Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/ecclesia/public_agencia/semanario/bo/db/dbMini.class.php on line 10

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/ecclesia/public_agencia/semanario/bo/db/dbMini.class.php:10) in /home/ecclesia/public_agencia/semanario/inc/islogin.php on line 6

Warning: session_start(): Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/ecclesia/public_agencia/semanario/bo/db/dbMini.class.php:10) in /home/ecclesia/public_agencia/semanario/inc/islogin.php on line 6

Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/ecclesia/public_agencia/semanario/bo/db/dbMini.class.php:10) in /home/ecclesia/public_agencia/semanario/inc/topo.php on line 15
Semanário Ecclesia

 

 

 

 

04 - Editorial:

    Octávio Carmo

 

18 - Julho

20 - Agosto

22 - Setembro

24 - Outubro

26 - Novembro

28 - Dezembro

30 - LusoFonias

Foto de capa: DR

Foto da contracapa:  DR

 

 

AGÊNCIA ECCLESIA 
Diretor: Paulo Rocha  | Chefe de Redação: Octávio Carmo
Redação: Henrique Matos, José Carlos Patrício, Lígia Silveira,
Luís Filipe Santos,  Sónia Neves
Grafismo: Manuel Costa | Secretariado: Ana Gomes
Propriedade: Secretariado Nacional das Comunicações Sociais 
Diretor: Padre Américo Aguiar
Pessoa Coletiva nº 500966575, NIB: 0018 0000 10124457001 82.
Redação e Administração: Quinta do Cabeço, Porta D
1885-076 MOSCAVIDE.
Tel.: 218855472; Fax: 218855473.
agencia@ecclesia.pt; www.agencia.ecclesia.pt;

 

 

 

 

31 - Dossier

    Centenário das Aparições em Fátima

 

 

 

 

Semanário integrado
num novo portal informativo em 2018

2018 traz novidades na distribuição e partilha dos conteúdos produzidos pela Agência ECCLESIA. A mais relevante passa pela integração do semanário digital no portal informativo da Agência Ecclesia. Assim, mais do que esperar por um dia, a sexta-feira, para publicar dossiers temáticos e divulgar artigos de opinião no semanário, os vários conteúdos serão partilhados todos os dias da semana, quando a agenda dos acontecimentos o justificar. Por outro lado, o portal da Agência Ecclesia vai acompanhar a atualidade não só com informação mas também com opinião, tanto através de um grupo de autores que periodicamente deixam a sua perspetiva sobre os acontecimentos, como pela análise aprofundada de um facto desenvolvida por vários autores.

A nova partilha de conteúdos passa a ser feita a partir do início de 2018 num novo portal, com nova imagem

 

e novas ferramentas, que possibilitam mais proximidade dos seguidores da Ecclesia, tanto dos conteúdos produzidos para o portal de informação, como os que são emitidos nos programas Ecclesia e 70x7 na RTP2 e no programa Ecclesia na Antena 1.

A experiência de publicar um semanário digital, onde o conteúdo é publicado nas várias plataformas e as várias páginas permitem ler, ver e ouvir notícias, entrevistas, artigos de opinião, crónicas e muitos mais formatos informativos, foi muito positiva. O primeiro número saiu no dia 3 de janeiro de 2013. Ao longo de quatro anos publicaram-se 241 números e todos ficam disponíveis em www.ecclesia.pt/semanario para quem queira, de forma fácil e apelativa, consultar a história desse tempo. Obrigado por nos seguir!

Paulo Rocha

 

 

 

 

 

 

Doce e salgado…

  Octávio Carmo    

  Agência ECCLESIA   

 
 

 

O ano de 2017 evoca, rapidamente, uma série de acontecimentos marcantes: a visita do Papa a Fátima, no Centenário das Aparições; os incêndios de junho e outubro, com um rasto de morte e destruição em Portugal; as mortes de D. António Francisco dos Santos, bispo do Porto, e de D. Manuel Martins, bispo emérito de Setúbal; as viagens internacionais que levaram Francisco ao Egito, Colômbia, Mianmar e Bangladesh. De tudo isso e mais se dá conta nesta última edição, que fica como memória futura de muitos momentos que não se podem, nem devem, esquecer.

