Calendário

[wcp-carousel id=”90845″]

Out
24
Qui
Leiria: Três encontros sobre a missão na Vigararia de Ourém
Out 24 todo o dia

Leiria, 08 out 2019 (Ecclesia) – A Vigararia de Ourém (Diocese de Leiria – Fátima) realiza três encontros sobre a missão com o objetivo de se passar de uma pastoral de “mera conservação” para uma pastoral “decididamente missionária”.

O primeiro encontro é no dia 17 de outubro, às 21h00, no Salão Paroquial da Freixianda, e é subordinado ao tema «Ourém, terra de Missionários», com os testemunhos do padre José Henriques, que viveu grande parte da sua vida na Guiné-Bissau, e da Irmã Maria Augusta, que viveu muitos anos em Moçambique e Angola, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

No Centro Pastoral Paroquial de Nossa Senhora da Piedade (Ourém), dia 20 deste mês, das 14h45 às 18h00, realiza-se o segundo momento subordinado ao tema «Missionação de Ourém» com três comunicações: «A Devoção Cristã em Ourém em tempos medievais», por Saul António Gomes; «A Ação Pastoral dos frades do Convento de Santo António de Ourém (1600-1834)», por António Baptista e «A vivência cristã em Ourém no Século XIX», por Poças das Neves, lê-se

No dia 24 de outubro, no Salão Paroquial de Caxarias, às 21h00, o terceiro momento é subordinado ao tema «Ourém, terra de Missão», com duas intervenções: «A boa Nova de Jesus vivida pelos Jovens», por Jorge Martins e «Servir a alegria do amor vivido em família», pelo Casal Teresa e Ricardo.

Com o lema «Batizados e enviados», a Igreja celebra neste mês de Outubro, o Mês Missionário Extraordinário, proclamado pelo Papa Francisco, para que se compreenda mais profundamente, o quanto a Missão é “o máximo desafio para a Igreja” e “a primeira de todas as causas”.

Fazendo-se eco deste apelo do Papa Francisco, a Conferência Episcopal Portuguesa propôs um Ano Missionário, que agora termina, com o objetivo de apelar “a um maior vigor missionário em todas as dioceses, paróquias, comunidades e grupos eclesiais, desde os adultos aos jovens e crianças”.

LFS

Out
26
Sáb
Leiria: Pastoral juvenil promove novamente o «Cuméquié»
Out 26@16:46

Leiria, 18 out 2019 (Ecclesia) – O Serviço da Pastoral Juvenil da Diocese de Leiria-Fátima abre, “novamente”, as portas ao encontro “Cuméquié“, dia 26 deste mês, no Seminário daquela cidade.

A iniciativa intitulada «I (mas) Cuméquié(?)!», começa às 16h46, promete “momentos de muita risada e bom convívio”, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

“Sozinho ou em grupo, se tens mais de 15 anos, faz a tua inscrição” e “terás a oportunidade de passar por vários desafios de alta pressão que prometem animar este início de ano pastoral!”, lê-se

LFS

Out
27
Dom
Viana do Castelo: Bispo destaca importância do «acolhimento» e «significado especial» da peregrinação diocesana a Fátima
Out 27 todo o dia

«Só em Igreja se pode ser cristão», afirmou D. Anacleto Oliveira numa mensagem à diocese

Agência Ecclesia/MC

Viana do Castelo, 17 out 2019 (Ecclesia) – O bispo de Viana do Castelo espera que a peregrinação diocesana ao Santuário de Fátima seja “uma vivência do acolhimento” e afirma que tem um “especial significado” ao realizar-se no início da ‘Semana da Diocese’, a 27 de outubro.

“Esta peregrinação faz parte do jubileu dos quarenta anos da criação da Diocese. Neste terceiro e último ano somos convidados ao acolhimento. Para isso recorremos à proteção de Nossa Senhora, padroeira principal da Diocese, sob o título de «Santa Maria Maior» – «Maior» no modo como nos acolhe e nos incentiva a acolher, enquanto Mãe”, escreveu D: Anacleto Oliveira, numa mensagem aos diocesanos que vão peregrinar à Cova da Iria.

No documento enviado hoje à Agência ECCLESIA, pela Diocese de Viana do Castelo, o seu bispo começa com a exclamação ‘temos Mãe!’, do Papa Francisco no Santuário de Fátima, pelo centenário das aparições, a 13 de maio de 2017.

“E repetiu: «Temos Mãe! Temos Mãe!». Não há dúvida: foi a maternidade de Maria que mais o atraiu a Fátima”, acrescenta o bispo de Viana de Castelo, explicando que pela “mesma razão” também peregrinam ao santuário, para encontrarem “com a Mãe do Céu que lá acolhe”.

“Queremos saborear o seu amor, para o partilhamos uns com os outros: com os companheiros de viagem; com os restantes diocesanos que para lá se deslocam; com peregrinos de outros lugares do País e do mundo. Acolhamo-los a todos, ao deixarmo-nos acolher por Maria, nossa Mãe querida”, desenvolveu.

Na mensagem para ser lida, em cada autocarro, no início da peregrinação, o bispo de Viana do Castelo salienta que foi com uma mensagem que se pode resumir nas palavras “oração e conversão” que Nossa Senhora se manifestou em Fátima.

Do programa da peregrinação destaca-se a recitação do Terço, às 10h00, na Capelinha das Aparições, e passado uma hora a Eucaristia no altar do recinto de oração, todas as celebrações vão ser presididas por D. Anacleto Oliveira, no próximo dia 27.

O bispo de Viana do Castelo explica que com esta iniciativa começa a Semana da Diocese em que procuram anualmente “aprofundar a consciência” de que são membros da “grande família cristã que é a diocese”.

“Só em Igreja se pode ser cristão. E se eu preciso da Igreja, de igual modo ela precisa de mim”, acrescenta.

Numa carta aos sacerdotes de Viana do Castelo, o bispo diocesano lembra que a peregrinação “começa já com a viagem até Fátima”, recomenda que os autocarros sejam identificados com os cartazes alusivos à peregrinação que está integrada na Semana da Diocese 2019.

CB

Nov
3
Dom
Igreja/Liturgia: Dia diocesano da Música Litúrgica em Viana do Castelo
Nov 3 todo o dia

Viana do Castelo, 16 out 2019 (Ecclesia) – A Diocese de Viana do Castelo vai promover, a 03 de novembro, no Auditório Paulo VI daquela cidade, o I Dia Diocesano da Música Litúrgica.

Esta iniciativa, promovida pelo Secretariado Diocesano de Liturgia de Viana do Castelo e integrada no dia da diocese, é um dia formativo “para todos os grupos corais da diocese”, com “grande destaque para a Apresentação do Cantoral Nacional”, recentemente publicado pelo Secretariado Nacional de Liturgia, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A abertura dos trabalhos, 09h30, é feita por D. Anacleto Oliveira, bispo de Viana do Castelo, e 15 minutos depois é apresentado o Cantoral Nacional por Emanuel Pacheco, Serviço Nacional de Música Sacra.

O resto da manhã é preenchido com vários workshops sobre canto, direção coral e órgão que vão ser orientados por Vítor Lima; Emanuel Pacheco e padre Jorge Barbosa.

“Só com a devida formação dos leigos neste campo, é possível reduzir a influência musical de pouca qualidade”, lê-se na nota.

A eucaristia, às 15h30, encerra os trabalhos e é presidida por D. Anacleto Oliveira.

LFS