Calendário

[wcp-carousel id=”90845″]

Nov
11
Seg
Lusofonia: Fundação Fé e Cooperação dinamiza campanha solidária de Natal
Nov 11 2019_Jan 6 2020 todo o dia

«Um Natal para todos» é o objetivo da organização católica para o desenvolvimento

Lisboa, 12 nov 2019 (Ecclesia) – A Fundação católica Fé e Cooperação (FEC) começou a dinamizar a sua campanha de Natal ‘Presentes Solidários’, 11 no total, que contribuem para “mudar a vida de milhares de comunidades nos oito países lusófonos”, até 6 de janeiro.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, a FEC informa que têm 11 presentes solidários para o Natal 2019, entre os 6 euros e os 250 euros, que vão apoiar comunidades em “todos os países lusófonos”.

O catálogo tem mesas e cadeiras para escolas afetadas pelo Ciclone Idai em Moçambique, refeições diárias para crianças acolhidas na Casa Bambran, na Guiné-Bissau, sacos de cimento para a construção de cinco salas de aula em três aldeias, em Angola, e aulas de mecânica para jovens do Centro de Acolhimento Irmãos Unidos, em Cabo Verde.

No sítio online www.presentessolidarios.pt existem também cadeiras de rodas e canadianas para idosos do lar D. Simoa Godinho, em São Tomé e Príncipe, kits para a prevenção da dengue para as comunidades de Santarém, na região amazónica do Brasil.

“Entre muitas outras propostas verdadeiramente transformadoras” estão ainda bolsas de voluntário para a formação dos voluntários portugueses que partem em missões internacionais ou um par de sapatilhas e uma mochila para crianças e jovens da região de Padiae, em Timor-Leste.

A Fundação católica Fé e Cooperação realça que a campanha ‘Presentes Solidários’ traduz o slogan ‘Dar a Duplicar!’, ou seja, os presentes são postais de Natal que se enviam “a um familiar ou amigo” – por email ou para uma morada – e, simultaneamente, é enviado o “bem concreto” para a comunidade lusófona.

Na edição de 2018, a organização angariou 2271 presentes solidários que apoiaram “mais de 3750 crianças e jovens nos países lusófonos”, ao longo deste ano.

Criada em 1990, a FEC é uma organização não-governamental para o desenvolvimento com mais de 25 projetos em Angola, Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal.

O organismo da Conferência Episcopal Portuguesa tem como missão promover “o desenvolvimento humano integral”, com a visão de construir uma sociedade onde “cada pessoa possa viver com dignidade e justiça”.

CB/OC

Dez
1
Dom
Advento/Natal: Sector do Algarve propõe construção de «presépio» em relação com a família
Dez 1_Dez 24 todo o dia

Faro, 01 dez2019 (Ecclesia) – O Sector da Catequese da Infância e Adolescência da Diocese do Algarve propõe a construção de um “presépio”, que “tenha relação com a família”, na caminhada Advento-Natal, entre hoje e 12 de janeiro de 2020.

“A construção da casa como sinónimo de lar que se prepara para que Jesus nasça é um bonito exemplo de como poderemos levar as famílias a encontrarem nesta caminhada de advento o seu lugar especial e habitual”, explica a organização, indicando que a fachada da casa, ou a sua estrutura, “ainda que artificial deve contemplar, como em todas as casas, portas e janelas”.

‘A família à luz do Evangelho de Jesus Cristo’ é o tema da campanha Advento/Natal 2019 do Secretariado da Catequese da Diocese do Algarve.

A proposta que começa no primeiro Domingo do Advento, o novo tempo litúrgico que a Igreja Católica começa a viver este ano 1 de dezembro, tem por base nove palavras e nove símbolos: Estrutura da casa; porta; jardim; berço; pai/mãe/filho (Natal); mensagens no berço; palavra Paz no berço; oferta de alimentos no dia de Reis e vela.

“Salvação, acolhimento, espera, sinal, envolver, levantar-se, paz, entrar” e “Ele é a Luz das nações”, são as nove palavras que correspondem a cada símbolo e que vão ser apresentadas na Missa de cada domingo desde o início do Advento até ao Batismo do Senhor, a 12 de janeiro de 2020, dando também destaque ao Natal (25 dezembro); ao dia da Sagrada Família (29 dezembro), ao Dia Mundial da Paz (1 de janeiro) e à Epifania, o Dia de Reis (5 janeiro).