 

 

 

 

 

 

 

Foto do fogo em Vieira de Leiria, tiradas pelo bombeiro Hélio Madeiras

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A mensagem do Papa para 2017

 

 

 

 

 

 

 

O ano começava com Francisco a lembrar que é preciso dizer não… É assim que se constrói a paz, dizendo «não» — com gestos — ao ódio e à violência, e «sim» à fraternidade e à reconciliação.

Era a primeira vez, no novo ano, que o Papa vinha até à janela e recordava que há cinquenta anos, Paulo VI começou a celebrar o Dia Mundial da Paz a 1 de janeiro, para fortalecer o compromisso comum de construir um mundo pacífico e fraterno.

 

 

Tudo menos pacífica era a realidade da missionação do Japão no século XVII, é o que nos relata o filme “Silêncio” que estreava entre nós em janeiro. Desta vez Martin Scorsese adaptou ao cinema o romance homónimo de Shusaku End?, que conta a história de dois padres jesuítas do século XVII que foram para o Japão em busca do seu mentor, o jesuíta português Cristóvão Ferreira. A história da perseguição ao cristianismo e os casos de 

 

 

apostasia perante o martírio.

O ardor missionário anima também os Dominicanos, um caminho de 800 anos de história assinalado com um jubileu que se encerrava em janeiro. Um ciclo comemorativo e um intenso programa cultural que ao longo de um ano permitiu olhar este carisma com os desafios dos tempos novos.

Em Fátima, os bispos homenagearam a figura de Daniel Serrão, falecido aos 88 anos de idade.

 

 

 

 

 

 

 

Encerramento da fase diocesana do processo de canonização da Irmã Lúcia

 

 

 

 

 

 

 

 

Em fevereiro chegava ao fim a fase diocesana do Processo de Canonização da Irmã Lúcia. No Carmelo de Santa Teresa, em Coimbra, onde a Irmã Lúcia viveu, era reunida toda a documentação para ser lacrada e enviada para Roma. 15 mil páginas que relatam as virtudes e a vida da vidente de Fátima. Para a Postulação, o sentimento era o de um dever cumprido.

 

 

A 26 de fevereiro, o Papa Francisco visitou a igreja anglicana de Todos os Santos, em Roma, a celebrar 200 anos, e elogiou o fim do clima de “hostilidade” entre os católicos e esta comunidade cristã. Esta foi a primeira visita de um Papa à igreja anglicana de ‘All Saints’, a menos de 3 quilómetros do Vaticano, na outra margem do Rio Tibre.

 

 

Na sua mensagem para a Quaresma de 2017, o Papa Francisco deixava apelos à defesa da vida “frágil” e alertava para as consequências negativas de uma vida centrada no “dinheiro”.

Por cá, o cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, lançou a sua conta pessoal ‘@patriarcalisboa’ na rede social Twitter.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Viagem do Papa Francisco a Milão

 

 

 

 

 

 

 

 

O Papa Francisco aprovou a 23 de março o milagre necessário para a canonização dos Beatos Francisco e Jacinta Marto, videntes de Fátima. Estava assim aberto o caminho para que a sua proclamação como santos acontecesse na celebração do 13 de maio, “coroando” o ano do Centenário das Aparições.

 

 

 

Os 60 anos do Tratado de Roma, assinalados em março, levaram até ao Vaticano os chefes de Estado e de Governo da União Europeia. De Francisco escutaram que a “solidariedade” é a base do projeto comunitário. O Papa alertou os responsáveis para a “tentação” 

 

de reduzir os ideais que estiveram na origem da UE a “necessidades produtivas, económicas e financeiras”. Desafiou ainda os políticos presentes a promover um “novo humanismo europeu” para responder aos “problemas reais” das pessoas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Viagem do Papa ao Egito

 

 

 

 

 

 

 

 

Abril ficou marcado por uma viagem de alto risco. O Papa rumava ao Egito onde atentados terroristas vinham visando as comunidades cristãs; quis ir transmitir a sua proximidade a quantos pagam com a vida a fé que professam…

Ainda em abril, Francisco visitou a região italiana de Emília-Romanha, atingida pelos sismos de 2012. Já no Vaticano, o Papa recordou na sua mensagem pascal as vítimas das “escravidões”, da violência e das migrações forçadas, deixando uma mensagem de esperança a todos os que são “oprimidos” pelo mal.

