Calendário

[wcp-carousel id=”90845″]

Nov
11
Seg
Lusofonia: Fundação Fé e Cooperação dinamiza campanha solidária de Natal
Nov 11 2019_Jan 6 2020 todo o dia

«Um Natal para todos» é o objetivo da organização católica para o desenvolvimento

Lisboa, 12 nov 2019 (Ecclesia) – A Fundação católica Fé e Cooperação (FEC) começou a dinamizar a sua campanha de Natal ‘Presentes Solidários’, 11 no total, que contribuem para “mudar a vida de milhares de comunidades nos oito países lusófonos”, até 6 de janeiro.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, a FEC informa que têm 11 presentes solidários para o Natal 2019, entre os 6 euros e os 250 euros, que vão apoiar comunidades em “todos os países lusófonos”.

O catálogo tem mesas e cadeiras para escolas afetadas pelo Ciclone Idai em Moçambique, refeições diárias para crianças acolhidas na Casa Bambran, na Guiné-Bissau, sacos de cimento para a construção de cinco salas de aula em três aldeias, em Angola, e aulas de mecânica para jovens do Centro de Acolhimento Irmãos Unidos, em Cabo Verde.

No sítio online www.presentessolidarios.pt existem também cadeiras de rodas e canadianas para idosos do lar D. Simoa Godinho, em São Tomé e Príncipe, kits para a prevenção da dengue para as comunidades de Santarém, na região amazónica do Brasil.

“Entre muitas outras propostas verdadeiramente transformadoras” estão ainda bolsas de voluntário para a formação dos voluntários portugueses que partem em missões internacionais ou um par de sapatilhas e uma mochila para crianças e jovens da região de Padiae, em Timor-Leste.

A Fundação católica Fé e Cooperação realça que a campanha ‘Presentes Solidários’ traduz o slogan ‘Dar a Duplicar!’, ou seja, os presentes são postais de Natal que se enviam “a um familiar ou amigo” – por email ou para uma morada – e, simultaneamente, é enviado o “bem concreto” para a comunidade lusófona.

Na edição de 2018, a organização angariou 2271 presentes solidários que apoiaram “mais de 3750 crianças e jovens nos países lusófonos”, ao longo deste ano.

Criada em 1990, a FEC é uma organização não-governamental para o desenvolvimento com mais de 25 projetos em Angola, Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal.

O organismo da Conferência Episcopal Portuguesa tem como missão promover “o desenvolvimento humano integral”, com a visão de construir uma sociedade onde “cada pessoa possa viver com dignidade e justiça”.

CB/OC

Dez
1
Dom
Advento/Natal: Sector do Algarve propõe construção de «presépio» em relação com a família
Dez 1_Dez 24 todo o dia

Faro, 01 dez2019 (Ecclesia) – O Sector da Catequese da Infância e Adolescência da Diocese do Algarve propõe a construção de um “presépio”, que “tenha relação com a família”, na caminhada Advento-Natal, entre hoje e 12 de janeiro de 2020.

“A construção da casa como sinónimo de lar que se prepara para que Jesus nasça é um bonito exemplo de como poderemos levar as famílias a encontrarem nesta caminhada de advento o seu lugar especial e habitual”, explica a organização, indicando que a fachada da casa, ou a sua estrutura, “ainda que artificial deve contemplar, como em todas as casas, portas e janelas”.

‘A família à luz do Evangelho de Jesus Cristo’ é o tema da campanha Advento/Natal 2019 do Secretariado da Catequese da Diocese do Algarve.

A proposta que começa no primeiro Domingo do Advento, o novo tempo litúrgico que a Igreja Católica começa a viver este ano 1 de dezembro, tem por base nove palavras e nove símbolos: Estrutura da casa; porta; jardim; berço; pai/mãe/filho (Natal); mensagens no berço; palavra Paz no berço; oferta de alimentos no dia de Reis e vela.

“Salvação, acolhimento, espera, sinal, envolver, levantar-se, paz, entrar” e “Ele é a Luz das nações”, são as nove palavras que correspondem a cada símbolo e que vão ser apresentadas na Missa de cada domingo desde o início do Advento até ao Batismo do Senhor, a 12 de janeiro de 2020, dando também destaque ao Natal (25 dezembro); ao dia da Sagrada Família (29 dezembro), ao Dia Mundial da Paz (1 de janeiro) e à Epifania, o Dia de Reis (5 janeiro).