O Sector da Catequese da Infância e Adolescência assinala que o “momento mais propício” para o gesto da campanha poderá ser antes do cântico de entrada, ou substituindo o ato penitencial, ou ainda no momento “pós-comunhão”.

Da dinâmica consta também uma oração para cada semana do Advento para ser rezada em família, em casa, por exemplo ao jantar, até ao Natal “junto de uma coroa de Advento”, e a partir do Natal, “junto ao presépio”.

A campanha tem por base o programa pastoral diocesano para o ano pastoral 2019/2020 que coloca “a família no centro” e desafia “cada comunidade a caminhar a partir dos sinais que cada domingo a Palavra aponta”.

Segundo o jornal ‘Folha do Domingo’, a Diocese do Algarve conta com cerca de 1000 catequistas nas cerca de 80 paróquias para a formação de cerca de 9000 crianças e adolescentes.

O Advento é um período de quatro domingos que antecedem o tempo litúrgico do Natal.

CB

Dez
16
Seg
Coimbra: Cáritas diocesana promove campanha «Natal Solidário»
Dez 16 todo o dia

Coimbra, 04 Dez 2019 (Ecclesia) – A Cáritas Diocesana de Coimbra, através do seu Centro de Apoio Social (CAS), está a promover a campanha «Natal Solidário 2019», que este ano decorre até ao dia 16 de dezembro.

Esta iniciativa anual é “já uma tradição do CAS”, que pretende, desta forma, angariar “bens para rechear os cabazes de Natal que serão entregues a cerca de 200 famílias em situação de carência económica”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Em 2018, a Cáritas Diocesana de Coimbra conseguiu angariar “produtos suficientes para compor cabazes que chegaram a 205 famílias”.

A generosidade da comunidade permitiu apoiar no total 645 pessoas, destacando as 260 crianças que receberam um presente, lê-se na nota

Os cabazes serão compostos por diversos bens, como: açúcar, farinha, azeite, óleo, atum, salsichas, feijão/grão, produtos hortícolas, leite, bolachas, cereais, queijo, compota/mel, bolo-rei, bacalhau e produtos de higiene.

A pensar nos mais novos, a Cáritas Diocesana de Coimbra também recebe brinquedos/presentes para colocar nos cabazes das famílias com filhos.

LFS

Dez
17
Ter
Algarve: Formação para «organizadores de casamentos» para «cerimónias bonitas» e de acordo com a Igreja católica
Dez 17 todo o dia

Segunda edição está marcada para 17 de dezembro

Faro, 09 Dez 2019 (Ecclesia) – A Pastoral do Turismo da diocese do Algarve vai promover uma formação para organizadores de casamentos com o objetivo de tornar as cerimónias “bonitas e corretas” no que a “Igreja Católica define para o sacramento do matrimónio”.

“A formação destina-se a todas as organizadoras de casamentos e visa dar a conhecer todos os procedimentos que são necessários para a preparação de um casamento católico, a documentação que é obrigatória, bem como os canais de comunicação a usar para obter as devidas autorizações/documentos”, dá conta um comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA.

A liturgia e as cerimónias católicas são temas a ser abordados durante a formação, procurando, desta forma, “estabelecer uma relação com todas as empresas de organização de casamentos que operam na região”.

“É já a segunda vez que realiza esta formação, atividade que se tem revelado de grande utilidade e uma ferramenta de preparação importante para estes agentes que promovem a ligação entre noivos e a Igreja”, traduz o comunicado.

A formação está agendada para o dia 17 e decorre no Seminário de S. José, em Faro, entre as 10h00 e as 17h00.

O crescente número de casamentos “feitos no Algarve por estrangeiros, sobretudo provenientes da Irlanda e de comunidades católicas do Reino Unido”, carece de acompanhamento por parte de profissionais que conheçam e possam fazer respeitar as regras que a Igreja católica prevê para estas cerimónias, indica o padre Miguel Neto, responsável por esta equipa de trabalho da Diocese.