 

 

O mês começou com Emissora Católica a festejar 80 anos de vida…  Dia histórico para o projeto radiofónico fundado por Monsenhor Lopes da Cruz. O Papa enviou uma mensagem congratulando-se com o trabalho “de exceção” que o grupo tem desenvolvido na promoção dos valores cristãos.

 

A 191.ª Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa decorreu em Fátima, de 24 a 27 de abril de 2017, sob o signo do Centenário de Fátima e da visita do Papa. A Assembleia aprovou a Nota Pastoral «Cuidar da casa comum, prevenir e evitar os incêndios». Uma mensagem que só seria ouvida mais tarde…

 

 

Os valores do ecumenismo e do diálogo foram sempre uma marca de vida para o Padre Franciscano Joaquim Carreira das Neves que, em abril, terminava a sua vida terrena.

 

 

 

 

 

 

 

 

Peregrino na Paz e na Esperança: o Papa Francisco em Fátima

 

 

 

 

 

 

 

Maio foi o mês de Fátima. A assinalar o primeiro Centenário das Aparições, o Santuário vinha promovendo um intenso programa cultural e científico que abriu este fenómeno Mariano a um circulo mais vasto do debate e da investigação.

 

No dia 12 chegava o Papa Francisco. O quarto Papa a visitar o nosso país, vinha apenas a Fátima. Francisco associava-se assim às celebrações do Centenário das Aparições, rezando na capelinha como vem sendo a tradição dos papas e rezando o terço na noite iluminada de Fátima onde as velas contribuem para um cenário que é muito mais que o seu efeito visual. A fé de um povo… a fé dos dois videntes a quem Francisco abria as portas da santidade canonizando as duas crianças portuguesas.

 

Francisco e Jacinta agora nos altares, exemplos de vida crente que apontam para Maria. A Mãe que o Papa lembrava…

 

Num regresso às origens, o Papa visitou Génova, na Itália, onde se apresentou como filho de imigrantes. Ainda em maio, Francisco recebeu Donald Trump no Vaticano. O Presidente norte-americano e o Papa mantiveram um diálogo de 30 minutos.

 

 

Em Aveiro, o bispo diocesano anunciou a instituição de um tribunal próprio para dar início à fase diocesana do Processo de Canonização da Beata Joana, princesa, por indicação do Vaticano.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sábado de Cinzas em Pedrógão Grande

 

 

 

 

 

 

 

Em junho o país ardeu e desta vez o fogo levava consigo muitas vidas humanas numa tragédia sem precedentes. O Concelho de Pedrógão Grande foi o cenário do drama que pôs a nu, a incúria do nosso ordenamento florestal mas também a incapacidade do Estado em defender os cidadãos. À tragédia seguiu-se a solidariedade… com os portugueses a revelarem uma generosidade sem limites. Dádivas que chegaram a um ritmo superior à capacidade de gerir os bens doados com a Cáritas a desenvolver uma missão exemplar na gestão da solidariedade e na condução do esforço de recuperação das casas. Uma missão que ainda perdura dada a dimensão dos danos.

 

A Jornada Nacional da Pastoral da Cultura decorreu a 3 de junho, em Fátima, com o tema «'Out of the box': A relação dos jovens com a Cultura». O evento culminou com a entrega do prémio ‘Árvore da Vida-Padre Manuel Antunes’ ao encenador Luís Miguel Cintra.