O Sector da Catequese da Infância e Adolescência assinala que o “momento mais propício” para o gesto da campanha poderá ser antes do cântico de entrada, ou substituindo o ato penitencial, ou ainda no momento “pós-comunhão”.

Da dinâmica consta também uma oração para cada semana do Advento para ser rezada em família, em casa, por exemplo ao jantar, até ao Natal “junto de uma coroa de Advento”, e a partir do Natal, “junto ao presépio”.

A campanha tem por base o programa pastoral diocesano para o ano pastoral 2019/2020 que coloca “a família no centro” e desafia “cada comunidade a caminhar a partir dos sinais que cada domingo a Palavra aponta”.

Segundo o jornal ‘Folha do Domingo’, a Diocese do Algarve conta com cerca de 1000 catequistas nas cerca de 80 paróquias para a formação de cerca de 9000 crianças e adolescentes.

O Advento é um período de quatro domingos que antecedem o tempo litúrgico do Natal.

CB

Vida Consagrada: Ordem dos Pregadores dedica «mês da Paz» à Índia
Dez 1 2019_Jan 1 2020 todo o dia

Do primeiro Domingo do Advento ao Dia Mundial da Paz

Roma, 12 jul 2019 (Ecclesia) – O mestre da Ordem dos Pregadores convida a concentrar as atenções do ‘Mês Dominicano da Paz’ 2019, com “um foco particular na paz em relação à juventude”, com quem “muitos” religiosos trabalham, após o Sínodo dos Bispos 2018.

“Enquanto as formas de violência prevalecem em tantos níveis na vasta e complexa sociedade indiana, o foco será combater a violência, sob a forma de privação e abuso, contra crianças, mulheres e ‘tribais’ (povos indígenas), lutas em que muitos Dominicanos estão presentes”, explica frei Bruno Cadoré.

Na mensagem às comunidades, o mestre geral dos Pregadores informa que vão “concentrar a atenção” em dois projetos da ordem religiosa: O projeto Dominicano Bloom para crianças de rua em Nagpur e o projeto da Família Dominicana que treina “a abordar o abuso sexual infantil”.

O ‘Mês Dominicano da Paz’ 2019, que vai dedicar a “atenção à Índia” vai começar no primeiro domingo do Advento, dia 1 de dezembro, e termina no Dia Mundial da Paz, a 1 de janeiro de 2020.

Em setembro ou outubro, acrescenta, vão ser partilhadas “mais informações e materiais” sobre a Índia e sobre os Dominicanos neste país para “ajudá-los com conteúdo para oração, pregação, consciencialização e atividades; É pedido às comunidades que nomeiem um coordenador para este mês do pacificador, a programação de um programa e a partilha de “ideias sobre maneiras úteis e criativas de destacar essa abordagem”.

Frei Bruno Cadoré contextualiza que a ideia desta iniciativa foi gerada para “promover a solidariedade dominicana” a nível global, com os irmãos e irmãs que estão a tentar “trazer esperança em situações de violência e guerra”.

Os Dominicanos centraram os esforços do seu mês da paz em 2017 na Colômbia, América Latina, “onde após 50 anos de guerra civil um acordo de paz ofereceu novas esperanças”, e no ano passado na República Democrática do Congo, África, “um país que vive há décadas guerras devastadoras com contínuos massacres e violações dos direitos humanos”.

“Os desafios na RDC ainda são enormes e o caminho para a paz real será longo, os irmãos e as irmãs dominicanas estão a capacitar as pessoas para se tornarem agentes de desenvolvimento sustentável e da paz”, explica o mestre geral, recordando que o mês da paz coincidiu com as “tão esperadas” eleições gerais a 30 de dezembro de 2018.

Sobre a situação na Colômbia, o religioso refere que, “infelizmente, a situação continua muito frágil” e os assinala que os dominicanos e dominicanos, “entre muitas outras ações, continuam a desempenhar papel fundamental no fortalecimento Acordo de Paz”, na mediação entre o Governo e a guerrilha, no “apoio às famílias vítimas dos massacres”, “numa cultura de respeito pelos direitos humanos”.