“Se o número de casamentos deste tipo tem aumentado, consequentemente, a relação existente com as organizadoras também se tem aprofundado, pelo que se tornava importante a realização de uma formação que explique detalhadamente quais os passos a dar na preparação destes casamentos”, evitando, assim, “erros grosseiros, que podem colocar em risco a validade dos matrimónio de casais estrangeiros, ao mesmo tempo que se facilitam os procedimentos junto da Diocese”, assume o comunicado.

A formação fornece uma certificação válida por dois anos; os interessados poderão consultar mais informações site da Pastoral do Turismo da Diocese do Algarve.

LS

Igreja/Natal: «Click To Pray» propõe campanha de oração
Dez 17 todo o dia

Lisboa, 12 Dez 2019 (Ecclesia) – A plataforma oficial de oração da Rede Mundial de Oração do Papa, «Click To Pray», propõe, de 17 de dezembro a 1 de janeiro, uma campanha de oração para o Advento e para o Natal baseada no seu itinerário espiritual: o Caminho do Coração.

Para que o Advento e o Natal não sejam apenas tempos litúrgicos que se repetem no calendário, «Click To Pray», propõe o “percurso diário para a novena e oitava de Natal”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Esta proposta será partilhada e rezada nos sete idiomas do Click To Pray (português, inglês, italiano, francês, espanhol, alemão e chinês) e ao participar nesta campanha os utilizadores “rezam com mais de dois milhões de pessoas em todos o mundo”.

Englobando a novena e a oitava de Natal, a campanha «Do Advento ao Natal – um Caminho do Coração» propõe diariamente um conjunto de imagens e uma reflexão apresentada a partir de citações bíblicas e de frases do Papa Francisco.

O percurso encontra-se dividido em duas fases: o Caminho do Coração do Advento e o Caminho do Coração do Natal.

A Rede Mundial de Oração do Papa (RMOP) é uma obra pontifícia confiada à Companhia de Jesus (Jesuítas), com um diretor mundial nomeado pelo Papa.

A RMOP é difundida em Portugal pelo Secretariado Nacional do Apostolado da Oração, a obra da Província Portuguesa da Companhia de Jesus, e tem como diretor o padre António Valério.

LFS

Igreja/Natal: Bispo do Funchal vai presidir a «Missas do Parto»
Dez 17@6:00

Funchal,  Madeira, 11 Dez 2019 (Ecclesia) – O Bispo do Funchal, D. Nuno Brás, vai presidir a nove «Missas do Parto», uma tradição tão enraizada entre o povo e que marca a preparação do Natal na Madeira.

Este vai ser “o primeiro contato” de D. Nuno Brás com esta tradição daquela ilha, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

No dia 15 deste mês, pelas 06h00, o bispo vai presidir na Paróquia do Curral das Freiras; no dia seguinte e à mesma hora vai estar na Paróquia da Encarnação e a 17 deste mês na Paróquia de São Martinho.

A Paróquia do Campanário recebe o bispo dia 18 deste mês; a celebração na Paróquia de Santo Amaro, às 06h30, é no dia 19 de dezembro.

As três últimas missas do parto deste ano presididas por D. Nuno Brás são na Paróquia da Nazaré, Paróquia do Imaculado Coração de Maria e Paróquia da Sé (respetivamente).

LFS

Dez
18
Qua
Igreja/Natal: Bispo do Funchal vai presidir a «Missas do Parto»
Dez 18@6:00

Funchal,  Madeira, 11 Dez 2019 (Ecclesia) – O Bispo do Funchal, D. Nuno Brás, vai presidir a nove «Missas do Parto», uma tradição tão enraizada entre o povo e que marca a preparação do Natal na Madeira.

Este vai ser “o primeiro contato” de D. Nuno Brás com esta tradição daquela ilha, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

No dia 15 deste mês, pelas 06h00, o bispo vai presidir na Paróquia do Curral das Freiras; no dia seguinte e à mesma hora vai estar na Paróquia da Encarnação e a 17 deste mês na Paróquia de São Martinho.

A Paróquia do Campanário recebe o bispo dia 18 deste mês; a celebração na Paróquia de Santo Amaro, às 06h30, é no dia 19 de dezembro.

As três últimas missas do parto deste ano presididas por D. Nuno Brás são na Paróquia da Nazaré, Paróquia do Imaculado Coração de Maria e Paróquia da Sé (respetivamente).

