela paróquia da Arquidiocese de Braga dá trabalho há 5 anos a reclusos do Estabelecimento Prisional da cidade e vai estar patente ao público de 15 de dezembro a 12 de janeiro.

No âmbito de um protocolo assinado entre a paróquia e a Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), o padre João Torres, responsável pelo projecto «Mais Natal Priscos» e pároco de Priscos, considera que se trata de uma iniciativa inovadora “para dar mais dignidade à vida dos reclusos”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A reintegração social de reclusos “necessita de mais recursos humanos, tecnológicos, mais programas e, sobretudo mais financiamento para que os reclusos consigam refletir sobre a vida no geral, mas essencialmente acerca dos motivos que os levaram a cometer crimes e repensar nos objetivos para o futuro”.

No «Presépio ao Vivo de Priscos», os reclusos cumprem um horário de trabalho entre as 08h30 e as 17h00 e são acompanhados por um guarda prisional.

O sacerdote anunciou que os dividendos tirados da solidariedade dos visitantes do Presépio ao Vivo e «a ajuda preciosa» da Câmara de Braga, através do Orçamento Participativo suportam o pagamento aos reclusos, para compensar o trabalho prestado por cada um, na proporção do esforço despendido e em função do número de dias de trabalho.

São cerca de 800 os participantes que dão vida a uma história sempre antiga e sempre nova.

É um espaço com cerca de 30.000 m2 de ocupação e com mais de 90 cenários, com referência às culturas egípcia, judaica, romana, assíria, grega e babilónica.

“Não faltam muitos dos ofícios que existiam no tempo de Jesus: os ferreiros a forjarem e a temperar o ferro, o sapateiro a concertar sandálias rompidas, serradores que cortam lenha, camponeses a organizarem as ferramentas de trabalho, a tecedeira no tear a jogar fios de lã, o oleiro a moldar o barro, a padeira a amassar a farinha, entre tantos outros cenários da época, e, claro, a família de Nazaré a ser família diante das sombras do seu tempo…”, lê-se

LFS

Dez
19
Qui
Braga: Presépio ao vivo de Priscos ajuda na inclusão de reclusos
Dez 19 todo o dia

Braga, 25 nov 2019 (Ecclesia) – O projeto «Mais Natal Priscos» daquela paróquia da Arquidiocese de Braga dá trabalho há 5 anos a reclusos do Estabelecimento Prisional da cidade e vai estar patente ao público de 15 de dezembro a 12 de janeiro.

No âmbito de um protocolo assinado entre a paróquia e a Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), o padre João Torres, responsável pelo projecto «Mais Natal Priscos» e pároco de Priscos, considera que se trata de uma iniciativa inovadora “para dar mais dignidade à vida dos reclusos”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A reintegração social de reclusos “necessita de mais recursos humanos, tecnológicos, mais programas e, sobretudo mais financiamento para que os reclusos consigam refletir sobre a vida no geral, mas essencialmente acerca dos motivos que os levaram a cometer crimes e repensar nos objetivos para o futuro”.

No «Presépio ao Vivo de Priscos», os reclusos cumprem um horário de trabalho entre as 08h30 e as 17h00 e são acompanhados por um guarda prisional.

O sacerdote anunciou que os dividendos tirados da solidariedade dos visitantes do Presépio ao Vivo e «a ajuda preciosa» da Câmara de Braga, através do Orçamento Participativo suportam o pagamento aos reclusos, para compensar o trabalho prestado por cada um, na proporção do esforço despendido e em função do número de dias de trabalho.

São cerca de 800 os participantes que dão vida a uma história sempre antiga e sempre nova.

É um espaço com cerca de 30.000 m2 de ocupação e com mais de 90 cenários, com referência às culturas egípcia, judaica, romana, assíria, grega e babilónica.