Neste momento a Ordem dos Pregadores está reunida em Capítulo Geral eletivo, até ao dia 4 de agosto, em Biên Hòa, no Vietname.

De Portugal, participam frei José Nunes e frei Filipe Rodrigues, e este sábado, 13 de julho, os capitulares vão escolher o seu novo Mestre Geral para um mandato de nove anos.

CB

Dez
10
Ter
Braga: Ceia de Natal junta universitários daquela cidade
Dez 10@19:00

Braga, 04 dez 2019 (Ecclesia) – A Pastoral Universitária da Arquidiocese Braga organiza, dia 10 de dezembro, a tradicional Ceia de Natal dos Universitários.

Como se aproxima o Natal, “época de partilha, alegria e fraternidade”, este setor da pastoral organiza esta atividade para celebrar o espírito natalício no “ambiente junto da tua família académica”, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A iniciativa começa às 19h00 com a Eucaristia, seguindo-se o jantar e momentos de “grande diversão”, no Centro Pastoral Universitário.

LFS

Dez
12
Qui
Publicações: Lançamento da obra «Natal Todo o Ano» de João César das Neves
Dez 12@18:30

Lisboa, 02 dez 2019 (Ecclesia) – Da autoria do economista João César das Neves, o livro «O Natal Todo o Ano» tem apresentação pública a 12 de dezembro, às 18h30, no auditório da Igreja de Santa Joana Princesa, em Lisboa.

A iniciativa é uma organização da Paróquia de Santa Joana Princesa e da editora Lucerna e contará com a presença da estratega de talentos Catarina Holstein e do consultor e produtor de espetáculos José Maria Moutinho, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

«O Natal Todo o Ano” apresenta, sob a forma de pequenos relatos e reflexões, os diferentes tempos litúrgicos e solenidades do ano cristão, sempre refletidos em ligação ao tempo do Natal.

“Por tudo isto, o Natal é a minha festa. Por tudo isto, o Natal é uma festa todo o ano. Porque todas as festas do ano estão, de alguma maneira, no Natal. O Natal é realmente todo o ano. Porque a única coisa que é comum a todo o ano é a estrebaria, a estrebaria onde Deus está sempre presente, por causa do Natal”, sublinha o autor no prefácio.

A obra integra um conjunto de escritos inéditos; outros textos da coletânea tiveram versões preliminares já publicadas, boa parte delas na coluna “Não há almoços grátis”, publicada no Diário de Notícias de novembro de 1992 a dezembro de 2018.

LFS

UCP: Curso sobre «Hermenêuticas das leituras do Tempo de Advento»
Dez 12@18:30_20:30

Lisboa, 16 out 2019 (Ecclesia) – A Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa propõe um itinerário de formação, em regime presencial, dedicado ao tema «À Espera do Messias. Hermenêuticas das leituras do Tempo de Advento».

O curso decorre de 07 de novembro a 12 de dezembro, em Lisboa, e está estruturado em 6 sessões, à quinta-feira, entre as 18h30 e as 20h30, lê-se no programa enviado à Agência ECCLESIA.

A iniciativa tem a coordenação científica do biblista e frade franciscano João Lourenço e as inscrições decorrem desde 06 deste mês.

LFS

UCP: Lição sobre estudos de religião aborda a literatura mundial e a Bíblia
Dez 12@18:30

Lisboa, 04 Dez 2019 (Ecclesia) – Na Universidade Católica Portuguesa (UCP), em Lisboa, vai realizar-se, dia 12 de dezembro, às 18h30, uma sessão do ciclo «Lições sobre os Estudos de Religião».

Esta sessão tem como tema «Literatura mundial, literatura mundana. Leitura e ensino da Bíblia e literatura» e é ministrada por Daniel Weidner (Humboldt University of Berlin), realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A iniciativa é promovida pelo Centro de Investigação em Teologia e Estudos de Religião (CITER) em parceria com Centro de Estudos de Comunicação e Cultura (CECC) e decorre na Biblioteca Universitária João Paulo II daquela instituição.