LFS

Dez
19
Qui
Braga: Presépio ao vivo de Priscos ajuda na inclusão de reclusos
Dez 19 todo o dia

Braga, 25 nov 2019 (Ecclesia) – O projeto «Mais Natal Priscos» daquela paróquia da Arquidiocese de Braga dá trabalho há 5 anos a reclusos do Estabelecimento Prisional da cidade e vai estar patente ao público de 15 de dezembro a 12 de janeiro.

No âmbito de um protocolo assinado entre a paróquia e a Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), o padre João Torres, responsável pelo projecto «Mais Natal Priscos» e pároco de Priscos, considera que se trata de uma iniciativa inovadora “para dar mais dignidade à vida dos reclusos”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A reintegração social de reclusos “necessita de mais recursos humanos, tecnológicos, mais programas e, sobretudo mais financiamento para que os reclusos consigam refletir sobre a vida no geral, mas essencialmente acerca dos motivos que os levaram a cometer crimes e repensar nos objetivos para o futuro”.

No «Presépio ao Vivo de Priscos», os reclusos cumprem um horário de trabalho entre as 08h30 e as 17h00 e são acompanhados por um guarda prisional.

O sacerdote anunciou que os dividendos tirados da solidariedade dos visitantes do Presépio ao Vivo e «a ajuda preciosa» da Câmara de Braga, através do Orçamento Participativo suportam o pagamento aos reclusos, para compensar o trabalho prestado por cada um, na proporção do esforço despendido e em função do número de dias de trabalho.

São cerca de 800 os participantes que dão vida a uma história sempre antiga e sempre nova.

É um espaço com cerca de 30.000 m2 de ocupação e com mais de 90 cenários, com referência às culturas egípcia, judaica, romana, assíria, grega e babilónica.

“Não faltam muitos dos ofícios que existiam no tempo de Jesus: os ferreiros a forjarem e a temperar o ferro, o sapateiro a concertar sandálias rompidas, serradores que cortam lenha, camponeses a organizarem as ferramentas de trabalho, a tecedeira no tear a jogar fios de lã, o oleiro a moldar o barro, a padeira a amassar a farinha, entre tantos outros cenários da época, e, claro, a família de Nazaré a ser família diante das sombras do seu tempo…”, lê-se

LFS

Igreja/Natal: Bispo do Funchal vai presidir a «Missas do Parto»
Dez 19@6:00

Funchal,  Madeira, 11 Dez 2019 (Ecclesia) – O Bispo do Funchal, D. Nuno Brás, vai presidir a nove «Missas do Parto», uma tradição tão enraizada entre o povo e que marca a preparação do Natal na Madeira.

Este vai ser “o primeiro contato” de D. Nuno Brás com esta tradição daquela ilha, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

No dia 15 deste mês, pelas 06h00, o bispo vai presidir na Paróquia do Curral das Freiras; no dia seguinte e à mesma hora vai estar na Paróquia da Encarnação e a 17 deste mês na Paróquia de São Martinho.

A Paróquia do Campanário recebe o bispo dia 18 deste mês; a celebração na Paróquia de Santo Amaro, às 06h30, é no dia 19 de dezembro.

As três últimas missas do parto deste ano presididas por D. Nuno Brás são na Paróquia da Nazaré, Paróquia do Imaculado Coração de Maria e Paróquia da Sé (respetivamente).

LFS

Formação: Ciclo de conferências sobre a interseção entre ciências sociais e fé
Dez 19@19:30

Lisboa, 03 set 2019 (Ecclesia) – O Centro de Espiritualidade Dehoniana e a PDB Consulting organizam, de 17 outubro a 25 Junho 2020, de um ciclo de jantares-conferência sobre a interseção entre ciências sociais e fé.

Este ciclo subordinado ao tema «Ciências Sociais e Fé: incompatíveis ou complementares?» realiza-se no Seminário de Nossa Senhora de Fátima (Alfragide, Lisboa) e as sessões começam às 19h30, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

José Luís Nunes Martins, José Miguel Sardica, Marta Pimenta de Brito, Alexandra Viana Lopes, Pedro Gil, João Pedro Tavares, João César das Neves, Alfredo Teixeira e António Pimenta de Brito são os oradores desta iniciativa.

A pedra de toque é a partilha de ideias por isso a organização pede aos participantes para levarem questões sobre os temas.