A 15 de junho falecia em Jerusalém o religioso dominicano português Francolino Gonçalves, especialista no estudo da Bíblia, aos 74 anos de idade.

No Vaticano, Francisco presidiu no Vaticano ao quarto consistório do atual pontificado, para a criação de 

 

 

cinco cardeais, e desafiou os seus mais diretos conselheiros a “olhar para a realidade”, sem se julgarem “príncipes”.

O Papa foi ainda ao norte da Itália, para uma homenagem pessoal a dois sacerdotes católicos do século XX, Primo Mazzolari (1890-1959) e, mais tarde, o padre Lorenzo Milani, por ocasião do 50º aniversário da sua morte.

Num dos episódios que abalaram a vida da Cúria Romana, o cardeal George Pell rejeitou «falsas acusações» de abusos sexuais e regressou à Austrália para defender-se.

 

 

No Vaticano, Francisco presidiu no Vaticano ao quarto consistório do atual pontificado, para a criação de cinco cardeais, e desafiou os seus mais diretos conselheiros a “olhar para a realidade”, sem se julgarem “príncipes”.

O Papa foi ainda ao norte da Itália, para uma homenagem pessoal a dois sacerdotes católicos do século XX, Primo Mazzolari (1890-1959) e, mais tarde, o padre Lorenzo Milani, por ocasião do 50º aniversário da sua morte.

Num dos episódios que abalaram a vida da Cúria Romana, o cardeal George Pell rejeitou «falsas acusações» de abusos sexuais e regressou à Austrália para defender-se.

 

 

 

 

 

 

ACANAC 2017

 

 

 

 

 

 

 

A ameaça dos incêndios não impediu 21 mil escuteiros de se encontrarem em Idanha-a-Nova. Foi o maior Acampamento Nacional de sempre, que teve por tema Abraça o Futuro. Entre os 6 e os 22 anos de idade os jovens protagonizaram atividades centradas num imaginário que desafiava à sustentabilidade do planeta e à construção de um futuro marcado pelos valores, acompanhados por vários bispos e pelo presidente da República.

 

 

 

D. Jorge Ortiga celebrou neste mês as suas bodas de ouro sacerdotais. Um percurso que ficou aqui a conhecer melhor, com relatos na primeira pessoa pelo atual responsável da Diocese mais antiga da Península Ibérica, que, por isso mesmo, tem o título de primaz das Espanhas.

 

 

 

No Vaticano, o Papa Francisco publicou o decreto que apresenta a “oferta da vida” como novo modelo jurídico para a abertura de processos de beatificação e canonização, distinto do “martírio” e do reconhecimento das “virtudes heroicas”.

 

 

 

 

 

 

 

 

Pais com filhos portadores de deficiência vivem experiência «transformadora» no Santuário

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O bispo de Vila Real celebrou 50 anos de ordenação presbiteral na sua diocese natal, que serve como bispo desde 2011 com uma aposta na cultura e na evangelização, que envolve todos os fiéis no anúncio do Evangelho.

 

 

O presidente do Conselho Pontifício para a Nova Evangelização presidiu à peregrinação de agosto, em Fátima, onde lembrou que muitas pessoas são “forçadas a fugir” porque “carregam o nome de cristãos”.

Face a um desses muitos episódios de violência, o Papa viria a condenar o “massacre” que provocou pelo menos 13 mortos e dezenas de feridos numa igreja da Nigéria.

 

Já depois dos atentados terroristas de Barcelona, Francisco disse que “a morte e o ódio não podem ter a última palavra”.

No Funchal, a queda de uma árvore de grande porte no Largo da Fonte, na freguesia do Monte, provocou a morte de 13 pessoas e fez 49 feridos, 12 deles em estado grave. A tragédia ocorreu durante as celebrações em honra de Nossa Senhora do Monte.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

D. António Francisco dos Santos - O bispo próximo, sábio e bondoso

 

 

 

 

 

 

 

Um acontecimento completamente inesperado o dia 11 de setembro de 2017: a morte de D. António Francisco dos Santos, aos 69 anos de vida. Nomeado bispo do Porto em fevereiro de 2014, sucedeu a D. Manuel Clemente, e tomou posse a 5 de abril do mesmo ano. Foi ainda bispo de Aveiro e auxiliar de Braga, tendo sido ordenado bispo em março de 2005, na Sé de Lamego.