LFS

Lisboa: Paróquia de Carnide promove formações sobre o «Cuidador Informal»
Dez 12@21:15

Lisboa, 22 nov 2019 (Ecclesia) – No auditório do Centro Cultural Franciscano (Lisboa) realiza-se, dia 12 de dezembro, às 21h15, uma formação sobre «A pessoa humana face ao declínio da vida: Investimento político, social, cultural e religioso», integrado no ciclo de conferências sobre o «Cuidador Informal»

A iniciativa tem como formadora a terapeuta Eugénia Tomaz e é promovida pela Paróquia de Carnide, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O cuidador (in)formal assume, nos tempos atuais, uma importância fulcral no bem-estar das pessoas em situação de dependência e doença prolongada.

Contudo, face às necessidades, muitas vezes familiares, de prestar cuidados às pessoas necessitadas, o cuidador informal vê-se, em situações inesperadas e para as quais não se encontra preparado, sem saber como bem atuar.

Esta formação pretende “ser uma reflexão sobre a realidade portuguesa e europeia, e oferecer respostas concretas políticas, sociais, culturais e religiosas para o presente e o futuro”.

As formações continuam a 11 de fevereiro, 30 abril e 25 de junho, lê-se na nota.

LFS

Dez
13
Sex
Catequese Familiar: Formação para animadores de Braga e Viana do Castelo
Dez 13@21:00_22:30

Viana do Castelo, 31 out 2019 (Ecclesia) – O Departamento de Educação Cristã de Adultos de Braga e o Secretariado Diocesano de Catequese de Viana do Castelo promovem, de 08 de novembro a 31 de janeiro, uma formação para animadores de catequese familiar.

As sessões de formação, começam às 21h00 e terminam pelas 22h30, é dirigida a agentes das duas dioceses e realiza-se no Seminário dos Missionários Passionistas, em Barroselas, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Estes departamentos têm “consciência da emergência deste tipo de catequese” e pretendem que entre os catequistas, “houvesse gente preparada para abraçar este desafio”, lê-se no comunicado.

LFS

Publicações: Lançamento de livro que relata viagem do Porto à Guiné Bissau
Dez 13@21:30

Porto, 29 nov 2019 (Ecclesia) – Quatro padres e quatro leigos da Diocese do Porto realizaram uma viagem desta cidade à Guiné Bissau, “com fins caritativos”, e da experiência resultou também um livro.

A obra vai ser apresentada dia 13 de dezembro, às 21h30, no auditório da Paróquia de Mafamude (Porto) e conta com a presença de D. Manuel Linda, Bispo do Porto, e do presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

O livro relata a experiência vivida pelas oito pessoas que viajaram de jipe e de pick-up.

LFS

Dez
14
Sáb
Igreja/Meditação: Seminário de Coimbra convida as pessoas a «tirar» um dia por mês
Dez 14 todo o dia

Coimbra, 23 nov 2019 (Ecclesia) – O Seminário de Coimbra propõe a partir de hoje, aos cristãos daquela diocese que tirem um dia por mês para descansar e para dar tempo a si mesmo.

A iniciativa intitulada «SHABBATH 2019-2020» é um tempo e um espaço para as pessoas se reencontrarem com o “seu interior” e para se deixarem “elevar pelo sagrado”, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O dia proposto é sempre ao sábado, das 09h30 às 17h00, no Seminário Maior de Coimbra, e a psicologia, a teologia, o silêncio, a meditação… são apenas instrumentos para reencontrar a paz interior e o sentido pleno da existência.

O ciclo começa hoje e o tema é «Há vida na minha agenda?» sendo orientado pelo padre Nuno Santos e Jacinta Paiva.

No dia 14 de dezembro, no mesmo local, e em contexto de advento o padre Nuno Santos fala para os jovens (até aos 35 anos) sobre «#conectar-me» e Jacinta Paiva reflete (para adultos) sobre «Trazer Deus dentro de mim», lê-se.

O padre franciscano Luis Oliveira, no dia 25 de janeiro, aborda o tema «Emoções – caminho de santidade» e no dia 22 de fevereiro (em contexto de quaresma) o padre Nuno Santos dá o contributo para os jovens (até aos 35 anos) sobre «#recentrar / redirecionar/ recalcular» e Jacinta Paiva reflete (para adultos) sobre «As sedes que me habitam», lê-se.