LFS

Algarve: Paróquia de Portimão inaugura obras de restauro na igreja do Colégio
Dez 19@21:30

Porto, 12 dez 2019 (Ecclesia) – A Paróquia de Portimão, na Diocese do Algarve, vai inaugurar a 19 de dezembro as obras de restauro do retábulo e dos frescos do altar-mor da igreja do Colégio, pelas 21h30.

A informação enviada hoje à Agência ECCLESIA, pelo jornal ‘Folha do Domingo’, explica que o retábulo da igreja do Colégio da Companhia de Jesus está a receber uma “intervenção profunda” pela primeira vez.

A intervenção no retábulo inclui a “consolidação da estrutura”, a “reconstrução das peças de talha desaparecidas ou danificadas”, a “remoção da sujidade acumulada, como de repintes do século XIX”, o “restauro da pintura e do ouro” e a aplicação de um “novo frontal em talha dourada” para substituir a janela de vidro que foi colocada noutra intervenção.

A Paróquia da matriz de Portimão explicou que a intervenção inclui também uma “limpeza e integração dos frescos do teto e das paredes” e contextualizou que o painel “apenas tinha sido limpo e consolidado” nas obras de recuperação que permitiram a reabertura a igreja, que estava encerrada desde a década de 1970, em junho de 2008.

A igreja do Colégio da Companhia de Jesus, o patrono é São Francisco Xavier, no centro da de Portimão (Alameda Nuno Mergulhão), foi construída pelo fidalgo Diogo Gonçalves, que faleceu em 1664 antes da sua conclusão em 1707.

A Paróquia de Portimão informa que assumiu os custos com o alojamento dos técnicos (comparticipados também pela Misericórdia de Portimão), do envernizamento do soalho da igreja, da renovação do sistema de som e da iluminação, num total de cerca de 10.000 euros.

As obras que começaram a 7 de outubro, por uma equipa de cinco técnicos, têm um custo de 37.073 euros (mais IVA) que “o município assume na quase totalidade, no esforço que com a paróquia da matriz de Portimão tem feito de conservar este património da cidade”, classificado como de “interesse municipal”.

O jornal diocesano adianta que a inauguração das obras de requalificação inclui um concerto elementos do Coral Adágio, mas também da sua nova Academia de Música de Portimão.

CB/OC

Dez
20
Sex
Natal: Comunidade Vida e Paz promove festa com pessoas em situação de sem-abrigo
Dez 20_Dez 22 todo o dia

Foto Comunidade Vida e Paz (arquivo)

Lisboa, 20 nov 2019 (Ecclesia) – A Comunidade Vida e Paz (CVP) vai dinamizar a 31.ª Festa de Natal com as pessoas em situação de sem-abrigo, de 20 a 22 de dezembro, na Cantina da Cidade Universitária, em Lisboa.

“As expectativas são de fazermos sempre mais e melhor para criar oportunidades de mudança e outro sentido de vida para os nossos convidados, preferencialmente as pessoas em situação de sem-abrigo”, disse o diretor-geral da CVP.

Em declarações à Agência ECCLESIA, Henrique Joaquim realça que esta é a forma que encontraram “de celebrar o Natal, celebrar a vida,” e criar as condições para que de facto “outros tenham uma vida digna que é sua por direito”.

Segundo o diretor-geral da Comunidade Vida e Paz o que estão a preparar há uns meses “é um acolhimento muito humano, muito digno”, em termos de pessoas e a formação que têm dado aos voluntários é nesse sentido.

Depois, ao longo dos três dias da Festa de Natal também disponibilizam serviços que, geralmente, “são mais necessários”, como “as necessidades básicas” de higiene, de alimentação, de roupa, mas também serviços “do cartão de cidadão, de saúde, de emprego” e existe também a área da espiritualidade.

Em 2017, com o contributo de mais de 1400 voluntários, esta iniciativa recebeu 1325 convidados a quem foram servidas 3130 refeições; A área da cidadania totalizou 334 atendimentos, sendo o serviço da Segurança Social o mais requisitado, em saúde registaram 658 atendimentos, e 71 pessoas recorreram aos técnicos da CVP a solicitar apoio.

A Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) tutelada pelo Patriarcado de Lisboa, que assume como missão “apoiar as pessoas sem-abrigo de Lisboa com o objetivo de as reabilitar e reinserir como cidadãos participativos na sociedade”.