“Não faltam muitos dos ofícios que existiam no tempo de Jesus: os ferreiros a forjarem e a temperar o ferro, o sapateiro a concertar sandálias rompidas, serradores que cortam lenha, camponeses a organizarem as ferramentas de trabalho, a tecedeira no tear a jogar fios de lã, o oleiro a moldar o barro, a padeira a amassar a farinha, entre tantos outros cenários da época, e, claro, a família de Nazaré a ser família diante das sombras do seu tempo…”, lê-se

LFS

Dez
20
Sex
Catequese Familiar: Formação para animadores de Braga e Viana do Castelo
Dez 20@21:00_22:30

Viana do Castelo, 31 out 2019 (Ecclesia) – O Departamento de Educação Cristã de Adultos de Braga e o Secretariado Diocesano de Catequese de Viana do Castelo promovem, de 08 de novembro a 31 de janeiro, uma formação para animadores de catequese familiar.

As sessões de formação, começam às 21h00 e terminam pelas 22h30, é dirigida a agentes das duas dioceses e realiza-se no Seminário dos Missionários Passionistas, em Barroselas, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Estes departamentos têm “consciência da emergência deste tipo de catequese” e pretendem que entre os catequistas, “houvesse gente preparada para abraçar este desafio”, lê-se no comunicado.

LFS

Dez
21
Sáb
Braga: Presépio ao vivo de Priscos ajuda na inclusão de reclusos
Dez 21 todo o dia

Braga, 25 nov 2019 (Ecclesia) – O projeto «Mais Natal Priscos» daquela paróquia da Arquidiocese de Braga dá trabalho há 5 anos a reclusos do Estabelecimento Prisional da cidade e vai estar patente ao público de 15 de dezembro a 12 de janeiro.

No âmbito de um protocolo assinado entre a paróquia e a Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), o padre João Torres, responsável pelo projecto «Mais Natal Priscos» e pároco de Priscos, considera que se trata de uma iniciativa inovadora “para dar mais dignidade à vida dos reclusos”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A reintegração social de reclusos “necessita de mais recursos humanos, tecnológicos, mais programas e, sobretudo mais financiamento para que os reclusos consigam refletir sobre a vida no geral, mas essencialmente acerca dos motivos que os levaram a cometer crimes e repensar nos objetivos para o futuro”.

No «Presépio ao Vivo de Priscos», os reclusos cumprem um horário de trabalho entre as 08h30 e as 17h00 e são acompanhados por um guarda prisional.

O sacerdote anunciou que os dividendos tirados da solidariedade dos visitantes do Presépio ao Vivo e «a ajuda preciosa» da Câmara de Braga, através do Orçamento Participativo suportam o pagamento aos reclusos, para compensar o trabalho prestado por cada um, na proporção do esforço despendido e em função do número de dias de trabalho.

São cerca de 800 os participantes que dão vida a uma história sempre antiga e sempre nova.

É um espaço com cerca de 30.000 m2 de ocupação e com mais de 90 cenários, com referência às culturas egípcia, judaica, romana, assíria, grega e babilónica.

“Não faltam muitos dos ofícios que existiam no tempo de Jesus: os ferreiros a forjarem e a temperar o ferro, o sapateiro a concertar sandálias rompidas, serradores que cortam lenha, camponeses a organizarem as ferramentas de trabalho, a tecedeira no tear a jogar fios de lã, o oleiro a moldar o barro, a padeira a amassar a farinha, entre tantos outros cenários da época, e, claro, a família de Nazaré a ser família diante das sombras do seu tempo…”, lê-se

LFS

Dez
22
Dom
Braga: Presépio ao vivo de Priscos ajuda na inclusão de reclusos
Dez 22 todo o dia

Braga, 25 nov 2019 (Ecclesia) – O projeto «Mais Natal Priscos» daquela paróquia da Arquidiocese de Braga dá trabalho há 5 anos a reclusos do Estabelecimento Prisional da cidade e vai estar patente ao público de 15 de dezembro a 12 de janeiro.