 

 

Foi também neste mês que D. Manuel Martins nos deixou. O primeiro bispo de Setúbal partia aos 90 anos de idade. D. Manuel Martins foi o primeiro bispo nomeado para a então recém-criada Diocese de Setúbal, onde iniciou o seu ministério episcopal no dia 26 de outubro de 1975.

Durante a Missa exequial ficou-se a saber do falecimento do padre Joaquim Cunha, de 105 anos, então o sacerdote mais idoso de Portugal.

 

Em Viseu, o bispo diocesano apresentou ao Papa a sua renúncia ao cargo, por motivos de saúde. A informação foi confirmada à Agência ECCLESIA pelo próprio D. Ilídio Leandro, de 66 aos, que aguarda agora a decisão de Francisco.

Fátima acolheu um encontro comemorativo dos 40 anos do Renovamento Carismático Católico (RCC) em Portugal, no 50.º aniversário a nível mundial.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mensagem do Papa para o encerramento do Centenário das Aparições

 

 

 

 

 

 

 

Em outubro na Cova da Iria, celebrava-se a peregrinação aniversária que encerrava o Centenário das Aparições… as celebrações da noite de dia 12 fechavam com uma projeção multimédia na fachada do Santuário. Um momento de grande efeito visual que era também a versão audiovisual da própria mensagem de Fátima e da história do século XX onde Fátima se fez presente em muitas ocasiões.

 

 

Em outubro já se pensava no outono quando o país ardeu em proporções nunca imaginadas. Com parte do dispositivo de combate aos fogos já desmobilizado, a Proteção Civil e o Estado voltaram a mostrar fragilidade e a incoerência nas opções. Quando nos prometiam que Pedrógão nunca mais haveria de acontecer, bastaram três meses para a tragédia ser ainda maior e mais disseminada.

 

No Vaticano, o Papa recebeu uma delegação da Universidade Católica Portuguesa, por ocasião do 50.º aniversário desta instituição. Francisco proclamou como santo o sacerdote português Ambrósio Francisco Ferro, morto no Brasil a 3 de outubro de 1645 durante perseguições anticatólicas, por tropas holandesas.

 

A 1 de outubro, com uma pulseira de identificação amarela, o Papa entrou este domingo num centro para migrantes e refugiados em Bolonha, onde foi recebido em festa, para deixar uma mensagem contra o medo.

 

 


 

 

 

 

 

 

Entrada solene de D. José Traquina na Diocese de Santarém

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foi em novembro que a Diocese de Santarém acolheu o seu novo bispo. D. José Traquina sucedendo assim a D. Manuel Pelino, assumindo esta diocese ribatejana. Testemunhar e propor, foram dois propósitos anunciados na sua entrada solene, com D. José Traquina a sublinhar a importância da família e da comunidade cristã, mas também da hierarquia… todos devem desenvolver um trabalho conjunto e de proximidade.

 

 

No I Dia Mundial dos Pobres, o Papa Francisco denunciou no Vaticano a “indiferença” perante os problemas dos mais necessitados, considerando que esta omissão é “o grande pecado contra os pobres”. Simbolicamente, 1500 pobres almoçaram com o Papa.

 

Por cá, a plataforma católica ‘Click to Pray’ foi apresentada na Web Summit.

‘Portugal Católico - A Beleza da Diversidade’ retrata o catolicismo atual. Foi apresentado na Aula Magna.

 

A Diocese de Viana do Castelo começou a celebrar os seus 40 anos de fundação e a viver um Ano Jubilar.