No seu sítio online, a Comunidade Vida e Paz informa que apoia mais de 430 pessoas na rua e acolhe 265 pessoas para reabilitação.

CB

Igreja/Natal: Bispo do Funchal vai presidir a «Missas do Parto»
Dez 20@6:00

Funchal,  Madeira, 11 Dez 2019 (Ecclesia) – O Bispo do Funchal, D. Nuno Brás, vai presidir a nove «Missas do Parto», uma tradição tão enraizada entre o povo e que marca a preparação do Natal na Madeira.

Este vai ser “o primeiro contato” de D. Nuno Brás com esta tradição daquela ilha, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

No dia 15 deste mês, pelas 06h00, o bispo vai presidir na Paróquia do Curral das Freiras; no dia seguinte e à mesma hora vai estar na Paróquia da Encarnação e a 17 deste mês na Paróquia de São Martinho.

A Paróquia do Campanário recebe o bispo dia 18 deste mês; a celebração na Paróquia de Santo Amaro, às 06h30, é no dia 19 de dezembro.

As três últimas missas do parto deste ano presididas por D. Nuno Brás são na Paróquia da Nazaré, Paróquia do Imaculado Coração de Maria e Paróquia da Sé (respetivamente).

LFS

Catequese Familiar: Formação para animadores de Braga e Viana do Castelo
Dez 20@21:00_22:30

Viana do Castelo, 31 out 2019 (Ecclesia) – O Departamento de Educação Cristã de Adultos de Braga e o Secretariado Diocesano de Catequese de Viana do Castelo promovem, de 08 de novembro a 31 de janeiro, uma formação para animadores de catequese familiar.

As sessões de formação, começam às 21h00 e terminam pelas 22h30, é dirigida a agentes das duas dioceses e realiza-se no Seminário dos Missionários Passionistas, em Barroselas, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Estes departamentos têm “consciência da emergência deste tipo de catequese” e pretendem que entre os catequistas, “houvesse gente preparada para abraçar este desafio”, lê-se no comunicado.

LFS

Dez
21
Sáb
Braga: Presépio ao vivo de Priscos ajuda na inclusão de reclusos
Dez 21 todo o dia

Braga, 25 nov 2019 (Ecclesia) – O projeto «Mais Natal Priscos» daquela paróquia da Arquidiocese de Braga dá trabalho há 5 anos a reclusos do Estabelecimento Prisional da cidade e vai estar patente ao público de 15 de dezembro a 12 de janeiro.

No âmbito de um protocolo assinado entre a paróquia e a Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), o padre João Torres, responsável pelo projecto «Mais Natal Priscos» e pároco de Priscos, considera que se trata de uma iniciativa inovadora “para dar mais dignidade à vida dos reclusos”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

A reintegração social de reclusos “necessita de mais recursos humanos, tecnológicos, mais programas e, sobretudo mais financiamento para que os reclusos consigam refletir sobre a vida no geral, mas essencialmente acerca dos motivos que os levaram a cometer crimes e repensar nos objetivos para o futuro”.

No «Presépio ao Vivo de Priscos», os reclusos cumprem um horário de trabalho entre as 08h30 e as 17h00 e são acompanhados por um guarda prisional.

O sacerdote anunciou que os dividendos tirados da solidariedade dos visitantes do Presépio ao Vivo e «a ajuda preciosa» da Câmara de Braga, através do Orçamento Participativo suportam o pagamento aos reclusos, para compensar o trabalho prestado por cada um, na proporção do esforço despendido e em função do número de dias de trabalho.

São cerca de 800 os participantes que dão vida a uma história sempre antiga e sempre nova.

É um espaço com cerca de 30.000 m2 de ocupação e com mais de 90 cenários, com referência às culturas egípcia, judaica, romana, assíria, grega e babilónica.

“Não faltam muitos dos ofícios que existiam no tempo de Jesus: os ferreiros a forjarem e a temperar o ferro, o sapateiro a concertar sandálias rompidas, serradores que cortam lenha, camponeses a organizarem as ferramentas de trabalho, a tecedeira no tear a jogar fios de lã, o oleiro a moldar o barro, a padeira a amassar a farinha, entre tantos outros cenários da época, e, claro, a família de Nazaré a ser família diante das sombras do seu tempo…”, lê-se

LFS