Calendário

[wcp-carousel id=”90845″]

Out
27
Dom
Viana do Castelo: Bispo destaca importância do «acolhimento» e «significado especial» da peregrinação diocesana a Fátima
Out 27 todo o dia

«Só em Igreja se pode ser cristão», afirmou D. Anacleto Oliveira numa mensagem à diocese

Agência Ecclesia/MC

Viana do Castelo, 17 out 2019 (Ecclesia) – O bispo de Viana do Castelo espera que a peregrinação diocesana ao Santuário de Fátima seja “uma vivência do acolhimento” e afirma que tem um “especial significado” ao realizar-se no início da ‘Semana da Diocese’, a 27 de outubro.

“Esta peregrinação faz parte do jubileu dos quarenta anos da criação da Diocese. Neste terceiro e último ano somos convidados ao acolhimento. Para isso recorremos à proteção de Nossa Senhora, padroeira principal da Diocese, sob o título de «Santa Maria Maior» – «Maior» no modo como nos acolhe e nos incentiva a acolher, enquanto Mãe”, escreveu D: Anacleto Oliveira, numa mensagem aos diocesanos que vão peregrinar à Cova da Iria.

No documento enviado hoje à Agência ECCLESIA, pela Diocese de Viana do Castelo, o seu bispo começa com a exclamação ‘temos Mãe!’, do Papa Francisco no Santuário de Fátima, pelo centenário das aparições, a 13 de maio de 2017.

“E repetiu: «Temos Mãe! Temos Mãe!». Não há dúvida: foi a maternidade de Maria que mais o atraiu a Fátima”, acrescenta o bispo de Viana de Castelo, explicando que pela “mesma razão” também peregrinam ao santuário, para encontrarem “com a Mãe do Céu que lá acolhe”.

“Queremos saborear o seu amor, para o partilhamos uns com os outros: com os companheiros de viagem; com os restantes diocesanos que para lá se deslocam; com peregrinos de outros lugares do País e do mundo. Acolhamo-los a todos, ao deixarmo-nos acolher por Maria, nossa Mãe querida”, desenvolveu.

Na mensagem para ser lida, em cada autocarro, no início da peregrinação, o bispo de Viana do Castelo salienta que foi com uma mensagem que se pode resumir nas palavras “oração e conversão” que Nossa Senhora se manifestou em Fátima.

Do programa da peregrinação destaca-se a recitação do Terço, às 10h00, na Capelinha das Aparições, e passado uma hora a Eucaristia no altar do recinto de oração, todas as celebrações vão ser presididas por D. Anacleto Oliveira, no próximo dia 27.

O bispo de Viana do Castelo explica que com esta iniciativa começa a Semana da Diocese em que procuram anualmente “aprofundar a consciência” de que são membros da “grande família cristã que é a diocese”.

“Só em Igreja se pode ser cristão. E se eu preciso da Igreja, de igual modo ela precisa de mim”, acrescenta.

Numa carta aos sacerdotes de Viana do Castelo, o bispo diocesano lembra que a peregrinação “começa já com a viagem até Fátima”, recomenda que os autocarros sejam identificados com os cartazes alusivos à peregrinação que está integrada na Semana da Diocese 2019.

CB

Nov
3
Dom
Igreja/Liturgia: Dia diocesano da Música Litúrgica em Viana do Castelo
Nov 3 todo o dia

Viana do Castelo, 16 out 2019 (Ecclesia) – A Diocese de Viana do Castelo vai promover, a 03 de novembro, no Auditório Paulo VI daquela cidade, o I Dia Diocesano da Música Litúrgica.

Esta iniciativa, promovida pelo Secretariado Diocesano de Liturgia de Viana do Castelo e integrada no dia da diocese, é um dia formativo “para todos os grupos corais da diocese”, com “grande destaque para a Apresentação do Cantoral Nacional”, recentemente publicado pelo Secretariado Nacional de Liturgia, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A abertura dos trabalhos, 09h30, é feita por D. Anacleto Oliveira, bispo de Viana do Castelo, e 15 minutos depois é apresentado o Cantoral Nacional por Emanuel Pacheco, Serviço Nacional de Música Sacra.

O resto da manhã é preenchido com vários workshops sobre canto, direção coral e órgão que vão ser orientados por Vítor Lima; Emanuel Pacheco e padre Jorge Barbosa.

“Só com a devida formação dos leigos neste campo, é possível reduzir a influência musical de pouca qualidade”, lê-se na nota.

A eucaristia, às 15h30, encerra os trabalhos e é presidida por D. Anacleto Oliveira.

LFS 

Mar
27
Sex
Igreja/Cultura: Vaticano aposta em festival internacional de teatro para refletir sobre «O Ser Humano do Futuro»
Mar 27_Mar 29 todo o dia

Evento vai decorrer em Roma entre 27 e 29 de março de 2020

Cidade do Vaticano, 29 mai 2019 (Ecclesia) – O Conselho Pontifício da Cultura, do Vaticano, em parceria com o Vicariato de Roma, vai promover na capital italiana um festival internacional de teatro dedicado ao tema ‘O Ser Humano do Futuro’.

De acordo com um comunicado do organismo da Santa Sé, enviado hoje à Agência ECCLESIA, a iniciativa decorre entre 27 e 29 de março de 2020 e resulta das reflexões que o Conselho Pontifício da Cultura tem feito sobre esta questão, nomeadamente durante a assembleia plenária que em 2017 dedicou ao tema ‘O futuro da humanidade’.

A intenção é mostrar “espetáculos centrados na relação entre o homem e as novas fronteiras científico-tecnológicas”, com a noção de que a relação entre o humano, a técnica e a ciência “adquiriram hoje novas e totalmente inesperadas implicações no plano ético, religioso, social e filosófico”.

“Das intervenções sobre o princípio e o fim da vida humana às alterações climáticas, da genética à inteligência artificial, passando pelas novas fronteiras científicas e tecnológicas, o ser humano é agora chamado a rever o seu papel no mundo”, refere o comunicado do dicastério da Santa Sé para a Cultura.

Que recorda no mesmo texto a tentação que tem marcado o Homem, de procurar “condicionar e dobrar de maneira irreversível as forças da natureza”, de “ultrapassar os seus próprios limites”, de “buscar a imortalidade” ou mesmo de “se tornar Deus”.

O festival internacional de teatro sobre ‘O Ser Humano do Futuro’ vai ser acolhido pela basílica de S. João de Latrão e por vários espaços ainda por definir, e pretende apresentar ao público trabalhos que expressem “em chave poética e artística” as temáticas que estão em cima da mesa, nas “mais diversas formas linguísticas”.

A Santa Sé abriu um concurso para a eleição dos trabalhos que irão depois integrar o certame, sendo que os interessados deverão enviar as suas obras para análise do júri até dia 15 de outubro, através do email festivalteatro@cultura.va.

Os trabalhos selecionados para apreciação serão anunciados depois a 15 de novembro e os melhores cinco terão oportunidade de integrar o cartaz o festival internacional e de ser apresentados ao público.

JCP