LFS

Porto: D. António Couto e Fernando Santos dão testemunhos de fé
Dez 14 todo o dia

Porto, 25 nov 2019 (Ecclesia) – O selecionador nacional de futebol, Fernando Santos, e D. António Couto, bispo de Lamego, vão dar «Testemunhos de Fé», dia 14 de dezembro, em Marco de Canaveses, Diocese do Porto.

O evento é organizado pela Casa do Povo de Vila Boa do Bispo e na palestra os dois intervenientes explicam as razões da sua fé em Jesus Cristo, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

LFS

Lisboa: A secular tradição da cultura madeirense, «Missa do Parto», em Alfragide
Dez 14@6:30

Lisboa, 02 dez 2019 (Ecclesia) – A Paróquia de Alfragide, Lisboa, promove a celebração, na Igreja da Divina Misericórdia, dia 14 de dezembro, às 06h30, de uma «Missa do Parto», uma secular tradição da religiosidade popular e da cultura madeirense.

A iniciativa partiu dum grupo de católicos madeirenses, há seis anos, e foi acolhida pela comunidade paroquial e “vai já no seu quarto ano” e “tem vindo a contar com um número crescente de participantes”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

As «Missas do Parto» invocam, nos nove dias que antecedem o Natal, o bom parto da Virgem Maria, que há-de dar à luz o Menino Jesus.

O facto de serem celebradas tão cedo, ainda antes do nascer do sol, ficava a dever-se a uma “preocupação prática de não interferir com o trabalho nos campos, que começava cedo, e ao simbolismo da preparação da celebração de Jesus que nasce para ser a Luz do mundo”, lê-se na nota

Estas celebrações são “muito participadas” com um “cunho muito próprio no que se refere, por exemplo, ao canto e à música”.

Além disso, no final da missa, ocorre tradicionalmente um momento de convívio com beberes e comeres quentes típicos da Madeira.

LFS

Igreja/Música: Concerto de Natal da Academia de Música de Santa Cecília
Dez 14@21:00

Lisboa, 14 nov 2019 (Ecclesia) – A Basílica do Palácio Nacional de Mafra vai acolher, dias 14 e 15 de dezembro, às 21h00, o 3º Concerto de Natal da Academia de Música de Santa Cecília (Lisboa).

Neste concerto participa um coro “constituído por 250 crianças e jovens dos 10 aos 17 anos e uma orquestra de cordas de alunos da escola, a soprano Ana Paula Russo e ainda o conjunto, único no mundo, dos seis órgãos da Basílica de Mafra”, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

No programa estão representados vários compositores nacionais e estrangeiros, destacando-se a obra «Seus braços dão Vida ao mundo», sobre um poema de José Régio, da autoria da jovem Francisca Pizarro, aluna finalista do Curso Secundário de Composição da Academia de Música de Santa Cecília.

Este evento assume especial importância não apenas pela singularidade do conjunto dos seis órgãos do Palácio Nacional de Mafra, mas também pelo elevado número de jovens músicos envolvidos.

A Academia de Música de Santa Cecília é uma escola de ensino integrado de música, com um modelo de ensino que, pela sua estrutura e qualidade, potencia o prosseguimento de estudos a nível superior nas mais variadas áreas, musicais ou outras.

LFS

Igreja/Natal: Encontro de cantares ao Menino com folclore em Alfragide
Dez 14@21:00

Lisboa, 03 Dez 2019 (Ecclesia) – O Grupo Danças e Cantares Alto do Moinho organiza, dia 14 deste mês, às 21h00, na Igreja da Divina Misericórdia de Alfragide (Patriarcado de Lisboa), o IIº Encontro de Cantares ao Menino.

Neste evento vão participar, para além do grupo organizador, O Rancho Folclórico “As Mondadeiras” da Casa Branca (Alentejo); Rancho Folclórico “Os Camponeses” de São Francisco (Estremadura Sul) e Grupo Danças e Cantares do Clube do Novo Banco – Besclore (Minho), realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Este encontro de cantares ao Menino vai trazer uma tradição secular à Cidade da Amadora.

LFS