No âmbito de um protocolo assinado entre a paróquia e a Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), o padre João Torres, responsável pelo projecto «Mais Natal Priscos» e pároco de Priscos, considera que se trata de uma iniciativa inovadora “para dar mais dignidade à vida dos reclusos”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A reintegração social de reclusos “necessita de mais recursos humanos, tecnológicos, mais programas e, sobretudo mais financiamento para que os reclusos consigam refletir sobre a vida no geral, mas essencialmente acerca dos motivos que os levaram a cometer crimes e repensar nos objetivos para o futuro”.

No «Presépio ao Vivo de Priscos», os reclusos cumprem um horário de trabalho entre as 08h30 e as 17h00 e são acompanhados por um guarda prisional.

O sacerdote anunciou que os dividendos tirados da solidariedade dos visitantes do Presépio ao Vivo e «a ajuda preciosa» da Câmara de Braga, através do Orçamento Participativo suportam o pagamento aos reclusos, para compensar o trabalho prestado por cada um, na proporção do esforço despendido e em função do número de dias de trabalho.

São cerca de 800 os participantes que dão vida a uma história sempre antiga e sempre nova.

É um espaço com cerca de 30.000 m2 de ocupação e com mais de 90 cenários, com referência às culturas egípcia, judaica, romana, assíria, grega e babilónica.

“Não faltam muitos dos ofícios que existiam no tempo de Jesus: os ferreiros a forjarem e a temperar o ferro, o sapateiro a concertar sandálias rompidas, serradores que cortam lenha, camponeses a organizarem as ferramentas de trabalho, a tecedeira no tear a jogar fios de lã, o oleiro a moldar o barro, a padeira a amassar a farinha, entre tantos outros cenários da época, e, claro, a família de Nazaré a ser família diante das sombras do seu tempo…”, lê-se

LFS

Dez
25
Qua
Braga: Presépio ao vivo de Priscos ajuda na inclusão de reclusos
Dez 25 todo o dia

Braga, 25 nov 2019 (Ecclesia) – O projeto «Mais Natal Priscos» daquela paróquia da Arquidiocese de Braga dá trabalho há 5 anos a reclusos do Estabelecimento Prisional da cidade e vai estar patente ao público de 15 de dezembro a 12 de janeiro.

No âmbito de um protocolo assinado entre a paróquia e a Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), o padre João Torres, responsável pelo projecto «Mais Natal Priscos» e pároco de Priscos, considera que se trata de uma iniciativa inovadora “para dar mais dignidade à vida dos reclusos”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A reintegração social de reclusos “necessita de mais recursos humanos, tecnológicos, mais programas e, sobretudo mais financiamento para que os reclusos consigam refletir sobre a vida no geral, mas essencialmente acerca dos motivos que os levaram a cometer crimes e repensar nos objetivos para o futuro”.

No «Presépio ao Vivo de Priscos», os reclusos cumprem um horário de trabalho entre as 08h30 e as 17h00 e são acompanhados por um guarda prisional.

O sacerdote anunciou que os dividendos tirados da solidariedade dos visitantes do Presépio ao Vivo e «a ajuda preciosa» da Câmara de Braga, através do Orçamento Participativo suportam o pagamento aos reclusos, para compensar o trabalho prestado por cada um, na proporção do esforço despendido e em função do número de dias de trabalho.

São cerca de 800 os participantes que dão vida a uma história sempre antiga e sempre nova.

É um espaço com cerca de 30.000 m2 de ocupação e com mais de 90 cenários, com referência às culturas egípcia, judaica, romana, assíria, grega e babilónica.

“Não faltam muitos dos ofícios que existiam no tempo de Jesus: os ferreiros a forjarem e a temperar o ferro, o sapateiro a concertar sandálias rompidas, serradores que cortam lenha, camponeses a organizarem as ferramentas de trabalho, a tecedeira no tear a jogar fios de lã, o oleiro a moldar o barro, a padeira a amassar a farinha, entre tantos outros cenários da época, e, claro, a família de Nazaré a ser família diante das sombras do seu tempo…”, lê-se

LFS