Neste mês a CEP inaugurava a sua nova sede. O IV Encontro Nacional de Leigos decorreu em Viseu.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Papa conclui visita ao Bangladesh

 

 

 

 

 

 

 

Na sua mensagem de Natal, o Papa denunciou este ano o sofrimento das crianças, recordando as crises na Terra Santa, Iraque, Síria, Iémen, Coreia do Norte e Venezuela, entre outras. Antes, na Missa da Noite, lembrou a ternura revolucionária do presépio e as famílias obrigadas a partir das suas terras.

Em Portugal, a mensagem do cardeal-patriarca recordou os trágicos incêndios florestais e a grande solidariedade das populações. Num ano marcado pelo debate sobre a legalização da eutanásia, D. Manuel Clemente afirmou também que é necessário acompanhar os idosos “até ao fim natural das suas vidas”.

 

 

 

 

O jornalista João Francisco Gomes, do ‘Observador’, foi distinguido com o prémio de jornalismo D. Manuel Falcão, do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais, pela sua “entrevista de vida” a D. António 

 

 

 

Marto, bispo de Leiria-Fátima.

Em Roma, o padre José Alfredo Patrício, da Diocese de Lamego, tomou posse como reitor do Pontifício Colégio Português.

 

 

 

 

 

 

2017 com altos e baixos

  Tony Neves   
  Espiritano   

 
 

Este ano abriu, como todos, com o Dia Mundial da Paz. Foi especial porque o nº 50, desde que o Papa Paulo VI o instituiu em 1968. O tema escolhido não podia ter mais atualidade: ‘a não-violência: estilo de uma política para a Paz’. O desenrolar deste ano veio dar razão ao Papa Francisco. O mês de Janeiro foi ainda marcado pela Semana da Unidade dos Cristãos, com o tema:’Reconciliação – é o amor de Cristo que nos impele’.

O ‘Silêncio’ marcou também o início do ano, com uma proposta de reflexão sobre as perseguições dos cristãos ao longo da história da Igreja. O filme de Martin Scorsese, a partir do romance do japonês Shusaku Endo, foi sucesso de bilheteira mas, sobretudo, motivo de profunda reflexão.

Momento alto do Centenário das Aparições de Fátima foi a visita do Papa Francisco. Veio como peregrino e semeou alegria e fé nos corações de quantos o viram e ouviram na Cova da Iria. Milhares de pessoas foram até Fátima e muitos milhões seguiram o Papa pelos meios de comunicação. Fez apelo a uma Igreja simples, pobre e missionária. Dias antes, o Papa Francisco foi ao Egipto dizer que não se podem justificar guerras e violência com o nome de Deus.

O nosso incansável Papa visitaria a Colômbia em Setembro. Foi uma viagem contra todos os tráficos que vitimam milhões de pessoas e empobrecem 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

sociedades inteiras, gerando nichos de violência.

Braga acolheu, em Novembro, o XIX Fórum Ecuménico Jovem, em contexto de celebração dos 500 anos da reforma protestante. Foi um momento que deu continuidade à visita que o Papa Francisco fez à Suécia. Nesta linha de luta pela liberdade religiosa, contra a pobreza e falta de liberdade, o Papa visitou o Myanmar e o Bangladesh, viagens missionárias de alto risco, mas de profundo valor simbólico.

Este 2017 foi ano jubilar para os Espiritanos em Portugal, com a celebração dos 150 anos da sua chegada a terras lusas. Momentos marcantes foram as Jornadas de Espiritualidade, a Peregrinação a Fátima, o Pentecostes, o Colóquio 

 

sobre a Missão e o Encerramento Jubilar. Os Espiritanos contaram com a presença de D. Manuel Clemente, D. Jorge Ortiga e os Arcebispos angolanos D. Filomeno Dias, D. Gabriel Mbilingi e D. Benedito Roberto. A Conferência Episcopal publicou uma Nota Pastoral e a Assembleia da República aprovou um Voto de Congratulação.

O balanço de 2017 tem pontos fortes e outros que deixam a desejar. Estão abertas portas de um 2018 que queremos de justiça, paz e fraternidade.

Desejo boas saídas e excelentes entradas!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

sair